diolinux computacao baseada em servidor
Tecnologia

Diferenças entre Computação em nuvem x Computação baseada em Servidor

Neste artigo vamos explorar as diferenças entre computação em nuvem e computação baseada em servidor — apesar de muito similares, existem características próprias nestes dois modelos de computação e na forma como eles podem facilitar a vida das pessoas.  

Por exemplo, você sabia que a computação em nuvem permite que você armazene seus arquivos e aplicativos de qualquer dispositivo conectado à internet, sem precisar de um consumir seu espaço local? E que a computação baseada em servidor permite que equipamentos leves acessem aplicações pesadas? Oferecendo mais segurança e controle sobre os dados, mas requer um investimento maior em infraestrutura e manutenção?  

Esses são apenas alguns dos aspectos que vamos abordar neste artigo, mostrando as vantagens e desvantagens de cada modelo, e também, alguns cenários para aplicá-los.  

O que é computação em nuvem? 

Em linhas gerais, podemos dizer que computação em nuvem é uma forma de usar a internet para acessar recursos computacionais sob demanda que estão em servidores remotos, sem precisar instalar programas ou equipamentos no seu próprio computador. Isso permite que você tenha mais flexibilidade, segurança e economia, pois você só paga pelo que usa e pode acessar seus dados de qualquer lugar.  

Alguns exemplos de serviços famosos que fazem uso desse tipo de tecnologia são: Gmail, Google Drive, Netflix, Spotify e Dropbox.  

Esses serviços armazenam seus e-mails, arquivos, filmes, músicas e documentos na nuvem, ou seja, em parques gigantescos de servidores interconectados que você não vê, mas que estão conectados à internet e podem ser acessados por meio de um navegador web ou de um aplicativo no seu celular ou computador. 

O ponto técnico principal a ser considerado quando pensamos em computação em nuvem, é a divisão de carga de trabalho entre vários servidores diferentes (que num diagrama justamente lembra uma pequena nuvem), onde as próprias aplicações pode ser rodadas com seus componentes espalhados, garantindo redundância. O front-end de um site pode rodar em um conjunto de servidores, enquanto seu banco de dados pode rodar em outro, por exemplo.

O que é Computação Baseada em Servidor? 

Já o “Computação Baseada em Servidor” ou “Server Based Computing”, é uma forma de fornecer aplicativos ou recursos de computação para os usuários por meio de um servidor centralizado, em vez de instalá-los em cada dispositivo individual. 

Um dos exemplos mais clássicos de computação baseada em servidor são as estruturas de clientes leves (thinclients), onde todo o processamento é executado pelo servidor, cabendo aos clientes apenas exibir graficamente os recursos que estão sendo disponibilizados. 

Isso permite que os usuários acessem os mesmos aplicativos ou recursos de qualquer lugar, usando qualquer dispositivo que tenha uma conexão com a internet ou rede local. Além disso, computação baseada em servidor reduz os custos e a complexidade de manter e atualizar os aplicativos ou recursos, porque os investimentos pesados são feitos principalmente no servidor. 

Alguns exemplos de serviços famosos que fazem uso desse tipo de tecnologia são: 

  • OnlyOffice Cloud: um serviço que permite criar e editar documentos de texto, planilhas, apresentações e outros tipos de arquivos online, sem precisar instalar nenhum software no dispositivo do usuário. Os arquivos ficam armazenados no servidor do OnlyOffice e podem ser acessados e compartilhados com outras pessoas pela internet.
  • Jitsi Meet: um serviço que permite realizar videoconferências, reuniões, webinars e outros tipos de comunicação online, sem precisar instalar nenhum software no dispositivo do usuário. Os participantes se conectam a uma instância do Jitsi Meet pela internet e podem interagir por áudio, vídeo, chat e compartilhamento de tela.
  • Thinlinc: desenvolvido pela Cendio, ele permite que dispositivos como smartphones, tablets e computadores, utilizem um navegador para acessar aplicações completas instaladas em um servidor Linux. Possui diversos recursos de segurança como criptografia de dados e controles avançados de permissão do usuário. 

