Xorg e Wayland, o que são?

Xorg e Wayland, o que são?

Me lembro que ao chegar no mundo Linux, ouvia frases como “Wayland é mais rápido que Xorg” ou “Uso Xorg por conta da NVIDIA” e ficava sempre me perguntando o que eram esses tais de Xorg e Wayland.

Caso você seja um usuário recém-chegado neste mundo, esses termos podem estar mais presentes do que você imagina, mas a pergunta é, você sabe o que significam esses dois termos? Ainda não? Siga lendo para descobrir.

Vale lembrar que recentemente publiquei outro conteúdo falando sobre alguns termos utilizados no mundo Linux e qual era o significado deles, caso você ainda não tenha lido, sugiro dar uma conferida pra ficar antenado.

Sendo assim, prepare sua bebida preferida, sente-se confortavelmente e venha descobrir o que são Xorg e Wayland!

O que é o Xorg?

O Xorg é uma implementação de um servidor de ambiente gráfico fornecida pela X.org Foundation. Por ser um servidor, ele trabalha de forma conjunta com o um cliente que geralmente “X” ou “X11” (esse nome se deve ao número da versão).

O servidor X (Xorg), é um framework para uma interface gráfica que permite a interação do usuário com as janelas através de periféricos como um mouse e um teclado por exemplo. Ele é o responsável pela resolução do monitor, profundidade das cores e outros recursos relacionados a interação do usuário. 

Já o cliente X Windows System (X11), é um sistema de janelas que funciona através de bitmaps, permitindo que seja exibida a imagem dos softwares abertos na tela do usuário. Ex.: Ao abrir o navegador de internet, a imagem exibida por ele será gerenciada pelo X11.

Gerenciadores de janelas

Os gerenciadores de janelas (também conhecidos como Window Managers) também são clientes “X”, já que eles possuem a capacidade de exibir as janelas abertas pelo usuário. Eles são clientes “especiais” e oferecem facilidades como botões de fechar, maximizar, redimensionar janelas visíveis, e outras funções.

Entre os gerenciadores de janelas mais conhecidos pelos usuários, temos o KWin (KDE), Xfwm (XFCE), Fluxbox, i3WM entre outros.

E o Wayland?

O Wayland é uma alternativa ao Xorg, funcionando tanto da forma “cliente/servidor”, quanto como um protocolo de servidor gráfico. Ao ser utilizado no formato de protocolo de servidor gráfico, um “display server” recebe o nome de “Wayland Compositor”.

Por ser bem mais eficiente do que o Xorg para realizar o seu trabalho, ele é considerado o futuro da implementação gráfica no Linux, o que traria inúmeras vantagens como melhorias de desempenho e fluidez para as interfaces.

Por que o Wayland ainda não é o padrão?

Como se trata de uma tecnologia “nova”, ele ainda é barrado por conta do suporte aos driver de vídeo no Linux (NVIDIA) que ainda está bem atrelada ao Xorg. Caso você utilize drivers open source como o oferecido pela AMD e Intel ou até mesmo o Nouveau (Versão comunitária do driver da NVIDIA), o Wayland funciona sem maiores problemas.

E esse tal de XWayland?

O XWayland é um servidor X que roda em um protocolo Wayland. Ele serve como uma camada de compatibilidade para que os usuários possam utilizar aplicações feitas até então para o Xorg.

Xorg “versus” Wayland, eis a questão…

Essa é uma dúvida que afeta vários usuários de Linux. Por um lado, o Wayland é uma tecnologia mais atual e irá entregar um maior desempenho em sua máquina, contanto que ela utilize drivers de código aberto.

Já o Xorg funciona com a maioria das aplicações Linux e ainda é o “padrão” de muitas distribuições e interfaces gráficas. 

Para saber qual a melhor alternativa para você minha recomendação é “faça um teste”, caso você utilize AMD ou Intel, o Wayland pode ser uma opção bastante viável, mas caso você utilize os drivers proprietários da NVIDIA, o Xorg ainda é a melhor opção.

Considerações finais

Espero ter te ajudado a entender um pouco mais sobre o que são essas tecnologias para gerenciamento de janelas. Caso você queira saber mais sobre esse assunto, temos esse mesmo artigo em formato de vídeo:

Wayland ou Xorg, qual o seu preferido? Por que? Deixe pra gente nos comentários e até a próxima notícia, dica ou tutorial!


Newsletter Diolinux
Talvez Você Também Goste
Prós e contras dos apps de pagamento
Continue lendo

Prós e contras dos apps de pagamento

Tornando-se cada vez mais comum entre compradores virtuais, os aplicativos para pagamentos são apresentados aos consumidores como uma opção segura ao uso dos tradicionais cartões ou boletos. Há inúmeros serviços online que aceitam pagamentos digitais como forma de pagamento, incluindo jogos e apostas, por exemplo.
Os 5 melhores antivírus para Linux
Continue lendo

Os 5 melhores antivírus para Linux

Hoje você vai conhecer algumas boas opções do mercado de segurança para proteger o seu sistema operacional Linux ou para usar como ferramenta para remoção de vírus de sistemas alheios.