O Linux Mint acabou de lançar uma nova versão de seu sistema operacional, trazendo algumas novidades que podem deixar sua experiência com o sistema cada vez melhor e mais estável.

Este lançamento em específico, marca a chegada da versão 5 da interface Cinnamon que recebeu algumas melhorias, enquanto ainda traz o visual “clássico” do sistema.

Quer saber o que mudou? Então prepare sua bebida favorita, sente-se confortavelmente e vamos falar sobre o lançamento do Linux Mint Uma.

Cinnamon 5, ainda mais performance

A interface Cinnamon possui seu charme, sendo bastante funcional e produtiva. Com um visual no melhor estilo “Windows Like”, ela conquista o coração de vários usuários novos no mundo Linux.

A nova versão da interface conta com melhorias de performance e soluciona um dos problemas mais antigos da interface, o vazamento de memória.

Ao abrirmos o painel de configurações na aba geral, é perceptível a nova opção de limite de memória, onde podemos colocar um valor de uso máximo (no meu caso 2GB). Quando a interface chegar a este valor o Cinnamon será reiniciado e voltará a gastar menos memória RAM.

image 26

Melhorias em aplicativos

Os aplicativos padrão do Linux Mint estão ficando melhores do que nunca e a versão 20.2 do sistema decidiu dar uma atenção especial para eles.

Nemo, agora mais efetivo em buscas

A busca do gerenciador de arquivos Nemo, que já era sensacional e  ainda melhor, já que agora a aplicação traz suporte a pesquisa de conteúdo.

Sendo assim, mesmo que você não se lembre do título do arquivo, mas se lembre do que está escrito, é possível pesquisar por uma frase ou palavras específicas do texto que você deseja encontrar.

image 25

Gerenciando atualizações

As atualizações do sistema operacional são imprescindíveis para a segurança dos usuários e a equipe do Linux Mint sabe muito bem disso. Na versão 20.2 do sistema, o Linux Mint vai melhorar ainda mais o aplicativo de atualizações do sistema.

Uma das principais novidades é que agora extensões e applets do Cinnamon poderão ser atualizados através do gerenciador de atualizações do sistema, juntamente com os aplicativos.

Também é válido dizer que a partir de agora teremos notificações rotineiras, lembrando o usuário de atualizar o sistema. Essas atualizações não serão invasivas e podem ser desativadas através das configurações do “Mint Update”.

image 24

Caso você queira, também é possível automatizar o processo de atualização do sistema no Linux Mint, ideal para pessoas que assim como eu se esquecem de atualizar o sistema se não for avisado.

image 23

Bulky, renomeando seus arquivos

Caso você trabalhe com uma remessa absurda de arquivos, muito provavelmente você precisará renomeá-los vez ou outra. Para você realizar essa tarefa de forma integrada ao sistema, a equipe do Linux Mint desenvolveu uma nova aplicação, o Bulky.

Ao selecionar vários arquivos e clicar em renomear, será aberta uma janela com o aplicativo Bulky, onde você poderá selecionar como os arquivos deverão ser renomeados.

image 22

O aplicativo está disponível nas versões Cinnamon e Mate do Linux Mint, já que a versão XFCE já possui seu próprio renomeador em massa integrado.

Trabalhando melhor com suas notas

O aplicativo Sticky Notes é a mais recente aquisição do sistema, que deixou o GNote de lado.

Este aplicativo permite que você trabalhe com as clássicas notas autoadesivas do Windows de uma forma prática e produtiva, além de gerenciar suas notas com um visual moderno, através de cores.

image 21

Ainda melhor para hardwares híbridos

Notebooks com placas híbridas foram um problema persistente no mundo Linux, mas a cada dia que se passa os sistemas operacionais tentam ficar o mais amigável possível para hardwares deste tipo.

O Linux Mint 20 já trazia várias melhorias no suporte a placas híbridas “Intel+NVIDIA” e a versão 20.2 trará melhorias no applet NVIDIA Prime que agora irá suportar hardwares “AMD+NVIDIA”.

O XFCE mais recente

A versão XFCE da distribuição, conta agora com o XFCE 4.16, o mais recente no momento de escrita deste artigo.

Esta versão conta com melhorias visuais e novos recursos, como escala fracionada, novos plugins e um novo tema de ícones padrão.

Temos um artigo no blog falando sobre tudo o que há de novo nesta versão da interface.

Download do Linux Mint 20.2 “Uma”

Caso você queira utilizar essa versão, o download pode ser realizado através do site oficial do sistema. Se você já utiliza a versão 20.0 ou 20.1, ou até mesmo a beta do 20.2, basta ficar atento ao gerenciador de atualizações para atualizar a versão sem precisar formatar.

O que você achou dessa nova versão do sistema? Pretende utilizá-la? Deixe sua opinião nos comentários e até o próximo artigo!


Newsletter Diolinux
Talvez Você Também Goste
Novidades de abril do Linux Mint
Continue lendo

Novidades de abril do Linux Mint

O Linux Mint divulgou recentemente seu relatório mensal e trouxe várias novidades para os usuários, principalmente quanto a nova versão de sua interface.