Quais as diferenças e quando aplicar cada modelo? 

As principais diferenças entre computação em nuvem e computação baseada em servidor são: 

  1. Escalabilidade x Segurança: computação em nuvem oferece maior escalabilidade, flexibilidade e disponibilidade, pois os recursos podem ser ajustados conforme a demanda e os serviços podem ser acessados de qualquer lugar através da internet. Já o Computação Baseada em Servidor oferece maior controle, segurança e desempenho, pois os recursos são dedicados e gerenciados pela própria empresa – podem ser acessados via rede local ou conexões via internet. 
  2. Flexibilidade x Robustez: Soluções que utilizam em computação em nuvem podem ter um custo variável, baseado no consumo dos serviços. Enquanto Computação Baseada em Servidor de forma geral possuem um custo fixo, baseado na aquisição e manutenção dos servidores. 
  3. Conectividade x Hardware: computação em nuvem depende da qualidade e da confiabilidade da internet para funcionar. Computação Baseada em Servidor depende principalmente da qualidade e da confiabilidade dos servidores para funcionar. 

Com o avanço das tecnologias da internet e a popularização da internet das coisas (IoT), é muito comum que encontremos soluções que utilizam um misto das duas abordagens em sua infra, mesclando o “melhor dos dois mundos”. Mas, como você pôde ver, cada modelo tem suas vantagens e desvantagens. E a escolha depende das características de cada projeto, mas, geralmente é transparente para os utilizadores. 
 

Podemos fazer um pequeno exercício para entender melhor cada solução, apresentando alguns cenários em que cada modelo pode ser mais adequado. 

  • Se você precisa de uma solução rápida, fácil e barata para armazenar e compartilhar arquivos, fotos, vídeos e documentos, você pode usar um serviço de computação em nuvem como o Google Drive ou o Dropbox. Você não precisa se preocupar com a capacidade de armazenamento ou a segurança dos seus dados, pois eles ficam armazenados na nuvem e podem ser acessados de qualquer dispositivo. 
  • Se você precisa de uma solução robusta, estável e segura para executar aplicações críticas para o seu negócio, como sistemas de gestão, contabilidade ou ERP, você pode usar um serviço de computação baseada em servidor como o ThinLinc. Você pode garantir que as aplicações funcionem com alto desempenho e segurança, pois elas ficam instaladas nos seus próprios servidores e podem ser acessadas por meio de terminais leves. 
  • Se você precisa de uma solução híbrida, que combine os benefícios de ambos os modelos, você pode usar uma combinação de computação em nuvem e computação baseada em servidor. Por exemplo, é razoável supor que algumas das soluções de jogos em nuvem modernas, como o Game Pass ou o GeForce Now sejam soluções híbridas devido à necessidade de hardwares específicos para rodar os jogos. Aproveitando a escalabilidade e a disponibilidade da nuvem e alto desempenho dos servidores.

Esperamos que este post tenha demonstrado algumas das diferenças entre computação em nuvem e computação baseada em servidor, e como eles podem facilitar a sua vida. Se você gostou deste conteúdo, compartilhe com os seus amigos nas redes sociais. E se você tem alguma dúvida ou sugestão, deixe um comentário abaixo. Até a próxima! 

Diolinux Ofertas - Aproveite os melhores descontos em diversos produtos!
186 postagens

Sobre o autor
Entusiasta de tecnologia que sempre gostou de desmontar tudo, o que me levou ao interesse por software livre e todas as possibilidades que ele oferece. Sou Editor-chefe no blog Diolinux e também trabalho consultor de SEO, gestor de tráfego e otimização de presença digital. Mastodon
Artigos
Postagens relacionadas
VídeoTecnologia

Adeus Apple! Migrando do macOS para o Linux

TecnologiaVídeo

O que a Microsoft não te contou sobre o Recall no Windows 11

TecnologiaVídeo

EPOMAKER x AULA F75 - O teclado super completo pode ser seu, de presente!