Após anos sem nenhuma novidade no mercado de hardware, a Valve chegou com os dois pés na porta anunciando o Steam Deck, seu console portátil com um precinho camarada e a nova versão do Steam OS.

Anunciado para dezembro deste ano, os planos tiveram que mudar um pouco devido à escassez de hardware, fazendo com que as primeiras edições do dispositivo cheguem ao público em fevereiro de 2022.

Crise de hardware, um problema global

A escassez de chips já foi falada diversas vezes aqui no blog e a Valve não é uma das primeiras empresas afetadas e possivelmente não será uma das últimas.

Em uma postagem em seu blog oficial, a Valve disse:

“Lamentamos por isso – fizemos o nosso melhor para solucionar os problemas da cadeia de abastecimento global, mas devido à escassez de materiais, os componentes não chegam às nossas instalações de fabricação em tempo de cumprirmos as datas de lançamento inicial”

Mais tempo para melhorar o Steam OS

Esse pequeno atraso, pode ser um pouco benéfico para a Valve que dará mais dois meses para que as desenvolvedoras de jogos possam compatibilizar seus títulos com o Proton da Steam.

O processo de compatibilização está cada vez mais simples e até mesmo alguns anti-cheats funcionam com a camada de compatibilidade desenvolvida pela plataforma, tanto que o Brawlhala passou a utilizar o EAC.

Vale dizer que a Valve está inserindo selos de identificação nos títulos do Steam Deck, para que os usuários saibam quais jogos funcionam de forma satisfatória em seu novo console, evitando algumas frustrações.

Steam Deck, em breve disponível ao público

Com esse pequeno atraso, os consoles que seriam enviados inicialmente em dezembro deste ano, serão produzidos no primeiro trimestre de 2022, com data de envio prevista para o segundo trimestre.

Se você planeja ter o novo console da empresa, basta esperar alguns meses, para poder jogar seu CS:GO ou o DOTA 2 no conforto da sua cama.

Você planeja comprar um Steam Deck? Qual sua opinião quanto a crise de hardware que estamos vivendo? Deixe-a nos comentários e até o próximo artigo!


Newsletter Diolinux
Talvez Você Também Goste