Atualizações no GNOME 40 trazem recursos que você sempre quis!

Atualizações no GNOME 40

O GNOME Shell é um ambiente gráfico muito amado por usuários de distribuições baseadas em Linux ao redor do mundo, principalmente por seu visual diferenciado que oferece um workflow completamente diferente de outras interfaces como as do Windows e MacOS.

O visual “padrão” do GNOME que conhecemos atualmente (dock lateral e espaços de trabalho na vertical) está prestes a mudar, já que faltam poucos meses para o lançamento da versão 40 do projeto.

Algumas destas mudanças já estão sendo realizadas no GNOME OS para que desenvolvedores do ambiente gráfico, de aplicações, redatores de blogs sobre Linux e até mesmo entusiastas da interface possam acompanhar as mudanças e formarem sua opinião.

Sem mais delongas, prepare sua bebida favorita e vamos falar um pouco sobre as mudanças que estarão disponíveis na próxima versão do GNOME.

Mudança?

Embora várias pessoas da comunidade estão comentando empolgadas com essa mudança no design, uma boa parte dos comentários que a equipe recebeu foram de usuários preocupados com seu workflow, que seria desconstruído com a nova versão.

A equipe do GNOME entende o ponto de vista desses usuários preocupados e foi realizado um esforço para limitar as mudanças que estão sendo introduzidas, para que os usuários possam se acostumar com o workflow.

A principal mudança que temos no novo GNOME será na visão geral (atividades), que continuará com suas mesmas funcionalidades, porém com um design um pouco mais moderno.

001 Atividades

A nova versão mostra a dock do sistema na parte inferior da tela, ao invés do lado esquerdo ao qual já estávamos acostumados, além de mostrar as áreas de trabalho virtuais de forma horizontal e em um tamanho maior, tornando essa parte da interface ainda mais simples para novos usuários.

Quais melhorias o GNOME irá trazer?

Bem, qualquer mudança realizada no mundo da tecnologia vem com o intuito de trazer melhorias para seus usuários, e com o GNOME Shell não vai ser diferente. Embora pareça apenas uma mudança “inútil” no visual, as mudanças trarão melhorias em várias funções da interface.

Gestos em touchpads

O uso de notebooks têm se tornado cada vez mais comum e os sistemas operacionais estão implementando a navegação por gestos em touchpad para que os usuários possam garantir ainda mais produtividade.

No GNOME 3.X, os gestos do touchpad sempre foram um pouco complicados e nunca tiveram uma forma clara para uso. Esse novo design promete mudar isso, fornecendo um conjunto simples de gestos para uso.

Gestos para cima e para baixo, entra e sai da visão geral e da grade do aplicativo. Esquerda e direita se movem entre espaços de trabalho. Essa mudança tornará o ambiente ainda mais produtivo para você!

Uma nova experiência de inicialização

Outra mudança trazida pela nova versão do GNOME irá afetar diretamente a inicialização do sistema, esperamos que para melhor. Ao iniciar o sistema atualmente, você irá ver a área de trabalho e a “top bar” da interface, onde ficam informações como hora e o painel de atividades.

A partir da versão, ao iniciar o sistema, o menu principal será aberto, para que você possa abrir as aplicações e começar a trabalhar. Esse comportamento é bastante semelhante ao que temos no Microsoft Windows 8.

inicio
Início do sistema

Ainda não foi dito pela equipe se teremos uma forma de desativar esse comportamento, pois embora possa parecer bastante produtivo para alguns usuários, nem todos irão gostar ou se adaptar a ele. 

Melhorias no “menu principal”

Nesta nova versão, foram corrigidos pequenos “problemas” que a interface tinha, dentre eles:

Ícones de aplicativos na visão geral

Ao acessar a visão geral, os ícones não aparecem nas aplicações, fazendo com que os usuários se confundissem quando vários programas estivessem abertos. A partir da nova versão, teremos os ícones de forma nativa, sem a necessidade de uma extensão.

Melhorias na exibição de nomes dos aplicativos

Atualmente, o GNOME Shell não exibe o nome completo da aplicação no menu, deixando três pontos ao final, porém, ao colocar o mouse sobre o ícone, o nome da aplicação não aparece, como acontece em outras interfaces.

nomes

Isso poderia ser resolvido facilmente nas versões anteriores com uma extensão, porém, a equipe do GNOME resolveu trazer essa solução nativamente em sua versão 40, decisão que certamente irá agradar a vários usuários da interface.

nome2

Perguntas da comunidade

A comunidade de usuários do GNOME realizou várias perguntas sobre o funcionamento dessa nova versão da interface e o time de desenvolvimento respondeu algumas delas. Veja algumas das dúvidas e suas respostas.

Como os espaços de trabalho irão funcionar nesta versão?

Não haverão muitas mudanças no funcionamento dos espaços de trabalho virtuais, apenas na posição dos mesmos.

Ao selecionar um aplicativo para ser arrastado para outro espaço de trabalho, todos irão se alinhar em uma linha vertical para que você possa ter uma visão geral. Veja um exemplo abaixo:

Funcionamento das áreas de trabalho virtuais no GNOME Shell

Haverá uma forma oficial de restaurar o design antigo?

A equipe não planeja apoiar essa opção nativamente, principalmente pelo trabalho envolvido no desenvolvimento da nova versão da interface. 

Embora isso não vá acontecer de forma oficial do projeto, a equipe apoia os desenvolvedores de extensões que desejarem restaurar aspectos do design antigo, como a dock lateral e o painel de espaços de trabalho virtuais horizontal.

O novo design irá afetar o uso de vários monitores?

Outra dúvida frequente, o novo design terá muito pouco impacto no uso de vários monitores, já que o comportamento em relação aos espaços de trabalho continuará o mesmo.

Por padrão, o monitor principal terá espaços de trabalho virtual e o monitor secundário será autônomo. A equipe possui algumas ideias para melhorias no suporte a multi-monitores, mas isso pode esperar os próximos lançamentos.

E quanto aos monitores verticais?

Segundo a equipe, o design da interface continuará funcionando bem em monitores verticais. 

vertical 1
Painel de atividades em um monitor vertical

O que você está achando do novo visual do GNOME? Você irá se acostumar facilmente com o novo design? Deixe para gente nos comentários e até o próximo artigo!


Newsletter Diolinux
Talvez Você Também Goste
Gerencie as pastas na Dash do GNOME Shell facilmente com a extensão AppFolders Manager
Continue lendo

Gerencie as pastas na Dash do GNOME Shell facilmente com a extensão AppFolders Manager

Esta é uma das características do GNOME Shell que deveria receber um upgrade em versões futuras, pelo menos na minha opinião. Os aplicativos dispostos no Menu/Dash do GNOME Shell lembram muito a visualização comum de sistemas de Smartphones, como o Android, contudo, o funcionamento é contra intuitivo. Eu já vi várias pessoas tentando arrastar um ícone de App sobre o outro para tentar criar pastas agrupadas de aplicativos, coisa que não funciona no GNOME Shell.