CoreCtrl: O Adrenalin que a AMD não trouxe para o Linux

corectrl-apresentacao

O CoreCtrl irá matar aquela saudade que você sente do AMD Adrenalin!

Se você é Linux Gamer e usuário de uma GPU da AMD, provavelmente já sentiu falta de um software que fosse capaz de exibir informações e realizar ajustes mais avançados na sua placa de vídeo. No Windows estes softwares são comumente oferecidos pelas próprias fabricantes das GPUs, Nvidia e AMD. 

No Linux, por outro lado, apenas a Nvidia entrega aos seus usuários um software utilitário focado no gerenciamento dos recursos da placa de vídeo.

E quanto a AMD?

Embora nós, usuários de AMD tenhamos a vantagem de que a maioria das GPUs da marca funcionem de forma “plug and play” em praticamente todas as distros Linux. Por outro lado, não dispomos de um software como o Nvidia Settings, visto que a AMD “esqueceu” o Adrenalin “lá pelas bandas” da Microsoft.

Felizmente a comunidade quem mantém o Linux no desktop vivo é enorme, muito prestativa e sempre que possível aparece para “salvar a pátria” e entregar para os seus membros aquilo que, neste caso, a própria AMD não entregou.

AVISO IMPORTANTE!

Antes de prosseguirmos, é importante deixar claro que o CoreCtrl é um software avançado capaz de modificar configurações sensíveis de funcionamento do hardware, tais como frequências e tensões. Alterar tais parâmetros requer conhecimentos técnicos avançados e qualquer erro pode causar danos irreversíveis ao seu hardware. 

Nós do Diolinux não nos responsabilizamos por quaisquer eventuais danos causados pela utilização irresponsável do CoreCtrl. O objetivo deste artigo é apenas informar quais são as funcionalidades proporcionadas pelo software. Caso você não seja capacitado para fazer uso desta aplicação, recomendamos que não o utilize, ou faça por sua conta e risco.

CoreCtrl: o Adrenalin open source

corectrl

O CoreCtrl é um software relativamente novo, capaz de proporcionar aos usuários a possibilidade de monitorar em tempo real ítens como:

  • Frequência da GPU e da VRAM (memória de vídeo);
  • Temperatura da GPU;
  • Consumo energético da placa de vídeo;
  • Porcentagem de uso da GPU;
  • Quantidade de VRAM utilizada em megabytes;
  • Velocidade de rotação da(s) fans;
  • Frequência atual da CPU.

Controle da curva de rotação das fans

Além de todas estas opções de monitoramento, o CoreCtrl também possibilita o ajuste da curva de fan (controle da velocidade das ventoinhas), ajuste das frequências da GPU e VRAM.

Existem três modos diferentes para controlar a velocidade de rotação das fans. A primeira é a configuração “Curve”, que permite que você “desenhe” a curva do gráfico à sua maneira, selecionando uma determinada temperatura na qual as fans deverão estar girando à velocidade que você definir. 

amd-corectrl

A segunda é a configuração “fixed”, neste caso, você pode definir a temperatura e velocidade inicial da rotação das fans. A partir do momento em que as mesmas estão ligadas, o sistema controla automaticamente o aumento e a redução da velocidade de acordo com a temperatura.

corectrl-fan

Por fim, a terceira opção é a automática, na qual o sistema decide automaticamente quando, em qual velocidade e com qual temperatura as fans irão ligar e se manter. Neste caso as ventoinhas são ligadas no momento em que o botão “Power” do seu computador é pressionado, a velocidade será ajustada automaticamente de acordo com a temperatura, parando por completo apenas quando o computador for desligado.

Controles de performance da GPU

Através dos controles de performance da GPU, utilizando o modo “Advanced” pode-se ajustar manualmente as frequências de VRAM e GPU, bem como selecionar o perfil de consumo energético.

gpu-mode

O modo de performance (fixed) oferece duas opções de desempenho, sendo elas “Low” e “High”. A opção “Low” diminui as frequências, o que por consequência deixa o hardware trabalhando a uma temperatura mais baixa, que por sua vez diminui a velocidade das fans, o ruído e também o consumo de energia.

fixed-mode

Por outro lado a opção “High” leva as frequências ao máximo, elevando a velocidade das fans, o ruído e o consumo energético, entregando assim um perfil de máximo desempenho.

