Análise: Fone de ouvido sem fio UGreen HiTune T2

Fone de ouvido sem fio UGreen HiTune T2

Não existe nada no mundo da tecnologia que me irrite mais do que fios. Eles atrapalham a mobilidade, não são esteticamente agradáveis, sem contar a quantidade de fones que eu já perdi porque o fio estragava.

A tendência dos fones true wireless veio para ficar, e nada me faz mais feliz do que isso. Recebi o fone de ouvido UGreen HiTune T2 e neste post eu contarei as minhas impressões sobre ele.

Unboxing

A experiência começa com o unboxing e apesar de não ser o aspecto mais importante, ele deixa uma primeira impressão de como será o produto. E o HiTune T2 definitivamente marcou uma ótima primeira impressão.

A sua caixa é feita de um material bem resistente, evitando possíveis danos no transporte. Na parte de trás da caixa existem diversas informações importantes, desde os aspectos técnicos como versão do bluetooth, codecs suportados e tempo de bateria, até detalhes como diversos comandos para pausar e continuar a música, atender uma ligação ou ativar a assistente de voz.

Caixa do UGreen HiTune T2
Caixa do UGreen HiTune T2

Ao abrir a caixa, somos agraciados com o estojo do fone, e uma caixinha que contém o cabo USB-C, que possui em torno de 45 centímetros.

Duração da bateria

Em qualquer dispositivo sem fio, um dos aspectos mais importantes é o tempo de bateria. Não existe nada mais frustrante do que a bateria do fone acabar em um momento importante, ou ter que ficar parando várias vezes ao longo do dia para carregá-los.

Na caixa é prometido 4 horas de uso contínuo, e meus testes ouvindo músicas no Spotify e vídeos no YouTube confirmaram este dado. O estojo do fone também possui uma bateria interna que garante mais 4 recargas, totalizando mais de 16 horas de uso antes de ser necessário carregar no USB.

Design do produto

Fones de ouvido sem fio muitas vezes são lidados como uma peça de moda, então é importante que eles sejam visualmente agradáveis.

É impossível negar que o HiTune T2 teve seu design inspirado nos AirPods da Apple, pois tirando alguns poucos detalhes como o logo da UGreen e algumas das curvas do dispositivo, eles são extremamente parecidos, sendo facilmente confundidos.

Comparação entre o HiTune T2 e os AirPods da Apple
UGreen HiTune T2 (esquerda) e AirPod da Apple (direita)

Qualidade de construção

A qualidade de construção do HiTune T2 não deixa nem um pouco a desejar. O estojo possui um ímã que evita que ele fique aberto e corra o risco de quebrar ao guardá-lo no bolso ou no caso de uma queda.

No fundo do estojo, existe mais um ímã para fixar o fone, garantindo uma boa conexão e evitando a possibilidade dele não ser carregado.

Tanto o estojo quanto o próprio fone são feitos de um plástico de ótima qualidade, e, em nenhum momento, passam a sensação de “produto barato”.

Conforto

Primeiramente, preciso deixar bem claro que este não é um fone intra auricular e pode passar aquela sensação de não estar bem preso ao ouvido, já que não possui nenhum tipo de borracha na ponta.

Se você, assim como eu, prefere fones intra auriculares, talvez de início tenha essa sensação estranha de que o fone vai cair da orelha a qualquer momento. Mas, nos meus testes, isso não aconteceu nenhuma vez sequer, mesmo dando vários pulinhos ou deitando na cama apoiando em cima do fone. Porém, eu não recomendaria este fone para algum exercício físico mais intenso ou que exija algum tipo de impacto.

Qualidade do som

Por não ser intra auricular, ele não é o fone mais recomendado para quem precisa de isolamento acústico. Isso pode ser um ponto positivo ou negativo, dependendo da sua necessidade. Mesmo com os dois fones na orelha, é possível ouvir perfeitamente tudo o que acontece no ambiente.

Por se tratar de um fone com conexão bluetooth, um dos maiores medos dos usuários é em relação ao delay. Nos meus testes eu não consegui identificar nenhum atraso considerável, seja assistindo uma série, ou até mesmo jogando um título competitivo como Overwatch.

Apesar disso, devo lembrar que por se tratar de uma conexão sem fio, diversos fatores podem interferir neste resultado: qualidade do adaptador bluetooth do seu computador/notebook/smartphone, quantidade de dispositivos sem fio por perto, interferência de outros dispositivos, distância entre o fone e o adaptador. Antes de comprar qualquer produto bluetooth, analise todos esses pontos no seu setup.

Modo de jogo

Uma das funcionalidades que diferenciam este produto dos seus competidores é o “Modo de Jogo”. Dando 4 toques em qualquer um dos lados do fone, você ouvirá uma voz dizendo “Gaming Mode”, e com isso você estará utilizando o modo de jogo.

Basicamente este modo diminui a qualidade do áudio em favor de uma menor latência e um “som 3D”, ideal para aqueles que querem utilizar o fone em jogos competitivos como Overwatch, Free Fire, Fortnite, etc.

Realizei alguns testes no Overwatch e a diferença de delay ficou quase imperceptível, enquanto a qualidade do som diminuiu consideravelmente. Acabei preferindo continuar a partida no modo normal.

Apesar de eu não sentir nenhuma diferença, se você joga muitos jogos competitivos onde cada milésimo de segundo faz diferença, pode acabar valendo mais a pena optar por um fone com fio.

O HiTune T2 vale a pena?

Se você gosta de fones auriculares e não faz questão de isolamento acústico, o HiTune T2 é definitivamente uma ótima alternativa para você. Com um preço considerado baixo para a faixa em que está, ele te entrega uma ótima construção, qualidade de som e conforto. Para os interessados, ele está disponível no AliExpress, e através do cupom DIOLINUX2 é possível conseguir um desconto adicional.


Newsletter Diolinux
Talvez Você Também Goste
Testes de desempenho
Continue lendo

Testes de desempenho: Quem se saiu melhor, Ubuntu ou Linux Mint?

Para compararmos mais uma vez os dois sistemas Linux mais populares entre os jogadores na Steam e saber se existe alguma diferença de desempenho entre eles, nós fizemos mais um teste de Benchmark envolvendo Ubuntu e Linux Mint utilizando o Benchmark fixo do game "Middle-Earth Shadow of Mordor", em sua versão para Linux, confira os testes e o resultado.
5 mitos sobre Linux que afastam novos usuários
Continue lendo

5 mitos sobre Linux que afastam novos usuários

Todas as coisas que fogem um pouco do público "maistream" comumente são cercadas de mitos, com o Linux nos Desktops não seria diferente. Vamos falar agora de 5 deles que por vezes os novos usuários acabam "ouvindo de alguém" e que eventualmente os afastam dos sistemas baseados neste Kernel.