Google promete gerar publicidade direcionada sem invadir a sua privacidade

google privacidade

Em pleno 2021, quando a utilização dados pessoais dos usuários da internet para gerar propaganda tem sido algo cada vez mais comum, o Google que há muito tempo é um dos protagonistas nessas práticas parece estar dando “um passo atrás” em relação ao monitoramento das pessoas e “um passo à frente” no que diz respeito ao direito à privacidade.

O tema que tem gerado cada vez mais polêmica, e, inclusive, foi tratado em um dos nossos vídeos no YouTube, parecia estar longe de ter um fim. Talvez agora muitas das pessoas que protestavam contra este tipo de invasão de privacidade, possam finalmente utilizar a internet – ou ao menos os serviços do Google – mais tranquilamente.

Os novos planos do Google

No início deste mês (março de 2021) o Google anunciou que irá deixar de utilizar cookies de terceiros no Google Chrome para diminuir o acesso aos dados pessoais de navegação, aumentando consideravelmente o nível de privacidade para os seus usuários.

Confira o que diz o Diretor de Gestão de Produto, Privacidade e Confiança do Google Ads, David Temkin, em relação a esta nova forma de trabalho que está sendo implementada pela empresa:

“Hoje deixamos claro que, com a desativação gradual dos cookies de terceiros, não vamos criar identificadores alternativos para rastrear pessoas que navegam pela internet – e tampouco usaremos esse tipo de identificador em nossos produtos.”

Cookies de terceiros? O quê é isso?

Cookies são pequenos arquivos de texto nos quais podem ser armazenados diversos tipos de informações relacionadas a quais páginas você visitou, informações pessoais como nome e email, entre outros.

Os cookies são bastante úteis para que o seu navegador possa memorizar, por exemplo, as suas informações de login em diversos sites internet afora. Além disso, estes arquivos também são comumente utilizados por serviços de anúncios (como o Google Ads) para que os mesmos possam saber sobre o que você pesquisa e assim poder oferecer anúncios personalizados de acordo com o seu interesse.

Publicidade direcionada sem invasão de privacidade

Para substituir o uso dos cookies, o Google afirma que passará a utilizar APIs que são capazes de entregar resultados semelhantes sem invadir a privacidade das pessoas.

David Temkin ainda complementa:

“Em vez disso, nossos produtos serão impulsionados por APIs (Application Programming Interface) que preservam a privacidade e previnem o rastreamento individual – entregando, ao mesmo tempo, os resultados buscados por anunciantes e editores.”

Quando este novo recurso entrará em funcionamento?

Os testes com esta nova tecnologia deverão ser iniciados no segundo trimestre deste ano (2021), e, o suporte a cookies de terceiros não deverá deixar de existir no Google Chrome até o início de 2022.

Mais um bom negócio

Este é sem dúvida um grande passo em direção a uma internet mais privativa, porém, é importante deixar claro que o Google não está, de forma alguma, deixando de utilizar publicidade direcionada. A ideia é fazer com que não seja necessário abrir mão de anúncios relevantes e monetização para prover uma navegação segura e que respeite a privacidade.

Penso que a atitude do Google é uma estratégia muito inteligente para reter cada vez mais clientes, oferecendo benefícios reais com os quais muitas pessoas se importam, alcançando o objetivo por trás de toda empresa: ganhar dinheiro.

A melhor forma de atrair pessoas é justamente entregar o que elas procuram, e, o Google sabe muito bem disso. Certamente um bom negócio para todos.

O que você pensa sobre a preocupação que o Google vem demonstrando em relação à privacidade dos usuários? Conte-nos a sua opinião nos comentários abaixo!

Isso é tudo pessoal! 😉


Newsletter Diolinux
Talvez Você Também Goste