Manjaro

Confira a trajetória de 10 anos do Manjaro!

O Manjaro é uma distribuição Linux bastante notável. Trazendo a facilidade de um Ubuntu/Mint com um gerenciador de pacotes intuitivo e todo o poder do Arch Linux, o sistema se tornou o queridinho de vários usuários ao redor do mundo.

Recentemente o projeto alcançou seus 10 aninhos, assim como o elementary OS e é claro que nós não deixaríamos de fazer algo especial para homenagear este sistema maravilhoso, não é mesmo?

De fato o sistema é bastante popular agora, mas, se voltássemos 10 anos atrás, o que será que encontraríamos? Então, vista sua roupa contra radiação, entre no seu Delorean e vamos fazer uma pequena viagem!

Relembrar é viver

Para que os novos usuários possam conhecer os primórdios do Manjaro, e os saudosistas se lembrem de como ele era alguns anos atrás, a equipe do sistema realizou pequenas mudanças em seu site.

Por alguns dias, ao acessar manjaro.org , o layout do site recebeu uma pequena alteração, exibindo a primeira versão do site (que foi criado em 2011).

image 38

Além de relembrar como era o design de vários sites e blogs na época, a equipe foi além e resolveu liberar para download as versões 0.1 e 0.1.1, para que os usuários pudessem utilizar a primeira versão do sistema.

image 37

Amigável para todos os usuários

Sempre que pensamos no Arch Linux, imaginamos algo complicado que exige o uso de terminal e muito conhecimento técnico. De fato o Arch pode ser um pouco assustador para novos usuários, mas ainda bem que temos o Manjaro.

Com todo o poder de um Arch e a facilidade de uso que temos no Ubuntu, o Manjaro tem de tudo para ser o sistema operacional favorito dos novos usuários, pacotes e kernels recentes, uma infinidade de softwares através do AUR e um visual agradável (ao menos eu acho).

Uma rolling release com lançamentos fixos

Uma característica interessante do Manjaro, é que mesmo sendo baseado no Arch, ele traz lançamentos fixos que além de deixarem o sistema intuitivo para download, auxilia na migração de usuários novatos (que nem sempre sabem o que é uma rolling release).

Enquanto no Arch apenas temos a versão da ISO, que geralmente é a data de compilação, no Manjaro estamos na versão 21.0.7 (até o momento de escrita deste artigo).  

Estes lançamentos “regulares” do sistema ajudam demais na hora de fazer o marketing, já que a cada versão pode ser criado um artigo no site da distribuição, pequenas campanhas nas redes sociais e até mesmo vídeos mostrando as novidades, fazendo com que mais pessoas conheçam o projeto.

De volta ao passado

Que tal voltarmos um pouco no tempo através desta ISO do Manjaro? Vamos relembrar o como o sistema era em sua versão 0.1.1.

Em sua primeira versão tínhamos:

  • Kernel Linux 2.6
  • XFCE 4.8.0
  • GIMP 2.6
  • Firefox 5.0

O processo de instalação

Não sei exatamente qual o instalador utilizado na época, mas, posso dizer que ele lembra bastante o Calamares (atual instalador). Um fato interessante, é que inicialmente temos dois idiomas para instalação, Inglês e Alemão.

image 36
image 35

Um visual “moderno” para a época

Ao abrirmos o sistema pela primeira vez, é perceptível que a identidade visual do projeto mudou muito ao longo do tempo, já que em suas primeiras versões o Manjaro parecia ter um visual “musical”, com um wallpaper que lembra alto-falantes e um “M” que se parece com uma waveform.

image 34

Outra coisa bastante visível, é o segundo painel que fica na parte superior do ambiente desktop, onde temos informações como hora, data, uso de recursos, etc. Você deve estar pensando “dois painéis, legal”, mas vale dizer que existe um terceiro painel ao lado direito, onde temos uma espécie de dock.

image 33

O pacote de ícones provavelmente não te agradaria atualmente, mas, se tratando do ano de 2010 (onde o Windows XP estava no auge e o 7 estava ganhando espaço) estes ícones eram bastante agradáveis.

image 32

Seus aplicativos favoritos

Dez anos atrás, migrar para o Linux poderia ser bem mais desafiador do queagora, já que nem todos os seus aplicativos rodavam através do navegador, o terminal era bastante necessário e placas de vídeo não eram tão fáceis de instalar.

Há pouco tempo, o Manjaro passou por uma polêmica quanto ao aplicativo padrão de escritório da distribuição, mas, dez anos atrás, com o LibreOffice ainda começando a caminhar, a suíte office do sistema trazia os aplicativos Gnumeric e Abiword.

image 31

Quanto à navegação na internet, o Firefox era o aplicativo queridinho da época e não poderia faltar no Manjaro. Se você fosse um usuário Linux raiz, também era possível utilizar o navegador Elinks.

image 30

Muita história está por vir

O projeto Manjaro está apenas começando a trilhar o seu caminho e ao longo dos próximos anos estará cada vez mais próximo de alcançar todo seu potencial. Quem sabe ele não seja o próximo Ubuntu do mundo Linux?

Se você nos acompanhou até aqui e deseja utilizar uma das primeiras versões do Manjaro, basta realizar o download da ISO.

download button

O que você acha do Manjaro? O que espera do projeto para os próximos anos? Deixe sua opinião nos comentários e até o próximo artigo!

Diolinux Ofertas - Aproveite os melhores descontos em diversos produtos!
415 postagens

Sobre o autor
Olá pessoas, me chamo Carlos Augusto e desde meus 6 anos sou apaixonado por tecnologia, principalmente por computação. Além de tentar ser um projeto de redator, no tempo livre gosto de fazer algumas manutenções e gambiarras!
Artigos
    Postagens relacionadas
    NotíciasManjaro

    Orange Pi Neo, um console com Manjaro Gaming Edition

    Manjaro

    O que há de novo no Manjaro 21.2.2 Qo’noS?

    Arch LinuxDebianFedoraManjaroOpenSUSEPop!_OSSistemas operacionaisTutoriaisUbuntu

    Pop Shell: Como instalar em outras distros?