22 - 2507 - opengl completa 30 anos
Notícias

OpenGL completa três décadas de constante evolução

Há três décadas, o OpenGL foi criado para fornecer uma interface de programação de aplicativos (API) padrão para acessar a funcionalidade de gráficos e ambiente 3D. Desde então, o padrão evoluiu muito para se tornar uma das principais APIs de gráficos usadas em todo o mundo.

Apesar da idade, o OpenGL ainda está sendo atualizado com novas funcionalidades e recebendo melhorias incrementais. Sua versão mais recente a 4.6 recebeu atualizações na especificação em 5 de maio de 2022, adicionando suporte a diversas novas extensões.

A história do OpenGL

O OpenGL (Open Graphics Library) é uma biblioteca de gráficos multiplataforma originalmente desenvolvida pela Silicon Graphics e mantida pelo consórcio Khronos Group. Lançado em janeiro de 1992, tornou-se uma das mais importantes API para diversos tipos de gráficos 3D.

Apesar de ter sido originalmente criado como um padrão aberto para computação gráfica para sistemas Unix, o OpenGL ganhou suporte para outros sistemas operacionais ao longo dos anos, incluindo Microsoft Windows, macOS, iOS e Android. A versatilidade da API permite que ela seja utilizada em diversos tipos de aplicações, desde jogos até no desenvolvimento de aplicativos científicos.

As principais características do OpenGL

O OpenGL é uma API gráfica que fornece um conjunto de funções para a criação de aplicações gráficas tridimensionais. A API está disponível para diversas plataformas, como Windows, Linux e macOS. As principais características do OpenGL são:

  • Suporte para diversos tipos de primitivas;
  • Possibilidade de renderizar em vários modos de cores, como RGB, RGBA, preto e branco;
  • Suporte para texturas e iluminação;
  • Sombreamento suave;
  • Antialiasing;
  • Multiprocessamento paralelo.

O que é o Khronos Group?

Como um padrão aberto, o OpenGL é mantido pela Khronos Group, uma organização sem fins lucrativos que também é responsável pelo desenvolvimento do Vulkan, outra API cada vez mais popular de gráficos. Fazem parte da organização dezenas de grandes empresas do mercado tecnológico que incluem a Apple, NVIDIA, AMD, Valve, Qualcomm, Arm e Intel.

O Khronos Group é uma organização sem fins lucrativos americana de consórcio industrial, focada na criação de padrões abertos, interface de programação de aplicativos (APIs) para criação e reprodução acelerada de mídia dinâmica e ampla variedade de plataformas e dispositivos

Fonte Wikipedia

Os membros da Khronos podem contribuir para o desenvolvimento de especificações para as APIs da Khronos, votar em vários estágios antes da implementação pública, acelerando a entrega de suas plataformas e aplicativos através do acesso antecipado para rascunhos de especificações e testes de performance.

Alguns dos padrões mantidos pelo Khronos Group, você pode conferir a lista completa no site oficial.

3D Commerce: aprofunda experiência online como um padrão aberto de gráficos 3D para remover as barreiras à implantação do 3D no comércio eletrônico em escala industrial.

ANARI: A API ANARI (Analytic Rendering Interface) permite que os usuários construam a descrição de uma cena para gerar imagens, em vez de especificar os detalhes do processo de renderização.

Camera: padrão isento de royalties para controlar os tempos de execução do sistema de câmera em mercados incorporados, móveis, industriais, XR, automotivos e científicos

Collada: define um esquema baseado em XML para facilitar o transporte de ativos 3D entre aplicativos – permitindo que diversas ferramentas de criação e processamento de conteúdo 3D sejam combinadas em um pipeline de produção.

EGL: ele lida com gerenciamento de contexto gráfico, ligação de superfície/buffer e sincronização de renderização e permite renderização 2D e 3D de modo misto de alto desempenho e aceleração usando outras APIs Khronos.

Vulkan: é um padrão da indústria multiplataforma que permite aos desenvolvedores direcionar uma ampla variedade de dispositivos com a mesma API gráfica de alta qualidade.

WebGL: é um padrão web aberto de plataforma cruzada e isento de royalties para uma API aberta para gráficos 3D de baixo nível baseada em OpenGL ES que traz 3D sem plug-ins para a web, implementado diretamente no navegador.

O que esperar do futuro?

Títulos que entraram para a história dos jogos como Grand Theft Auto: San Andreas, Counter Strike, Dead Sland, Diablo II e vários títulos da franquia Civilization utilizaram OpenGL como um de seus motores gráficos. Padrões abertos seguem em pleno desenvolvimento alcançando cada vez mais áreas, mesmo que o OpenGL esteja perdendo espaço em áreas como jogos para tecnologias como o Vulkan, existem diversas aplicações como imagens médicas e CAD (computer aided design) onde o padrão segue forte.

Apesar de estar perdendo espaço para tecnologias como o Vulkan, ele continua sendo utilizado em jogos e outras aplicações. Eu mesmo tenho uma boa experiência com jogos OpenGL e acredito que esse padrão aberto ainda tem um longo caminho a percorrer.

O que você espera para o futuro do OpenGL ele ainda é necessário? Deixe um comentário com suas expectativas.

Diolinux Ofertas - Aproveite os melhores descontos em diversos produtos!
179 postagens

Sobre o autor
Entusiasta de tecnologia que sempre gostou de desmontar tudo, o que me levou ao interesse por software livre e todas as possibilidades que ele oferece. Sou Editor-chefe no blog Diolinux e também trabalho consultor de SEO, gestor de tráfego e otimização de presença digital. Mastodon
Artigos
Postagens relacionadas
Notícias

Winamp está abrindo seu código-fonte

Notícias

KDE quer seus aplicativos melhores em outras interfaces gráficas

Notícias

Ubuntu 24.10 utilizará Wayland com placas NVIDIA