Notícias

Qual o impacto da Red Hat limitar o acesso ao código-fonte?

A Red Hat é responsável por importantes projetos do mundo Linux, como o Fedora, o CentOS e o Red Hat Enterprise Linux (RHEL). Recentemente, a Red Hat limitou o acesso ao código-fonte do RHEL, o que preocupou a comunidade e levou muitos a pensarem que distros baseadas no RHEL, como o AlmaLinux e o Rocky Linux estão em risco. Será?

Entenda por que a Red Hat limitou o acesso ao código-fonte Red Hat Enterprise Linux

No anúncio oficial da empresa, é informado que, uma vez que o código-fonte do CentOS Stream está disponível para amplo acesso e que este sistema é uma espécie de prévia do RHEL, é contraproducente manter o códigos-fonte redundantes abertos ao público. Sendo assim, a Red Hat limitou o acesso ao código-fonte, como uma maneira de direcionar sugestões do público ao CentOS Stream, que é mais aberto a novidades, que se funcionarem bem, poderão ser incluídas o ao RHEL.

Dessa forma, o CentOS Stream se torna o único código-fonte relacionado diretamente com o RHEL, com um repositório aberto ao público. De toda forma, o código-fonte do Red Hat Enterprise Linux continua disponível para usuários pagantes e para desenvolvedores subscritos, entretanto, os atuais termos da licença para este tipo de acesso proíbe a republicação de fontes por lá adquiridas.

Nas redes sociais, o assunto gerou polêmica, muitas pessoas interpretaram que dessa forma, a empresa estaria fechando o código-fonte e que isso inviabilizaria a manutenção de distribuições, como Rocky Linux, AlmaLinux e Oracle, com compatibilidade 1:1 para o RHEL. Será que isso é verdade?

Qual o real impacto da decisão da Red Hat?

No momento paira uma grande dúvida sobre o futuro das distros baseadas no RHEL, já que apesar de terem acesso ao código-fonte original, não podem redistribuí-lo. A novidade gera muita dúvida, enquanto algumas pessoas pensam que a Red Hat está fechando código, o que feriria a licença GPL do Linux, outros interpretaram que seria apenas uma mudança na forma de acessar o código.

Apesar do anúncio oficial focar na mudança do fluxo de trabalho da empresa, a fim de reduzir duplicidades, o atual acordo de serviços que protege como o código do RHEL é disponibilizado criou uma grande barreira para o desenvolvimento e manutenção de distros compatíveis 1:1, mesmo que os desenvolvedores ainda consigam acessar o material.

Desenvolvedores do AlmaLinux relatam que uma semana antes do anúncio, perceberam a possibilidade de alguma novidade estar por vir, pois uma atualização recente do RHEL 8 não constava no repositório público e ao questionar a Red Hat, não obtiveram resposta. Caso a mudança fosse apenas na localização do repositório e na impossibilidade de enviar sugestões, eles poderiam apenas modificar o sistema automático de obtenção de código, mas com a proibição da redistribuição de código, precisam estudar de que maneira continuarão com o projeto.

No momento, estão trabalhando em conjunto com desenvolvedores do ecossistema RHEL para prover atualizações de segurança, desempenho e estabilidade. Entretanto, ainda precisam identificar o melhor caminho para a manutenção do sistema a longo prazo.

Eles rejeitam a hipótese de se basearem no CentOS Stream, pois ele antecipa o que poderá chegar ao RHEL, sendo assim, possui módulos divergentes e não é totalmente compatível 1:1.

Rocky Linux, por sua vez, optou por uma manifestação mais branda, onde mantém sua promessa de prover um sistema compatível com o RHEL 8, 9 e edições futuras. Eles completam que, apesar das dificuldades impostas pela nova decisão da Red Hat, já adotaram uma estratégia de mitigação a curto prazo e estão desenvolvendo alguma maneira de manter o desenvolvimento e evolução do sistema ao longo do tempo, sendo assim, não há mudanças disruptivas para usuários e colaboradores do projeto.

Esta não é a primeira vez que a Red Hat se envolve em polêmicas, a comunidade ficou desagradada quando a empresa criou o CentOS Stream, como uma prévia menos estável do que virá no próximo Red Hat Enterprise Linux, encerrando o CentOS no formato de “clone gratuito” do sistema. 

Fique por dentro das últimas notícias do mundo da tecnologia e do Linux, assinando nossa newsletter e acompanhando o fórum Diolinux Plus!

Diolinux Ofertas - Aproveite os melhores descontos em diversos produtos!