Linux MintSistemas operacionais

Linux Mint 21 “Vanessa” traz desktop focado em estabilidade

Se você já acompanha o mundo Linux há algum tempo, já deve saber que geralmente os anos finalizados em números pares, como 2022, trazem a nova versão LTS do Ubuntu e com ela, novas versões de sistemas operacionais baseados nele.

Uma das distribuições baseadas no Ubuntu de maior sucesso é o Linux Mint, um sistema desenvolvido na Irlanda que oferece uma interface bastante parecida com a que temos no Windows, visando oferecer facilidade e estabilidade para novos usuários do sistema do pinguim.

Recentemente, a equipe do Linux Mint realizou o lançamento de sua versão 21, apelidada de Vanessa, que chegou com poucas, mas, importantes novidades.

Nada mudou, ao menos visualmente

Caso você baixe o novo Linux Mint 21 “Vanessa” e dê uma boa olhada no sistema, irá achar que nada mudou, visto que ele continua com o mesmo verde, a mesma barra de tarefas e até mesmo o wallpaper de sua última edição.

Isso fará com que você pense que a nova versão do Linux Mint seja apenas uma atualização comum, sem muitas novidades, o que não é necessariamente verdade, visto que para a versão 21 do sistema, a equipe focou em outro aspecto do sistema, estabilidade.

Embora para muitos usuários a interface do Mint ainda precise melhorar bastante, a equipe definiu que ao menos desta vez ela não seria a prioridade e trabalhou em diversas mudanças no “motor” do sistema, como:

Melhorias no uso do bluetooth

O Linux Mint sempre usou o Blueberry, uma interface para o GNOME Bluetooth, porém, com as mudanças que ocorreram no GNOME, a solução do Linux Mint se tornou “obsoleta”, visto que o GNOME Bluetooth não é mais compatível com o Blueberry.

Com isso, os desenvolvedores do Linux Mint optaram por trazer o Blueman, interface para o Bluez, como o novo gerenciador de bluetooth do sistema que embora não tenha uma interface tão simples, quanto o Blueberry, trará ainda mais recursos para os usuários do Mint.

image 3

Backups integrados ao sistema?

Outra novidade que alegrou os usuários do Linux Mint (e também os usuários do Timeshift), é que a equipe do Linux Mint assumiu o desenvolvimento do utilitário de backups Timeshift, após o desenvolvedor ter anunciado que iria parar o desenvolvimento deste software para focar em outros projetos.

Isso significa que no futuro poderemos ver um Timeshift ainda mais integrado ao Linux Mint, e soluções de backups novas integradas a este software tão querido pela comunidade Linux.

Embora ainda não haja novidades neste software, podemos comemorar que graças a equipe do Linux Mint e seus desenvolvedores mais um software livre irá continuar vivo por anos e mais anos.

image 2

Caso você queira conferir estas últimas novidades na íntegra, temos um artigo no Blog Diolinux que fala mais sobre estes últimos tópicos de forma completa.

Cinnamon 5.4, conheça as melhorias da nova versão desta interface

Como se trata de um lançamento do Linux Mint, a equipe não poderia deixar de incluir algumas pequenas melhorias na interface principal de seu sistema, o Cinnamon, que chegou em sua versão 5.4 trazendo poucas, porém, importantes mudanças.

image 1

Agora, ele conta com uma versão mais recente do Muffin (seu gerenciador de janelas) que foca em trazer ainda mais estabilidade para a interface, além de trazer um interpretador em JavaScript que se baseia nas versões mais recentes do Mutter (gerenciador de janelas do GNOME).

A nova versão do Cinnamon também pode se adaptar a outros monitores lógicos e trouxe um melhor suporte a telas que trabalham em HiDPI.

Outras novidades do Linux Mint 21

Embora o Linux Mint 21 seja um lançamento focado em estabilidade, a equipe resolveu trazer algumas novidades que irão melhorar ainda a qualidade de seu sistema para os novos e antigos usuários, sendo algumas delas:

  • Redução do tempo de desligamento do sistema para 10 segundos;
  • Disponibilidade do pacote grub2-theme-mint-2k nos repositórios do sistema para usuários que possuem telas com HiDPI;
  • Remoção da Snap Store no sistema (saiba como ativá-la no manual do Linux Mint);
  • Correções diversas para melhorar o desempenho do sistema em máquinas virtuais (especialmente no VirtualBox);
  • O gerenciador de arquivos Nemo agora pode apresentar miniaturas de mais formatos de arquivos;
  • Kernel Linux 5.15;
  • Corrigidos os problemas de “falta de memória” ao tentar dar boot no sistema.

Outra novidade que pode parecer inútil para alguns usuários está relacionada ao aplicativo Sticky Notes, que cria alguns blocos “post-it” na área de trabalho de usuário, para que ele possa armazenar notas rápidas.

Agora ao criar um post-it na tela, ele receberá uma cor diferente automaticamente, para poder rapidamente se diferenciar dos blocos já existentes.

image

Utilizando o Linux Mint em sua máquina

Sem dúvida nenhuma, o Linux Mint é uma das melhores opções para que você possa ingressar no mundo Linux e embora sua versão com a interface Cinnamon seja a mais conhecida por grande parte dos usuários, ela não é a única.

Caso você possua um computador com poucos recursos de hardware e deseje utilizar o Linux Mint, a equipe disponibiliza para os usuários versões com as interfaces MATE e XFCE que visam ser mais leves.

Ambas as versões conta, com os XApps desenvolvidos pela equipe do Mint, como o editor de texto, Timeshift e Hypnotix, sendo a principal diferença a interface e os aplicativos inclusos nela, como o gestor de arquivos Caja para o MATE e Thunar para o XFCE.

Caso você já utilize o Linux Mint em seu computador ou queira dar uma chance a esta nova versão do sistema, é possível realizar o download do Linux Mint através do site oficial do projeto.

Já testou o novo Linux Mint 21? Qual sua opinião sobre as novidades “invisíveis” do projeto?

Diolinux Ofertas - Aproveite os melhores descontos em diversos produtos!
415 postagens

Sobre o autor
Olá pessoas, me chamo Carlos Augusto e desde meus 6 anos sou apaixonado por tecnologia, principalmente por computação. Além de tentar ser um projeto de redator, no tempo livre gosto de fazer algumas manutenções e gambiarras!
Artigos
    Postagens relacionadas
    VídeoSistemas operacionais

    Haiku, um sistema operacional retrô para reviver seu computador antigo

    VídeoSistemas operacionais

    Entenda o que é o Linux Gutta e veja se compensa ter um computador com ele

    VídeoLinux Mint

    Configure o Linux Mint para iniciantes!