OpenSUSESistemas operacionais

Tumbleweed e Leap: as melhores versões do openSUSE Linux?

Existem vários projetos de distribuições Linux ao redor do mundo, cada uma diferente da outra, seja sua interface, o visual dos ícones, base utilizada pelo sistema ou o gerenciador de pacotes.

Um sistema operacional bastante conhecido ao redor do mundo é o openSUSE, uma versão do SUSE Linux desenvolvida por sua comunidade de usuários, que conta com o patrocínio da SUSE.

No artigo de hoje, vamos nos aprofundar no mundo desta distribuição Linux e conhecer seus objetivos, suas origens e os diferenciais entre suas duas versões Tumbleweed e Leap.

A origem do openSUSE

Antes de falarmos sobre o openSUSE, precisamos voltar um pouco no tempo, especificamente em janeiro de 2004, onde a Novell, uma famosa empresa de tecnologia norte-americana anunciava a compra do SUSE Linux, uma grande aquisição que iria mudar o mundo (ao menos o dos servidores).

Com o sucesso do sistema operacional, a Novell decidiu fazer com que a comunidade fosse uma parte importante do processo de desenvolvimento e tornou o SUSE Linux Professional um projeto 100% open source.

Bem, abrir o código para que a comunidade se envolvesse foi uma excelente ideia e o SUSE Linux 10.0, primeira versão do sistema com o apoio da comunidade foi um sucesso e trouxe diversas melhorias para seus usuários.

Pouco tempo após este lançamento, a equipe da Novell anunciou o openSUSE 10.2 com uma mudança no nome para que o SUSE Linux não fosse confundido com os produtos do SUSE Linux Enterprise.

As principais versões do openSUSE

Desde 2015, o projeto openSUSE conta com duas edições a Tumbleweed e a Leap que embora possuam algumas semelhanças por serem derivadas do mesmo projeto, tem objetivos bastante diferentes.

openSUSE Leap

Se você é uma pessoa que preza por estabilidade, o openSUSE Leap é o sistema operacional perfeito para você. 

Ele conta com um cronograma de lançamentos regulares onde cada nova versão do sistema estará disponível ao público em cerca de um ano, aderindo a versões LTS do kernel, ambientes gráficos e até mesmo algumas aplicações, visando fornecer um sistema sólido, e robusto, oferecendo periodicamente aos usuários atualizações e patches de segurança.

O método de funcionamento da versão Leap é semelhante ao que temos no Ubuntu ou Fedora, garantindo maior estabilidade para pessoas que utilizam o computador em ambientes de trabalho ou que preferem evitar atualizações frequentes.

openSUSE Tumbleweed

Se você prefere um sistema onde tudo está em sua última versão, desde o kernel até o aplicativo da calculadora, o openSUSE Tumbleweed é a opção perfeita para você, já que ele é uma distribuição de lançamento contínuo.

Assim como o Void ou o Arch Linux, o openSUSE Tumbleweed conta com os pacotes em suas últimas versões e atualizações quase que diárias, sendo considerado por vários membros da comunidade uma das melhores distribuições rolling release.

Esta versão é ideal para usuários entusiastas que desejam sempre ter acesso as principais novidades que estão chegando no mundo Linux e não possuem problemas em receber atualizações diárias em seu sistema operacional.

Alguns recursos do openSUSE

O openSUSE é um sistema operacional repleto de recursos que visam facilitar a vida de seus usuários, sejam eles domésticos ou corporativos. Dentre os vários recursos que ele oferece, temos:

  • OBS (openSUSE Build Service): o openSUSE Build Service é uma instância para o Open Build Service, usado para o desenvolvimento do sistema que visa oferecer pacotes de forma automática e consistente para o sistema.
  • YaST: sem dúvida nenhuma, um dos maiores recursos que o openSUSE oferece é o YaST, um painel de configurações super completo e funcional que garante a você o controle completo do sistema.
  • D-Installer: o D-Installer é um instalador do sistema baseado em Web que chegará em breve para os usuários do sistema e visa tornar o processo de instalação ainda mais prático.
  • Zypper: o Zypper é o gerenciador de pacotes padrão do openSUSE, utilizado pelo sistema desde sua versão 10.2 beta, vale dizer que além dele, o sistema aceita os comandos do yum e utiliza o foramto de pacotes .rpm.

Qual versão do openSUSE escolher?

Bem, se você está procurando pela melhor versão do openSUSE, sinto em não poder te dar uma resposta concreta. Afinal, não existe “o melhor Linux”, mas sim aquele que te atende suas necessidades.

Caso você seja um usuário iniciante no mundo do openSUSE e deseje aprender mais sobre este sistema, ou, utiliza o computador para trabalho e não deseja atualizar o sistema diariamente, a versão Leap pode ser interessante, por conta de sua estabilidade.

Agora, se você prefere utilizar todos os seus apps nas versões mais recentes e já está acostumado com sistemas rolling release, a versão Tumbleweed pode ser perfeita para seu uso.

Você já conhecia o openSUSE? Qual sua versão preferida? 

Até o próximo artigo pinguim!

Diolinux Ofertas - Aproveite os melhores descontos em diversos produtos!
415 postagens

Sobre o autor
Olá pessoas, me chamo Carlos Augusto e desde meus 6 anos sou apaixonado por tecnologia, principalmente por computação. Além de tentar ser um projeto de redator, no tempo livre gosto de fazer algumas manutenções e gambiarras!
Artigos
    Postagens relacionadas
    VídeoSistemas operacionais

    Entenda o que é o Linux Gutta e veja se compensa ter um computador com ele

    VídeoOpenSUSE

    OpenSUSE Tumbleweed, uma distro Linux que fica como você quiser

    VídeoSistemas operacionais

    Tuxedo OS é como um Pop!_OS, mas com KDE?