O nível de realismo dos jogos não para de aumentar, e, hoje em dia, estamos em um nível onde, muitas vezes, fica difícil diferenciar um jogo de um filme. Mesmo assim, ainda existe um público numeroso que prefere os jogos como eles costumavam ser antigamente.

A popularidade dos jogos retrô

Títulos como Celeste, candidato a jogo do ano em 2018 pelo “The Game Awards”, estão aí para provar que jogos com um estilo “retrô” estão muito longe de se tornar somente algo do passado.

celeste

Além dos novos títulos, como o próprio Celeste, jogos antigos clássicos como “Sonic” e “Super Mario” ainda atraem um número enorme de jogadores ao redor do mundo. Uma grande vantagem para quem é fã de jogos como esses é que, qualquer computador que funcione, pode rodar esses títulos sem maiores problemas.

Crie o seu próprio console com o Retro Home

O Retro Home é uma distribuição Linux para Raspberry Pi que vem, justamente, para atender este público. Sendo baseado no Ubuntu, é uma distro leve e estável com uma interface gráfica que lembra muito um console de verdade.

Você também pode conferir o conteúdo no qual falamos sobre o grande número de emuladores que conseguem tornar aquele seu computador antigo em um excelente “console” de jogos retrô.

retro home

Porém, grande parte deles é desenvolvido para funcionar em “computadores normais”, que utilizam processadores “x86”, ao contrário do Raspberry Pi, que utiliza a arquitetura ARM

Suporte à software e hardware

O Retro Home suporta um número “gigante” de consoles, entre eles:

  • Atari 5200;
  • Atari 7800;
  • Atari Jaguar;
  • Atari Lynx;
  • Magnavox Odyssey2;
  • Microsoft MSX;
  • Nintendo Game Boy Color;
  • Nintendo Game Boy Advance;
  • Nintendo DS;
  • Nintendo Entertainment System;
  • Super Nintendo Entertainment System;
  • Nintendo Virtual Boy;
  • Sega Game Gear;
  • Sega Master System (Mark III);
  • Sega Mega Drive (Genesis);
  • Sega Mega CD;
  • Sega 32X;
  • Sega Saturn;
  • SNK Neo Geo Pocket;
  • NEC PC Engine TurboGrafx-16;
  • Sony PlayStation.

Por mais “incrível” que possa parecer, esses são apenas alguns dos principais consoles suportados, pois a lista ainda é muito maior. 😯

Em relação ao suporte a hardware, atualmente o Retro Home pode rodar em diversas variações dos Raspberry Pi versão 2, 3 e 4. Incluindo o “Raspberry Pi 4 Model B”, que na página do projeto no Github, consta como o modelo recomendado para a utilização do sistema.

Achou pouco? Ainda tem mais!

Como se já não tivéssemos mostrado qualidades o suficiente, o Retro Home ainda pode ser instalado e rodar diretamente de um pen drive, não consumindo o armazenamento do seu Raspberry Pi.

Para baixar a imagem de instalação mais recente do Retro Home, baseada no Ubuntu 20.10, acesse a página de “releases” da distro no Github, clique em “Assets” e depois sobre o arquivo indicado na imagem abaixo para iniciar o download.

retro home download github

Para criar uma mídia inicializável do Retro Home, primeiro extraia o arquivo baixado utilizando o compactador de arquivos da sua preferência, e, por fim, copie a imagem para um pen drive ou cartão de memória utilizando um software como o “balena Etcher”.

Você já conhecia o Retro Home, ou sabe de alguma ferramenta semelhante? Conte para a gente nos comentários abaixo e vamos compartilhar o conhecimento. 😁

Isso é tudo pessoal! 😉


Newsletter Diolinux
Talvez Você Também Goste
Formatação ABNT no OnlyOffice Writer
Continue lendo

Formatação ABNT no OnlyOffice Writer

As normas ABNT são um padrão nacional para a entrega de trabalhos escolares e universitários. No artigo de hoje, você irá aprender a como formatar seus documentos no padrão ABNT utilizando o ONLYOFFICE.