GNOME

O que o Gnome Shell Quick Settings indica sobre o futuro do GNOME?

O projeto GNOME dispensa apresentações, oferecendo uma interface gráfica pensada em produtividade, simplicidade e beleza, além de produzir centenas de aplicações que compõem seu ambiente desktop.

Ele vem evoluindo a passos largos durante todos esses anos e recentemente, com o lançamento de sua versão 40, ocorreram mudanças significativas em algumas áreas do GNOME, principalmente na interface GNOME Shell.

Por mais intuitiva que a interface seja, sempre existe espaço para melhorias e a equipe do GNOME sabe muito bem disso, tanto que alguns desenvolvedores apresentaram um mockup para um novo recurso chamado “configurações rápidas”, que visa melhorar a usabilidade do GNOME Shell.

Configurações rápidas, um conceito bastante popular

Se você utiliza um dispositivo Android, iOS ou até mesmo sistemas operacionais como o Chrome OS, Windows ou mac OS, já deve estar acostumado com o conceito de configurações rápidas.

Ele apresenta opções como ativar e desativar Bluetooth, Wi-Fi, modo noturno, além de permitir ao usuário controlar o brilho e em alguns casos, até mesmo o volume do dispositivo.

image 8

Embora os sistemas citados acima sejam alguns dos mais conhecidos, diversos projetos open source como o JingOS e o Maui Shell estão trabalhando para oferecer essa tecnologia aos seus usuários.

Um mockup chamativo

Allan Day, um dos designers do projeto GNOME, publicou recentemente no GitLab alguns mockups que indicam a possibilidade da adição do recurso de configurações rápidas em uma futura versão do projeto.

image 7

Olhando para esta imagem, podemos perceber que além de regular o volume, o usuário poderia também alterar a saída de áudio clicando na seta ao lado, além de alternar rapidamente entre o status de ativação do Wi-Fi, bluetooth e até mesmo o dark mode que será implementado no GNOME 42.

Além disso, o mockup apresentado recebeu uma animação bastante agradável em um conceito do recurso funcionamento criado por Jakub Steiner, outro membro da equipe de design do GNOME.

image

Vale dizer que foram apresentados apenas mockups e não existe nenhuma confirmação que esse recurso chegará a interface, como um trecho de código ou mesmo uma nota oficial do projeto GNOME.

Um GNOME Shell ainda mais amigável

Atualmente, para realizar uma destas configurações simples propostas no mockup, como ativar o dark mode, o usuário será redirecionado para um painel do GNOME Settings, tornando a tarefa um pouco mais complexa.

Essa nova forma de usar o GNOME particularmente me agrada, pois deixa a interface ainda mais intuitiva para novos usuários acostumados com sistemas operacionais já consolidados no mercado como o Windows, mac OS e é claro o Android.

Mesmo não havendo confirmação de que esses mockups chegarão como recursos o GNOME Shell, porém, eles indicam que a equipe do projeto não pretende parar de inovar tão cedo no projeto.

Você utiliza o GNOME Shell? O que achou destes mockups? Deixe sua opinião nos comentários e até o próximo artigo.

Diolinux Ofertas - Aproveite os melhores descontos em diversos produtos!
415 postagens

Sobre o autor
Olá pessoas, me chamo Carlos Augusto e desde meus 6 anos sou apaixonado por tecnologia, principalmente por computação. Além de tentar ser um projeto de redator, no tempo livre gosto de fazer algumas manutenções e gambiarras!
Artigos
    Postagens relacionadas
    GNOME

    GNOME 46 está mais rápido e inteligente, conheça as principais novidades

    GNOME

    GNOME 46 tem implementação inicial da taxa de atualização variável (VRR)

    VídeoGNOME

    Entenda os planos do GNOME para doação de 1 milhão de euros