Wordpress

3 tecnologias web de alto custo que se tornaram comuns

Você sabia que algumas das tecnologias web mais usadas hoje em dia já foram consideradas caras e inacessíveis para a maioria dos sites? Neste artigo, vamos listar três exemplos de recursos que se tornaram padrão em hospedagens web, mas que há alguns anos eram vistos como luxos ou necessidades especiais. 

Vamos ver como o avanço da tecnologia e da concorrência reduziu os custos e popularizou essas soluções, que hoje são indispensáveis para garantir a segurança, o desempenho e a confiabilidade dos sites.  

Firewall para websites 

De forma geral, um firewall é uma barreira de proteção que filtra o tráfego de rede e impede ataques DDoS, como invasões, vírus, spam, etc. Geralmente, em websites é adotado um tipo específico de firewall que protege os sites tanto de tentativas de invasão, quanto do envio de arquivos maliciosos para comprometer os servidores.  

No passado, ter um firewall era uma tecnologia web cara e muito complexa, pois exigia equipamentos e softwares especializados, dependendo do volume de tráfego uma solução assim poderia custar milhares de dólares por ano. Mas, com a popularização dos serviços de hospedagem web, a maioria das empresas optou por adicionar essa camada de segurança em seu plano de serviço, aumentando a segurança de seus clientes e também, a segurança de sua própria rede. 

Em um artigo em seu blog, a Hostinger explica os métodos que implementou para proteger sua rede e seus clientes de ataques de negação de serviço (DDos)

“Temos duas soluções de minimização DDoS para lidar com ataques em nossa infraestrutura: ⁣ black hole acionado remotamente (RTBH) e filtragem de tráfego.

A filtragem RTBH oferece uma maneira de eliminar o tráfego indesejado rapidamente, antes que ele adentre nossa infraestrutura. Embora esse método proteja nossa infraestrutura como uma provedora de serviços, ele impede que todo o tráfego chegue até nós — algo que nossos clientes não gostam. Isso porque, com o tempo, os sites e VPS ficam totalmente inacessíveis. Como consequência, os cibercriminosos alcançam seus objetivos.

Filtragem de tráfego é o próximo nível de proteção DDoS para nossos serviços. Ele só impede o tráfego malicioso em vez de diminuir todos os tráfegos.”

Hoje em dia, existem soluções de firewall para websites muito mais simples e baratas, que podem ser ativadas com apenas alguns cliques no painel de controle da hospedagem web. Essas soluções usam a tecnologia de Cloud Computing, que distribui o processamento e o armazenamento dos dados em vários servidores na nuvem, aumentando a segurança e o desempenho dos sites.   

CDN (Content Delivery Network)

Um CDN é uma rede de servidores distribuídos pelo mundo que armazenam cópias do conteúdo de um site e o entregam aos visitantes de forma mais rápida e eficiente. Um CDN pode melhorar a velocidade, a escalabilidade e a confiabilidade de um site, além de reduzir o consumo de banda e os custos com hospedagem. 

Quando um usuário acessa um site que usa CDN, ele recebe os arquivos do servidor mais próximo da sua localização geográfica, reduzindo o tempo de carregamento da página e melhorando a experiência do usuário. No passado, usar uma CDN era uma das tecnologias web restritas a grandes empresas e sites com muito tráfego. Hoje em dia, existem várias opções de CDN gratuitas ou com preços acessíveis para sites de todos os tamanhos e nichos.  

Provedores de hospedagem como a Hostinger oferecem o recurso de CDN incluso em vários de seus pacotes de serviço, tirando proveito de sua presença em vários países. 

Certificados SSL 

Dentre as tecnologias web caras, esta era sem dúvida uma das mais dispendiosas: um certificado SSL (Secure Sockets Layer) é um arquivo digital que criptografa a comunicação entre o navegador do usuário e o servidor do site. Isso dificulta que os dados transmitidos sejam protegidos de interceptação, alteração ou falsificação. Principalmente nos primórdios da internet, possuir um certificado SSL aumentava a credibilidade de um site, pois mostrava aos visitantes que ele era seguro e autêntico. 

google chrome abandonará o ícone de cadeado para indicar conexão https antes e depois icone cadeado chrome

A utilização de certificados SSL começou a se popularizar em 1995 com a empresa Netscape, com o lançamento do protocolo SSL 2.0. Na época, era uma tecnologia nova e cara, que exigia a compra de um certificado SSL de uma autoridade certificadora (CA), uma entidade que verifica e emite os certificados. Segundo um artigo da CNET de 1998, um certificado SSL podia custar entre US$ 200 até alguns milhares de dólares por ano, dependendo do tipo e da validade do certificado.  

Atualmente o acesso via SSL (HTTPS) é considerado o padrão e já existem discussões entre os desenvolvedores de navegadores sobre como o público atualmente entende esse recurso, e já cogitado até mesmo remover das pesquisas sites sem certificados SSL, ou seja, sites que não possuem HTTPS em suas URLs.

Felizmente, caso sua hospedagem não ofereça esse recurso, além de considerar trocar de empresa, você também pode utilizar serviços de emissão de certificados SSL gratuitos, como o Let’s Encrypt, o ZeroSSL ou o SSL For Free. 

Tecnologias web “não tão” mais caras

Como você pode ver, as tecnologias web que eram consideradas caras no passado se tornaram padrão em hospedagens web. Elas podem trazer muitas vantagens para o seu site, como mais segurança, velocidade, disponibilidade e credibilidade.  

Hoje em dia, é possível ter um site seguro, rápido e confiável pagando um valor justo em hospedagem web! Inclusive, você pode utilizar nosso link especial e conseguir um desconto na assinatura de um dos planos da Hostinger.

Lembre-se sempre de escolher os serviços e as ferramentas adequados para as suas necessidades e aproveite todos os benefícios que elas oferecem. 

Diolinux Ofertas - Aproveite os melhores descontos em diversos produtos!
163 postagens

Sobre o autor
Entusiasta de tecnologia que sempre gostou de desmontar tudo, o que me levou ao interesse por software livre e todas as possibilidades que ele oferece. Sou Editor-chefe no blog Diolinux e também trabalho consultor de SEO, gestor de tráfego e otimização de presença digital. Mastodon
Artigos
Postagens relacionadas
Wordpress

Testamos o criador de sites com IA da Hostinger 

Wordpress

4 plugins essenciais para Wordpress que você precisa conhecer

Wordpress

HPanel: guia prático de atualização para o Wordpress 6.4