Não é incomum encontrarmos diversos tutoriais de pós-instalação do Ubuntu ou de qualquer outra distro, a cada lançamento (nesse momento o pen drive para fazer instalação chega a tremer), pela web que trazem o passo a passo do que instalar e como personalizar o sistema ao gosto do usuário.

Muitos desses guias contém apenas comandos no terminal e não que isso seja errado, afinal, o terminal é vida! Porém, o que para alguns é simples e corriqueiro, para um usuário que está chegando agora no mundo Linux, o terminal pode parecer um bicho de sete cabeças. Olhando por essa perspectiva, um tutorial que traz muitos comandos de terminal pode se tornar um desafio maior na curva de aprendizado dos pinguins iniciantes.

Mas, se eu te disser que podemos encurtar e facilitar essa etapa para todos no Ubuntu? Esse é o objetivo do Ubuntu First Steps.

O que é o Ubuntu First Steps?

Lorenzo Carbonell criou o Ubuntu First Steps (UFS) que visa facilitar a vida dos usuários (avançados ou não) na pós-instalação do Ubuntu. Com alguns poucos cliques, podemos personalizar a área de trabalho e até coisas um pouco mais avançadas, como gerenciar a privacidade do sistema. Convido você pinguim a junto comigo, darmos uma olhada e testar esse programa.

Instalação

Como é esperado, por se tratar de um programa de terceiros, ele não está dentro dos repositórios oficiais do Ubuntu e por isso, inicialmente não podemos encontrá-lo na loja de programas do sistema.

Mas, para realizar a sua instalação é só adicionarmos o seu PPA. Aqui cabe uma piadinha, embora tenha como objetivo facilitar a vida dos usuários e também um menor uso do terminal, a instalação do aplicativo é via terminal (enfim a hipocrisia 😂). Para isso é só utilizar os comandos:

sudo add-apt-repository ppa: atareao / atareao
sudo apt update
sudo apt install ubuntu-first-steps

Após aguardar a instalação, teremos o aplicativo no menu do sistema pronto para uso. Vamos passar agora por cada uma das 5 seções dele. 

Tela Sobre do Ubuntu First Steps

1 – Vamos brincar com a Dock!

Quando pensamos na aparência do Ubuntu umas das primeiras coisas que nos vem à mente é a sua dock na esquerda. Mas, se tratando de Linux, podemos personalizar tudo ao nosso gosto, e com a dock não é diferente.

Alterar a dock do Ubuntu pode ser feito de várias maneiras, mas pelo First Steps isso acontece de uma maneira muito fácil e prática. Na Seção Custom dock podemos alterar a posição, o tamanho dos ícones dos programas, se queremos que eles apareçam ou não, o comportamento da dock, como ela aparece no monitor principal e se queremos que ele apareça em outros monitores.

Algo que pessoalmente gostei foi o comportamento de minimizar janelas com um clique no ícone do aplicativo que está em execução, na verdade, é algo que eu nunca havia prestado muita atenção até então,  agora faço uso desse recurso depois de instalar o First Steps.

Aba Custom dock do Ubuntu First Steps

2 – Porque cada detalhe importa!

Na seção Custom desktop podemos mexer em detalhes que podem parecer simples, mas que podem mudar de acordo com o gosto de cada usuário. Entre as opções disponíveis temos o tamanho dos ícones que aparecem na área de trabalho, se queremos que tenham ícones ou não e se a lixeira deve ou não aparecer.

Na barra superior por padrão temos o calendário, o relógio, as informações de bateria (no caso dos notebooks) e como aconteceu com a dock, podemos mexer também nos detalhes dela. Desde mostrar ou esconder informações com apenas um clique.

Aba Custom desktop do Ubuntu First Steps

3 – Privacidade é a ordem

Nunca a privacidade foi levada tão a sério a ponto de se tornar uma preocupação primária para muitas pessoas. Essa preocupação leva muitos a buscarem as distros Linux, que em comparação com o Windows e Mac OS são bem mais transparentes nesse quesito.

E na seção Privacy o First Steps abrange detalhes de privacidade do sistema possibilitando ativar ou desativar os periféricos como a câmera, microfone e saída de som, ocultar informações do usuário, remover arquivos de forma automática da lixeira, eliminar o histórico de programas utilizados e até ativar ou desativar o envio de relatórios de problemas (bugs) que o Ubuntu envia para a Canonical, empresa que desenvolve a distro.

Aba Privacy do Ubuntu First Steps

4 – Administrando os repositórios (ou pelo menos tentando)

Antes de termos o formato de pacote universal snap no Ubuntu, uma das formas mais simples de termos programas de terceiros mais atualizados era por meio de PPAs e até hoje muitos programas podem ser instalados apenas por meio deles. 

Na seção Repositories podemos instalar PPAs que possuem muitos programas que estão entre os mais utilizados no Ubuntu. Para escrever esse artigo, tive problemas ao tentar adicionar os repositórios ao sistema, nenhum funcionou infelizmente.

Aba Repositories do Ubuntu First Steps

5 – Instalando programas com um clique!

Durante muito tempo se pensava que instalar programas no Linux era um bicho de sete cabeças e que isso era possível apenas via terminal, algo que hoje em dia não passa de um mito.

Ainda assim, muitos iniciantes que chegam ficam na dúvida sobre quais programas podem utilizar. Na seção Applications temos uma lista de programas populares e também extensões que estão a disposição do usuário a um clique de distância.

Aba Applications do Ubuntu First Steps

Nem tudo é perfeito

Durante a minha utilização, além dos problemas com a adição dos PPAs que creio estarem desatualizados, eu percebi que nenhuma mudança é feita de maneira automática depois do usuário ativar ou desativar uma opção. Para que as alterações sejam aplicadas, o usuário deve clicar no ícone da engrenagem no canto superior esquerdo e aplicar as mudanças. Isso não chega a ser algo do outro mundo, porém, para um usuário como eu que é um pouco mais desatento o ícone da engrenagem passa despercebido.

Que tal dar uma chance ao Ubuntu First Steps?

O aplicativo é uma mão na roda para quem está chegando agora ao mundo das distros Linux e escolheu o Ubuntu para desembarcar, além de ser simples e direto, facilita muito o processo de pós-instalação e livra os pinguins iniciantes de ficarem pulando de tutorial em tutorial.

O desenvolvedor convida todos que utilizam o Ubuntu First Steps a darem sugestões de programas e de outras melhorias, para que o aplicativo se torne ainda mais útil para todos. Fica o incentivo a quem quiser contribuir com o projeto!

E aí Pinguim, o que você achou desse projeto? Vai testar esse aplicativo na sua próxima formatação? Se já estiver utilizando, deixe suas experiências nos comentários. Um abraço e até a próxima!


Newsletter Diolinux
Talvez Você Também Goste