Hoje em dia, grande parte da nossa vida se baseia em assinaturas, seja para ouvir uma música, assistir a uma série, obter mais armazenamento na nuvem e até mesmo utilizar um software que precisamos para o nosso trabalho.

Com tantos aplicativos utilizando o modelo de assinatura mensal aparecendo no mercado, o Google decidiu seguir os passos tomados pela Apple e reduzir as taxas que eram cobradas pela Play Store a cada pagamento que os desenvolvedores recebem.

Buscando mais assinaturas na Play Store

A Play Store é uma das principais lojas de aplicativos do mercado e é o meio oficial de instalar aplicações no Android, o principal sistema operacional da Google, permitindo a instalação de aplicações gratuitas e até mesmo a compra de alguns softwares.

Nos últimos anos, foram adicionadas ferramentas como integração ao Google Pay para fomentar o uso do modelo de assinatura nos aplicativos utilizados na Google Play e assim, gerar mais renda, porém, este tipo de mercado não teve uma grande adesão.

Quanto menor a taxa, maior a adesão

Já existe uma pressão regulatória crescente sobre a Play Store no Android e a empresa precisou fazer mais algumas mudanças em seu modelo de negócios.

Recentemente, ela anunciou que os aplicativos baseados em assinatura passarão a pagar uma taxa de 15% ao invés dos 30% que eram cobrados anteriormente, além de poder, qualificar “e-books e serviços de streaming de música sob demanda” para uma taxa ainda menor de 10%.

Segundo a empresa o motivo para os preços ainda menores nas taxas de e-books e aplicativos de streaming de música é que “os custos de conteúdo respondem pela maioria das vendas” e que as taxas “reconhecem a economia da indústria de verticais de conteúdo de mídia”. 

Essa redução de taxas poderá fazer com que mais empresas ofereçam o processo de assinatura através da Google Play Store, ao invés de redirecionarem usuários para seu próprio site, e, consequentemente aumentar a receita que a Google consegue gerar com o Android.

A importância da receita de taxas do Google Play

Embora a Google seja uma empresa multimilionária, a Play Store é a principal forma de arrecadar receita para manter o ecossistema Android, já que o sistema operacional faz parte de outro departamento da empresa.

Não participamos das vendas de dispositivos, nem das receitas da operadora. Portanto, de alguma forma, temos que sustentar nosso ecossistema. Temos um modelo diferente. O Google Play é uma forma importante. Na verdade, é a principal fonte de receita . Suporta Android como um todo. Acho que vamos deixar esse ponto de vista claro, mas vamos nos envolver em conversas. Vou deixar para a equipe descobrir as próximas etapas corretas. 

Sundar Pichai, CEO do Google

Um belo exemplo de como essa receita é gerada, são as compras realizadas em jogos, onde a Google consegue uma pequena porcentagem deste valor para manter o desenvolvimento da loja e do sistema operacional em si.

Você desenvolve aplicações? O que acha dessa redução nas taxas da Google Play? Deixe sua opinião nos comentários e até o próximo artigo!


Newsletter Diolinux
Talvez Você Também Goste