Como o GNOME Circle está tornando o Linux no desktop maior e melhor

gnome circle

O projeto “GNOME Circle” foi criado pela GNOME Foundation no final de 2020 e tem feito grandes avanços em um dos assuntos mais discutidos nos fóruns e grupos dedicados à comunidade Linux e open source: como tornar as distros Linux mais populares entre usuários “comuns” no desktop.

Como atrair mais usuários?

Um dos pontos mais discutidos entre usuários e entusiastas de Linux no desktop é que a padronização visual e funcional das distros pode facilitar em muito a migração de usuários leigos para o sistema do pinguim. Porém, como alcançar tal nível de padronização sem prejudicar a variedade de opções e a originalidade de cada projeto?

Snaps, Flatpaks e AppImages

Nos últimos anos, grandes passos foram dados em relação ao “aspecto funcional” das distros. A distribuição e instalação de aplicações atualmente encontra-se em um nível em que você pode instalar softwares empacotados nos mesmos formatos em praticamente qualquer distro Linux do mercado.

Uma vez que um desenvolvedor empacota e distribui o seu software em Snap ou Flatpak, este garante que o mesmo possa ser utilizado no Ubuntu, Fedora, Manjaro ou qualquer outra distro Linux para desktop a partir da mesma loja de aplicativos e através do mesmo método de instalação.

Padronização visual

Algumas das maiores empresas e comunidades responsáveis pelas principais distros Linux para desktop tem trabalhado duro para criar um ecossistema que ofereça aos desenvolvedores guias sólidos para a criação das interfaces gráficas dos seus programas, entregando ao usuário final aplicações com aspectos visuais cada vez mais harmoniosos entre si e com o restante do sistema.

Dois grandes exemplos destes esforços são o elementary OS e o próprio projeto GNOME.

Facilidade de acesso para novos desenvolvedores

Para alcançarmos um público maior para as distribuições Linux, também é necessário que tenhamos um número crescente de softwares sendo portados e/ou criados especificamente para a plataforma.

Dificilmente uma pessoa vai trocar o Windows ou o MacOS por uma distro Linux que não oferece compatibilidade ou alternativas à altura dos softwares que ela precisa ou gosta de utilizar.

Uma das melhores maneiras para resolver este problema é permitir que um número maior de desenvolvedores se envolvam e possam contribuir com as distros Linux da forma mais descomplicada possível, e, este é mais um aspecto no qual o GNOME Circle está proporcionando um grande avanço para a comunidade.

O GNOME Circle faz isso e muito mais

No passado, para fazer parte do GNOME, projetos de desenvolvimento precisavam estar hospedados na infraestrutura do GNOME, bem como seguir o mesmo calendário de lançamento, o que dificultava a entrada de muitos desenvolvedores no projeto.

O GNOME Circle está eliminando estas barreiras, de forma que agora tudo o que um desenvolvedor precisa para que o seu projeto seja oficialmente parte do projeto GNOME é fazer parte deste “clube” de desenvolvedores que é o GNOME Circle.

Como fazer parte do GNOME Circle?

Para fazer parte do GNOME Circle e ter os seus softwares publicados através do mesmo, é necessário que os interessados cumpram alguns requisitos bastante simples:

  • Criar uma conta no Gitlab do GNOME;
  • Garantir que os seus softwares sejam licenciados sob uma licença open source;
  • Desenvolvê-los utilizando a plataforma e as diretrizes do GNOME, incluindo GTK;
  • Disponibilizá-los para instalação no formato Flatpak.

A lista completa com todos os requisitos pode ser encontrada na página do GNOME Circle no Gitlab.

Quais as vantagens de integrar o GNOME Circle?

Os desenvolvedores que optarem por fazer parte do projeto se tornarão oficialmente membros da GNOME Foundation, o que traz recompensas exclusivas, como por exemplo:

  • Votar nas eleições e referendos do conselho;
  • Candidatar-se aos mais variados cargos na GNOME Foundation;
  • Possuir um email utilizando o domínio “@gnome.org”;
  • Um blog hospedado em “blogs.gnome.org”.

A lista completa com todos os benefícios pode ser encontrada na Wiki do projeto GNOME.

Um grande passo na direção certa!

Confira o que o diretor-executivo da GNOME Foundation, Neil McGovern, disse sobre o GNOME Circle:

“Independent developers do fantastic work using the GNOME platform, and I’m thrilled that the GNOME Foundation is going to be supporting more of them than ever before. With GNOME Circle, we’re excited to be growing the GNOME community and building a stronger and more vibrant developer ecosystem.”

“Desenvolvedores independentes fazem um trabalho fantástico utilizando a plataforma do GNOME, e eu estou emocionado com o fato de que a GNOME Foundation irá apoiar mais deles, como nunca foi feito antes. Com o GNOME Circle nós estamos empolgados em aumentar a comunidade GNOME e construir um ecossistema ainda mais forte.”

O GNOME Circle é certamente um grande passo na direção certa, tornando os sistemas operacionais Linux mais coesos, tanto no aspecto visual quanto operacional. Procedimentos que antes causavam problemas e incomodavam um grande número de pessoas, como a necessidade de se utilizar PPA’s, baixar softwares em diferentes formatos para cada distro Linux e ter que lidar com incoerências visuais gritantes estão ficando cada vez mais no passado.

O que você acredita que o Linux no desktop precisa para se tornar mais popular? Você concorda que o GNOME Circle é um grande passo na direção correta? Conte-nos os seus pensamentos sobre o assunto nos comentários abaixo!

Isso é tudo pessoal! 😉


Newsletter Diolinux
Talvez Você Também Goste
GNOME está planejando trazer uma função que você sempre quis!
Continue lendo

GNOME está planejando trazer uma função que você sempre quis!

Uma das grandes verdades do mundo Open Source é que nada, nunca, está realmente pronto, mas não veja isso como algo ruim, isso simplesmente significa algo comum da própria vida, há sempre constante movimento para frente, modificações, melhorias, e isso é excelente! Com projeto GNOME, autor do GNOME Shell, interface utilizada na maioria das grandes distros Linux, não seria diferente, e o desenvolvedor brasileiro, Georges Stavracas Neto, nos conta em seu blog uma das novidades que pode estar chegando ao GNOME Shell, um App Grid com funções novas e mais ricas.