O Mozilla Firefox é um software open source bastante conhecido ao redor do mundo por ser uma alternativa aos navegadores de internet que utilizam a base Chromium.

Recentemente, ele chegou a sua versão 94, trazendo diversas correções de bugs e otimizações, além de um recurso novo que deixará a sua renderização ainda melhor.

Utilizando a API EGL

Sem dúvida nenhuma, o maior recurso que este lançamento do Firefox trouxe aos usuários é a habilitação da API EGL para lidar com o gerenciamento gráfico através do driver mesa em sistemas que utilizam o Xorg.

Esse recurso irá substituir a antiga implementação do GLX e promete um aumento de desempenho considerável na renderização WebGL e quem sabe, em um futuro próximo teremos a decodificação de vídeo VA-API.

O desenvolvedor Martin Stratsky, diz que o EGL unificará o caminho de renderização para o Xorg e Wayland, garantindo que os usuários possam aproveitar o melhor dos dois mundos, independente do servidor gráfico que esteja sendo utilizado no sistema.

“EGL é “novo” da perspectiva do desktop Linux e usado principalmente por Wayland, Android e vários dispositivos pequenos. Não é totalmente compatível com todos os drivers de desktop e apresenta falhas. Mas, à medida que o Wayland está ganhando impulso, a EGL está recebendo mais atenção e correções no desktop Linux.”

Martin Stransky

Economizando recursos

A nova versão do Firefox também apresenta uma nova página de configurações chamada “unloading” que permite aos usuários descarregar os recursos de uma guia que está aberta no navegador sem ser necessário fechá-la.

firefox

O navegador irá listar todas as abas abertas e permitirá ao usuário descarregar as abas que não estão sendo utilizadas da memória RAM, garantindo uma pequena economia de recursos em seu computador.

Essa página pode ser acessada através do endereço about:unloading.

Outras melhorias no navegador

Algumas outras melhorias que chegaram ao navegador são:

  • Novo recurso de isolamento de site para proteger os usuários contra ataques de canal lateral como o Spectre;
  • Adição da extensão Firefox Multi-Account Containers com a integração Mozilla VPN;
  • Novos esquemas de cores para aumentar a customização do software;
  • Desativação do aviso mostrado ao sair do navegador ou fechar uma janela usando o menu;
  • Melhorias de velocidade na inicialização do armazenamento;
  • Redução do uso de CPU durante a pesquisa de soquete para conexões HTTPS.

Utilizando o Mozilla Firefox 94

Se você já é usuário do navegador, basta mantê-lo atualizado para usufruir dos benefícios desta nova versão. Vale dizer que ele está disponível nos repositórios das principais distribuições Linux e pode ser baixado através de seu site oficial.

Você utiliza o Firefox? O que achou desta nova versão? Deixe sua opinião nos comentários e até o próximo artigo!


Newsletter Diolinux
Talvez Você Também Goste
Guia de instalação do BigLinux
Continue lendo

Guia de instalação do BigLinux

Uma análise da instalação do BigLinux, a distribuição brasileira reúne talento, conhecimento técnico e simplicidade numa distribuição de alto desempenho.