Fedora Silverblue, seria ele o futuro?
Fedora

Fedora Silverblue, seria ele o futuro?

Durante os anos, eu testei inúmeros sistemas operacionais baseados em Linux tanto em meus computadores pessoais, quanto em máquinas virtuais e neste tempo, conheci diversos projetos que utilizam a mesma tecnologia para propósitos diferentes.

Um destes projetos é o Fedora Silverblue que visualmente falando, não é tão diferente assim do Fedora Workstation, porém, ele utiliza tecnologias em sua base que o tornam um sistema operacional imutável.

Venha conhecer um pouco mais deste sistema que pode te surpreender e garantir ainda mais estabilidade para seu computador pessoal ou para o computador de algum parente que vive quebrando o Windows.

Um conceito diferente e interessante

Você já precisou formatar seu computador após uma atualização mal-sucedida? Ficou com a máquina instável após instalar um software não confiável? Ou quebrou o sistema após remover alguma dependência importante?

Essas coisas podem acontecer e devemos estar preparados para lidar com estes problemas, porém, se problemas assim ocorrem com uma certa frequência, adotar uma solução que nos ajude a evitar tais situações é uma decisão sensata a tomar.

Utilizando tecnologias como o RPM-Ostree, Flatpak e Toolbox, o Fedora Silverblue é praticamente inquebrável, com suas aplicações executadas via sandbox, impedindo que uma instalação de software comprometa a integridade do sistema.

Além disso, as atualizações de pacotes no Fedora Silverblue são bastante rápidas, pois ele utiliza o modelo de atualizações delta que baixa apenas as mudanças de uma versão para outra ao invés de realizar o download e instalação do software inteiro.

Volte sempre que precisar

Outra característica do Fedora Silverblue é que sempre que seu sistema é atualizado e reiniciado, ele criará uma entrada de boot para a versão anterior, mantendo geralmente 3 opções de boot antigas.

Isso garante que caso o sistema não funcione de forma desejada ou apresente algum problema, o usuário pode “voltar no tempo” e continuar utilizando o Fedora Silverblue de alguns dias atrás onde tudo funcionava perfeitamente.

Este recurso é um pouco parecido com o que temos com os pontos de restauração no Windows, onde podemos voltar o sistema para um momento em que ele estava completamente funcional.

image 9

E quanto ao desempenho do Fedora Silverblue?

Uma base imutável, mais segurança nas aplicações, dificuldade para quebrar o sistema, até agora o Fedora Silverblue conta com diversos pontos positivos, mas será que o desempenho dele é inferior ao Fedora Workstation?

Recentemente, tivemos uma review do Fedora Silverblue no canal Diolinux, onde fizemos benchmarks deste sistema e o comparamos com o Fedora Workstation 35, para saber qual das duas opções oferece mais desempenho.

Seria ele o futuro do Linux no desktop?

Sem dúvida nenhuma o Fedora Silverblue é um sistema operacional que possui bastante potencial, mas a dúvida que fica é “será que teremos mais sistemas como ele no futuro?”.

Bem, sistemas operacionais que utilizam a tecnologia OStree já não são mais uma novidade e cada vez mais sistemas com a característica de uma base imutável vem aparecendo no mercado, como o Endless OS, Fedora Kinoite e até o Steam OS que será lançado com o Steam Deck possui esta característica.

Sem dúvida nenhuma, com a popularização do sistema do pinguim poderemos ver ainda mais projetos que utilizam tecnologias para deixar seu sistema operacional inquebrável e cada vez mais seguro para os novos usuários.

Você já conhecia o Fedora Silverblue? O que acha da ideia de um sistema imutável? Deixe sua opinião nos comentários e até o próximo artigo!

Diolinux Ofertas - Aproveite os melhores descontos em diversos produtos!
415 postagens

Sobre o autor
Olá pessoas, me chamo Carlos Augusto e desde meus 6 anos sou apaixonado por tecnologia, principalmente por computação. Além de tentar ser um projeto de redator, no tempo livre gosto de fazer algumas manutenções e gambiarras!
Artigos
    Postagens relacionadas
    FedoraVídeo

    Descubra as maiores novidades do Fedora 40

    VídeoFedora

    Entenda o verdadeiro motivo pelo atraso do Fedora 39

    VídeoFedora

    Testamos o Fedora 39: veja como ele se sai comparado ao Ubuntu