Os Chromebooks superam os Macs no número de vendas em 2020

chromebook vs macos

Desde que o Windows obteve o domínio do mercado de sistemas operacionais para desktop entre o final da década de 80 e o início dos anos 90, não há realmente uma disputa pelo domínio desta categoria. A cena que temos visto nas últimas décadas tem sido bastante semelhante, mostrando o Windows isolado na liderança seguido por MacOS e Linux. 

Embora tanto o MacOS, quanto às distribuições Linux, sejam excelentes sistemas operacionais, devido ao que eu acredito ser um misto de “fator histórico” e hábito, nenhum destes sistemas conseguiu sequer “arranhar” a superfície em números de usuários quando comparados ao Windows.

O surgimento do Chrome OS

O Chrome OS começou a ser assunto nos fóruns sobre tecnologia por volta de 2010, e com o passar dos anos teve um crescimento gradativo e orgânico, cada vez mais chamando a atenção de possíveis novos usuários.

Hoje em dia o sistema operacional do Google é distribuído oficialmente embarcado nos Chromebooks, sendo que a empresa também disponibiliza gratuitamente a sua versão open source, intitulada “Chromium OS”, para que qualquer pessoa possa instalar o sistema no seu computador compilando-o a partir do código fonte. Um formato de distribuição, em partes, semelhante ao que ocorre com os navegadores “Google Chrome” e “Chromium”.

O Chrome OS em computadores “comuns”

É claro que, hoje em dia, até mesmo quem não possui um Chromebook tem a chance de utilizar o Chrome OS (com direito à Play Store), instalando-o em um computador comum. Interessados podem acessar o artigo que fizemos sobre isso e ainda assistir ao vídeo abaixo.

A superação constante dos Chromebooks

O preço acessível dos Chromebooks unido a sua excelente qualidade, fez com que o sistema operacional do Google alcançasse uma popularidade que, considerando o mercado atual, é impressionante. Finalmente as pessoas estão tendo um vislumbre de um possível futuro equilibrado neste mercado tão disputado.

Segundo dados recentes revelados pela IDC, os Chromebooks ultrapassaram os Macs em número de vendas, fazendo com que pela primeira vez na história o sistema operacional da Apple fosse rebaixado ao terceiro lugar dos mais vendidos do ano.

chromebook-mac

Segundo os dados divulgados, o Chromebook fechou 2020 com 10,8% de market share, 3,3% acima do Mac que ficou com os seus 7,5%. Apesar de apresentar uma queda lenta e constante, o Windows ainda se encontra fora de alcance, sendo o sistema operacional embarcado em 80,5% dos computadores vendidos. Segundo esses dados, as distribuições Linux tradicionais somam apenas cerca de 1% do mercado.

É justo dizer que, apesar de terem sido superados pelo Google, os Macs ainda obtiveram um crescimento significativo no mesmo período, uma vez que no início de 2020 possuíam cerca de 5,8% do market share.

Motivos para o crescimento dos Chromebooks?

Embora seja apenas especulação, acredito que o crescimento do market share dos Chromebooks em conjunto com o Chrome OS, seja consequência de uma série de fatores, como, por exemplo:

  • O excelente trabalho feito pelo Google com o desenvolvimento do sistema operacional;
  • O preço acessível dos Chromebooks;
  • A robustez do Kernel Linux;
  • A demanda por dispositivos para “home office” ocasionada pela pandemia, entre outros.

O Chrome OS é uma distribuição Linux?

Embora muitas pessoas não saibam, o Chrome OS é um sistema operacional baseado no Kernel Linux. Desta forma, é correto dizer que ele é uma distro Linux.

Analisando o Chrome OS como a distribuição Linux que ele é, podemos afirmar que as distros “Linux” no desktop obtiveram um crescimento significativo, sendo entregues como os sistemas operacionais embarcados em mais de 10% dos dispositivos do mercado. O que graças ao Google e a todos que contribuem para o desenvolvimento do Kernel Linux, é um número impressionante.

Nós queremos que o Windows caia?

A minha “torcida” não é ver o Windows cair, mas sim que tenhamos um mercado mais concorrido, com um “player” sempre tendo que fazer todo o possível para superar o outro e consequentemente entregando a nós, usuários, softwares cada vez mais poderosos e estáveis por um preço mais baixo.

Você acredita que existe a possibilidade de que algum sistema operacional, Linux ou não, possa algum dia ser uma ameaça ao market share do Windows? Quais benefícios ou malefícios você imagina que isso poderia trazer? Conte-nos a sua opinião nos comentários abaixo!

Isso é tudo pessoal! 😉


Newsletter Diolinux
Talvez Você Também Goste
Cartões de presente do Google
Continue lendo

Cartões de presente do Google

O Google está prestes a anunciar uma novidade para (principalmente) usuários de Android. Os cartões de presente, mais conhecidos em inglês “Gift Cards,” serão vendidos em diversos valores.