Líder do Ubuntu para Desktops deixa a Canonical

Líder do Ubuntu para Desktops deixa a Canonical

No final do ano de 2019, Will Cooke o antigo líder da divisão de Desktop do Ubuntu deixou a Canonical e deu espaço para Martin Wimpress, conhecido como o principal desenvolvedor do Ubuntu MATE. 

Já fazem alguns dias que Martin Wimpress anunciou que deixaria a Canonical para se juntar a equipe da Slim.ai, uma empresa que cria soluções para otimizar de forma automática a construção de aplicativos em contêineres, e, sua saída da Canonical pode afetar e muito o Ubuntu Desktop.

Vamos discutir um pouco sobre a saída de Martin Wimpress e as mudanças que o Ubuntu desktop poderá sofrer com esse processo.

Quem é Martin Wimpress?

Embora tenha entrado na Canonical em 2017 e tenha se tornado líder de desktop no ano de 2019, sua história com o Ubuntu é muito maior, já que ele é um dos fundadores do projeto Ubuntu Mate em conjunto com Alan Pope.

Além de ser um dos principais desenvolvedores do Ubuntu Mate, Wimpress é engenheiro na Snapcraft e apresentador do Ubuntu Podcast.

Anunciando sua saída

No dia 2 de fevereiro, Wimpress publicou um tweet em sua conta falando que em breve iria deixar a Canonical para se juntar à equipe da Slim.ai.

Embora esteja se despedindo da Canonical, ele ainda continuará liderando o projeto Ubuntu Mate e colaborando com a Snapcraft, já que ele é um entusiasta do sistema operacional.

Sua saída deixará muitas lembranças e indagações, visto que ainda não foi anunciado um novo líder do projeto. Alguns poucos participantes da comunidade, sugeriram que Alan Pope poderia assumir a liderança, porém, segundo Pope, ele não deseja esse cargo.

Mudanças no Ubuntu

Wimpress trouxe inúmeras mudanças positivas para o sistema durante seu tempo no projeto, dentre elas temos:

Por enquanto, ficamos na curiosidade sobre quem será o sucessor do Martin Wimpress e quais serão os próximos passos dele. Quais as melhorias e polimentos a serem apresentados e implementados no sistema por ele?

Algumas mudanças que eu gostaria de ver no Ubuntu

O projeto Ubuntu é bastante promissor e quem sabe a nova direção não possa deixar o sistema operacional ainda mais amigável e prático para novos usuários. Dentre algumas mudanças que podem ser realizadas, as  que eu mais gostaria de ver são:

Uma nova Snap Store

A Snap Store é a loja oficial do Ubuntu e está disponível no sistema há alguns anos. Ela é um fork da GNOME Software, porém, bem menos eficiente do que ela, tornando-a um app praticamente inútil.

Quem sabe após o novo instalador, não seja desenvolvida uma nova snap store com uma interface totalmente remodelada e que seja mais funcional, possibilitando procurar e instalar aplicações também do repositório oficial.

O bug do tema dark

Claro que não poderia faltar a solução oficial da equipe para o tema dark do sistema, que se encontra bugado desde seu lançamento.

Por enquanto, a solução que eu encontrei foi alterar o tema do shell através do GNOME Tweaks utilizando a extensão User Themes, porém, já está na hora da  equipe do Ubuntu resolver esse problema na interface do sistema.

O que você achou da saída de Martin Wimpress? Quais as mudanças que você gostaria de ver no sistema sob a nova direção? Deixe para gente nos comentários e até o próximo artigo!


Newsletter Diolinux
Talvez Você Também Goste