Olá pessoas, tudo bem com vocês? Chegamos a quarta edição da Sexta do Hopping e para isso decidi mudar alguns paradigmas e ousar um pouco na escolha da distribuição, preferindo utilizar algo em que eu fosse apenas um iniciante.

Existem inúmeros projetos dos quais eu prefiro passar longe se possível, por uma questão de costume, como o Solus OS, Gentoo e até mesmo o próprio Arch Linux. Não estou dizendo que esses projetos são ruins, muito pelo contrário, mas ao menos para minha utilização, eles me tomariam muito tempo de aprendizado.

Na votação no fórum, coloquei alguns dos  sistemas aos quais não me adaptei durante algum teste e para a minha surpresa vários membros da comunidade Diolinux votaram e deixaram sua opinião sobre o sistema escolhido, o Regata OS.

image 7

Sem mais delongas, vamos falar um pouco sobre a minha experiência com o sistema e algumas das coisas que me chamaram a atenção.

Por que o Regata OS?

Confesso que quando eu decidi postar a votação no fórum, estava esperançoso para testar o Regata OS, pois ele é um projeto um tanto quanto diferente de tudo que eu utilizei, a começar por sua base, o OpenSUSE.

Além disso, se trata de um sistema desenvolvido por brasileiros e acredito que é hora de darmos mais atenção aos nossos “irmãos” que desenvolvem softwares excelentes e conhecidos ao redor do mundo.

O processo de instalação

A instalação de um sistema diz bastante sobre ele, principalmente quando falamos de sistemas voltados ao usuário final. Até porque, se o processo de instalação for complicado, passa a impressão de que o sistema também será.

Realizando o Download da ISO

O Regata OS foi bastante cuidadoso nesse quesito e o processo de instalação é amigável desde o primeiro acesso ao site do projeto, até o momento em que o sistema já está pronto para uso.

image 6

A aparência do site é bastante limpa e dá foco não apenas ao botão de download, mas também aos links de ajuda, que levam a pequenos posts explicativos sobre como utilizar o sistema (algo que eu não vejo em muitos projetos).

image 5

Da mesma forma que o Pop!_OS, o Regata OS oferece aos usuários uma versão da ISO com os drivers NVIDIA incluídos, facilitando o processo de instalação para quem possui este hardware.

A instalação do sistema

Após realizar o download da ISO e criar um pendrive bootável, chegou a hora de realizar a instalação do sistema. A primeira coisa que você irá notar é que se trata do instalador calamares, que também é utilizado em projetos como o KDE Neon e Manjaro, porém essa versão possui algumas diferenças. 

image 4

No Regata OS, o usuário não é criado durante o processo de instalação, como acontece nas distribuições que utilizam o calamares, mas sim após a instalação, como ocorre no Fedora, Pop!_OS, entre outras distribuições.

image 3

Primeiras impressões

Com o Regata OS instalado, é hora de ter as primeiras impressões do sistema, e bem como disse anteriormente, ele é um projeto bem diferente e eu sou um iniciante nele, então fiz uma das primeiras coisas que faria em outra distribuição, atualizar o sistema.

Em pouco tempo após a instalação apareceu uma notificação de que haviam atualizações a serem instaladas, cliquei em atualizar e enquanto isso, realizei algumas mudanças como adicionar meu HD secundário no FSTAB e colocar meu monitor na resolução correta.

image 2

Instalando os softwares

Outro passo importante foi a instalação dos programas que eu uso, para isso, utilizei a Regata OS Store, que além de ser bonita e intuitiva, possuía todos os softwares que eu utilizo, poucas vezes tive que recorrer ao “Yast Software”.

image 1

Game acess, apertando o play

Outro recurso interessante que o Regata OS traz por padrão é o Game Acess, uma loja que permite ao usuário realizar a instalação de jogos disponibilizados apenas para Windows através de launchers como o Origin ou Epic Games Launcher.

image

Instalei o jogo GTA San Andreas através do Rockstar Launcher e para minha surpresa, a instalação foi super rápida e não foi necessário que eu realizasse nenhum procedimento extra.

Minha experiência

Meus 30 dias de uso do sistema foram bem simples e eu não tive problemas com nada durante esse tempo. O sistema é bastante estável, principalmente se pararmos para pensar que ele constantemente atualiza o kernel e drivers de vídeo, para oferecer uma melhor experiência.

Além disso, a loja se mantém constantemente atualizada e sempre traz softwares que a equipe e os usuários do sistema julgam interessantes, o que é um ponto positivo para o sistema, além de demonstrar a preocupação da equipe com o projeto.

Eu recomendaria o Regata OS?

Após todo esse tempo, você recomendaria o Regata OS para um iniciante? Sim!

Eu não tive nenhum tipo de problemas durante meu uso que um usuário comum não pudesse resolver. Por ser bastante intuitivo, a necessidade de utilização do terminal no Regata OS é quase nula, e a equipe do sistema está sempre ativa através do grupo do Telegram para ajudar seus usuários.

Eu estive conversando com o Krill Amorim, um dos membros da equipe do Regata OS falar um pouco sobre o propósito do sistema e ele me enviou um pequeno texto:

O Regata OS é destinado ao usuário final, ou como gosto de dizer usuário de computador. Ele é o sistema perfeito para você usar em casa seja para momentos de lazer, estudo, trabalho, etc.

Nós do projeto buscamos reduzir ao máximo possível a curva de aprendizado que existe quando as pessoas tentam migrar do Windows para o Linux, mas sem perder a identidade “Regata OS”.

Uma pausa na sexta do Hopping

Para esse mês de maio, vou evitar fazer o hopping em minha máquina para trabalhar em alguns projetos que sairão em breve, inclusive meu projeto pessoal de me estabilizar em uma distro.

Nada impede que no próximo mês tenhamos uma próxima versão do quadro. Qual sistema você gostaria de me ver testando? Deixe nos comentários!

Considerações finais

Se você ainda não chegou a utilizar o Regata OS e ficou curioso, basta realizar o download da ISO e testar, quem sabe ele não se torne seu próximo sistema operacional?

Vale dizer também que temos um Diocast com a equipe do Regata OS, caso você ainda não tenha ouvido, é um bate-papo bastante interessante.

Você conhece o Regata OS? Pretende testar o sistema? Deixe sua opinião para a gente nos comentários e até o próximo artigo!


Newsletter Diolinux
Talvez Você Também Goste