Editorialreviews

Review: Gamakay MK61, um pequeno teclado que pode te surpreender

Já faz pouco mais de um ano que eu escrevo para o blog Diolinux, e durante esse tempo meus equipamentos de produção mudaram bastante, meu setup passou de um simples notebook Positivo para uma máquina “poderosa”.

Investir em periféricos confortáveis podem fazer a diferença em sua produtividade, e sem dúvida nenhuma, o periférico mais importante para mim, é o teclado, visto que eu passo grande parte do meu dia digitando.

No artigo de hoje, vamos falar sobre o Gamakay MK61, um teclado mecânico bastante compacto e poderoso.

Minha experiência com teclados

Durante vários anos, eu utilizei diversos modelos de teclados de membrana possíveis, desde teclados de notebook, passando pelos genéricos, modelos sem fio de perfil baixo e até mesmo os semimecânicos (teclados membrana com teclas altas).

Um pouco antes de entrar para o blog como redator, eu investi alguns reais em um kit Wired 800 da Microsoft, um combo de teclado e mouse sem fio bastante confortável e com uma longa duração de bateria.

Após várias experiências com teclados membrana, tanto positivas quanto negativas, decidi dar uma chance para um teclado mecânico e ver se eu sentiria alguma diferença.

Uma extensa pesquisa

Existe uma ampla gama de teclados mecânicos disponíveis no mercado, e vários fatores que podem impactar sua experiência, desde o tipo e a cor do switch, até o layout que pode ser 100%, 75% ou 60%.

Sabendo disso, comecei a fazer várias pesquisas sobre qual switch era melhor para escrever, e assisti a várias reviews para achar o teclado perfeito e após alguns dias o teclado escolhido foi o Gamakay MK61.

image 59

Dentre os principais motivos que me fizeram escolher esse modelo, estão o seu tamanho compacto e a possibilidade de troca de switches que iremos abordar um pouco mais a frente.

Recebendo o Gamakay MK61

Pouco tempo após decidir que eu iria comprar o Gamakay MK61, apareceu a oportunidade de fazer review do teclado e em poucos dias ele chegou em minha casa.

Ao abrirmos a caixa do produto, nos deparamos com um pequeno manual de instruções, o teclado, um cabo USB do tipo C para o tipo A, um removedor de keycaps, um extrator de switches e switches extras em outras cores.

Aliás, falando em switches, a versão do teclado que eu recebi utiliza os switches óticos blue da marca Gateron, sendo altamente indicados para pessoas que escrevem bastante, por não serem tão pesados.

Seus keycaps utilizam a tecnologia double shot injection para garantir que as letras não desapareçam após algum tempo de uso e eles possuem a base translúcida, deixando o RGB bem mais aparente.

Cheio de recursos

O Gamakay MK61 traz vários recursos que podem deixar seu ambiente de trabalho ou lazer ainda mais bonito e produtivo.

Vamos começar falando da variedade de atalhos que o teclado possui, já que mesmo com seu tamanho reduzido, ele traz as teclas de função, teclas multimídia e configurações de iluminação.

Se você utiliza Windows, o Gamakay MK61 conta com um software para customizar o teclado, adicionando suporte a macros, controle de cor do RGB, remapeamento de teclas e muito mais.

image 58

Vale a compra?

Se você gosta de dispositivos compactos e pretende investir em um teclado mecânico que não seja tão caro, o Gamakay MK61 é uma ótima opção. O único “problema” que você pode encontrar nele é seu layout em inglês internacional.

Vale dizer também que pode levar alguns dias para se acostumar com a disposição das teclas, principalmente para usuários de teclados full-size.

Sem nenhuma dúvida o Gamakay MK61 é um dispositivo que eu indicaria por conta de sua qualidade e custo-benefício em comparação com outros teclados mecânicos.

Diolinux Ofertas - Aproveite os melhores descontos em diversos produtos!
415 postagens

Sobre o autor
Olá pessoas, me chamo Carlos Augusto e desde meus 6 anos sou apaixonado por tecnologia, principalmente por computação. Além de tentar ser um projeto de redator, no tempo livre gosto de fazer algumas manutenções e gambiarras!
Artigos
    Postagens relacionadas
    VídeoEditorial

    Por que a Geração Z tem dificuldades com computadores?

    VídeoEditorial

    Usar Linux é difícil?

    VídeoEditorial

    O que falta para o Wayland dominar o mundo Linux?