Um dos grandes diferenciais de sistemas operacionais baseados em Linux geralmente está nos softwares utilizados em seu ecossistema que muitas das vezes, são softwares livres, ou no mínimo de código aberto.

Embora exista a opção do usuário utilizar softwares proprietários em seu sistema, as opções abertas quase sempre serão a padrão, como, por exemplo, o driver de vídeo Nouveau para placas de vídeo da NVIDIA.

Recentemente, o Nouveau recebeu algumas melhorias para a GeForce RTX 3060, que deixou a alternativa de código aberto um pouco mais considerável para usuários de Linux.

O básico para usar seu computador

Desde o início deste ano a série 30 das placas de vídeo RTX da Nvidia, também conhecida como “Ampere”, possuíam apenas o suporte a funções básicas com o driver Nouveau.

Esse suporte oferece aos usuários a capacidade de configurar a resolução do monitor que está sendo utilizado e não possui capacidade de lidar com o 3D, tanto que nem possui aceleração 3D por enquanto.

O Nouveau é um driver de código aberto com uma implementação do OpenGL e suporte para OpenCL, algumas tecnologias como Vulkan não estão incluídas nele, portanto, jogar através dele pode não entregar uma boa experiência.

Uma luz no fim do túnel

Recentemente, um patch adicionou suporte ao chip GA106, com alguns outros chips que compõem a série “Ampere” através do driver de kernel DRM Nouveau.

Ben Skeggs da RedHat, realizou alguns testes e confirmou que o driver de código aberto está funcionando tanto quanto deveria no momento.

Vale dizer que os donos de uma RTX 3060 que planejam utilizar o Nouveau em suas máquinas devem esperar até o lançamento do kernel Linux 5.17, porém, dadas as limitações citadas acima, pode ser que ele não seja a melhor opção.

Nouveau, um projeto que tem o seu valor

Embora seja incomum encontrarmos computadores que utilizam placas de vídeo Nvidia com o driver Nouveau por padrão, o projeto tem o seu devido valor e auxilia diversos usuários a manter suas máquinas longe de drivers proprietários.

Seu desempenho pode ser inferior se comparado com o driver proprietário da empresa, porém, ele é criado com base em engenharia reversa realizada por engenheiros de software independentes e em alguns casos, com ajuda de funcionários da Nvidia.

Através dele diversas máquinas podem mostrar uma imagem em sua tela para você poder realizar a instalação do sistema, ou quem sabe reviver um computador que utiliza uma placa de vídeo mais antiga, onde o driver proprietário não é a melhor opção por estar desatualizado.

Você utiliza GPUs Nvidia? Já chegou a testar o Nouveau em algum computador? Deixe sua opinião nos comentários e até o próximo artigo!


Newsletter Diolinux
Talvez Você Também Goste
NVIDIA com Wayland?
Continue lendo

NVIDIA com Wayland?

A NVIDIA está trabalhando em formas de melhorar seu suporte a Wayland no Linux e as notícias são bem animadoras.