O Raspberry Pi OS é um sistema operacional baseado no Debian que foi desenvolvido pela “Raspberry Pi Foundation” para ser o mais otimizado possível para o computador de bolso.

A nova versão do sistema é a primeira a ser baseada na versão 11 “Bullseye” do Debian e utiliza a versão 5.10.63 do Kernel Linux por padrão.

Novo suporte a GTK+ 3

Todas as aplicações e componentes desta nova versão do Raspberry Pi OS são construídos em GTK+ 3, aumentando o desempenho e as possibilidades para a criação de novas funcionalidades para o PIXEL*.

raspberry pi os

Dentre as aplicações que fazem parte do novo suporte ao GTK+ 3 estão: o LXPanel em conjunto com todos os seus plugins, o gerenciador de arquivos “PCManFM”, o assistente de inicialização “piwiz” e o painel de preferências “pipanel”.

*PIXEL (Pi Improved Xwindows Environment, Lightweight) é o nome do ambiente desktop utilizado no Raspberry Pi OS. O PIXEL é uma versão bastante modificada do LXDE.

Introduzindo o compositor de janelas “Mutter”

A versão anterior do sistema utilizava o “Openbox” como o seu único compositor de janelas. Nesta nova versão, ao rodar em dispositivos equipados com 2GB ou mais de memória RAM o sistema passará, automaticamente, a utilizar o “Mutter” para esta função.

Dispositivos com menos de 2GB continuarão utilizando o “Openbox”.

Outras novidades do novo Raspberry Pi OS

Além do novo suporte a GTK+ 3, a nova versão do Raspberry Pi OS traz uma lista considerável de novidades, como por exemplo:

  • Um novo plugin de updates consegue baixar e instalar atualizações do sistema operacional de maneira automática, bem como oferecer uma barra de progresso e informações extras em caixas de diálogo;
  • O gerenciador de arquivos “PCManFM” agora oferece uma opção de visualização simplificada para os modos de lista e ícones, assim como novos ícones para a barra de ferramentas;
  • O tema “PiXflat” foi atualizado para suportar os apps GTK+ 3;
  • A aplicação “Appearance” agora suporta o compositor de janelas “Mutter”;
  • Melhorada a seleção de saída de áudio HDMI;
  • Suporte a bluetooth aprimorado com novas caixas de diálogo para a realização do pareamento;
  • Aprimoramentos de performance ao utilizar o compositor de janelas “Openbox”;
  • Versões atualizadas de diversos apps, como o navegador Chromium e o player multimídia VLC;
  • Atualização na tradução do sistema para vários idiomas, como armênio, alemão, italiano e polonês;
  • E, por fim, correções de bugs diversas nos apps instalados por padrão e componentes do sistema em geral.

A lista completa (em inglês) com todas as melhorias da nova versão pode ser encontrada na página de release do Raspberry Pi OS.

Isso é tudo pessoal! 😉


Newsletter Diolinux
Talvez Você Também Goste