Por fim, o modo de performance “Automatic” ajusta as frequências automaticamente de acordo com o quanto de performance os softwares em execução no seu sistema operacional estão demandando no momento.

Controle de performance do CPU

cpu-performance

Conforme pode ser visto na imagem acima, na aba de ajustes do processador você pode monitorar a frequência do mesmo (mais informações podem estar disponíveis aqui dependendo do seu hardware), bem como selecionar o governador de frequência da CPU.

Informações do sistema

A página “System”, para aqueles familiarizados com os softwares para Windows, é bastante semelhante às informações que podemos encontrar em aplicações como CPUZ e GPUZ. 

gpu-info

A página “System” é responsável por informar diversas informações avançadas sobre CPU, GPU e softwares, e nela temos as seguintes abas:

  • CoreCtrl: Esta primeira aba mostra apenas dados sobre o próprio CoreCtrl. Informações como versão, links úteis e o nome do desenvolvedor do projeto;
  • Software: Esta aba mostra as versões do Kernel Linux e do Mesa Driver;
  • GPU: Esta aba mostra várias informações técnicas sobre a GPU, como por exemplo: versão da bios, nome da arquitetura, driver em uso, versão do OpenGL suportada, versão suportada da API Vulkan, nome do fabricante e etc;
  • CPU: Esta página mostra informações técnicas sobre o CPU. Semelhante ao que foi descrito no ítem acima.
corectrl-cpu-info

Como instalar o CoreCtrl?

Se você utiliza o Ubuntu:

Uma vez que, conforme relatamos no artigo de pós instalação do Ubuntu 20.04, a possibilidade de instalar softwares dos seus próprios repositórios através da loja de aplicativos simplesmente não funciona como deveria, caso você não tenha a GNOME Software ou o Synaptic no seu sistema a instalação do CoreCtrl deverá ser feita pelo terminal.

Felizmente o procedimento é tão fácil que você será capaz de realizá-lo amarrado e com um pé nas costas. Simplesmente rode o comando abaixo no seu terminal:

sudo add-apt-repository ppa:ernstp/mesarc && sudo apt update && sudo apt install corectrl

O comando acima irá adicionar o PPA do projeto, atualizar a lista de repositórios e então instalar o CoreCtrl.

Para usuários de Fedora:

No Fedora o CoreCtrl pode ser encontrado na loja de aplicativos. Caso você prefira, também pode instalá-lo via terminal utilizando o comando a seguir:

sudo dnf install corectrl

Instalação do CoreCtrl no Manjaro:

Para instalar o CoreCtrl no Manjaro basta abrir o Pamac, habilitar o suporte para o AUR e instalar a aplicação. Caso prefira você também pode instalá-lo via terminal utilizando o “Yay” ou qualquer outro assistente de instalação para o AUR.

yay -Sy corectrl

Achou que isso era tudo? O melhor está por vir!

O CoreCtrl é sem dúvidas um software muito útil e poderoso, não deixando de ser intuitivo. Certamente uma “mão na roda” para aqueles usuários que gostam de manter o controle do seu sistema na ponta dos dedos.

Em breve publicaremos aqui no Diolinux um artigo mostrando de uma forma mais detalhada como utilizar o CoreCtrl, bem como ensinando a realizar algumas configurações avançadas a fim de tornar o uso do software ainda mais completo e confortável.

Por fim, é claro que o CoreCtrl não é tão completo quanto o Adrenalin do Windows, mas, ainda assim, traz várias das funcionalidades que mais faziam falta para gerenciamento de hardware no Linux.

Você já conhecia o CoreCtrl? Ou conhece algum outro software que tenha um objetivo semelhante? Conte-nos nos comentários abaixo, e vamos compartilhar o conhecimento!

Isso é tudo pessoal! 😉


Newsletter Diolinux
Talvez Você Também Goste