Notícias

NVK, novo driver NVIDIA para Linux está pronto para usar

Um dos grandes poréns do Linux é utilizar algum sistema do pinguim com uma placa de vídeo da NVIDIA. O driver NVIDIA para Linux proprietário da empresa é complicado de instalar, atualizar, além de incompatível com tecnologias importantes, como o Wayland. Por outro lado, até então, os drivers open source feitos pela comunidade, não conseguem aproveitar todo o poder de processamento de vídeo.

Em busca de mudar este cenário, a comunidade Linux, junto à Collabora, companhia especialista em programas de código aberto, se mobiliza para criar o NVK, um novo driver NVIDIA para Linux compatível com Vulkan, que quer permitir utilizar o máximo possível da sua placa de vídeo, sem precisar instalar o driver proprietário.

Facilitando a vida

Faith Ekstrand, uma das pessoas à frente do desenvolvimento do NVK, publicou no blog da Collabora que o novo driver NVIDIA para Linux está pronto para usar. Já faz alguns meses que o NVK é distribuído na suíte Mesa, um conjunto de drivers presente na maioria das distros, mas até agora, marcado como experimental, mantendo o Noveau como padrão. Segundo Ekstrand, a partir do Mesa 24.1, o NVK supera o estágio experimental e pode começar a ser implementado pelas distros.

Mas qual o problema com o Noveau? Com mais de uma década, esta solução ficou obsoleta conforme a NVIDIA lançou as novas placas RTX e o Vulkan ganhou espaço no meio gamer. Enquanto o Noveau consegue lidar bem com modelos mais antigos utilizando o padrão gráfico OpenGL, em placas mais recentes serve apenas para dar vídeo enquanto o usuário instala o driver proprietário. Jogos que utilizam o Vulkan nem entram no radar no Noveau, dentre eles, estão todos os feitos para Windows rodando no Linux pelo Proton.

O Noveau continuará existindo, sendo a melhor opção open source para placas antigas, mas para modelos recentes da NVIDIA, passa a ser preferível o NVK. Já compatível com o Vulkan 1.3, o NVK consegue rodar diversos jogos modernos com bom desempenho, funcionando com Wayland, oferecendo uma experiência mais completa.

Embora já esteja pronto para usar, isso não significa que o desenvolvimento do NVK parou. Todo software sempre tem algo a melhorar e neste caso, o desafio é grande, afinal, a NVIDIA não libera a maior parte do código-fonte, obrigando os desenvolvedores do NVK a recorrerem à engenharia reversa. 

O que dá e o que não dá para fazer com o NVK?

Embora compatível com o Vulkan 1.3, nem todos os jogos D3D11 tem garantia de que funcionam, enquanto o trabalho no suporte ao D3D12 via Proton está apenas começando. O suporte ao OpenGL segue sendo trabalhado, neste momento, num processo de debug da edição 4.6. Comparado ao Noveau, o suporte ao OpenGL não está tão completo, ainda assim, em alguns casos o NVK se sai melhor.

Por enquanto, em geral, obtêm-se melhor desempenho e acesso a todos os recursos com o driver proprietário da NVIDIA, especialmente para quem precisa de aceleração de hardware. Mas, ao menos, as distros Linux que adotarem o NVK por padrão, oferecerão uma experiência inicial muito mais funcional para quem tem uma placa de vídeo NVIDIA, em alguns casos, podendo prescindir do driver proprietário.

Fique por dentro das principais notícias da semana sobre Linux e tecnologia, assine nossa newsletter!

Diolinux Ofertas - Aproveite os melhores descontos em diversos produtos!