PhotoGIMP 2020: O GIMP para quem vem do Photoshop

PhotoGIMP 2020

O GIMP é uma ótima solução para edição de imagens, seja porque você prefere optar por uma alternativa de código aberto ou apenas se livrar de uma assinatura salgada.

O Photoshop é o principal software de edição de imagens da indústria. As pessoas já estão acostumadas com a maneira de utilização e os principais atalhos do software da Adobe. Esses fatores pesam na hora de migrar para algum outro software, o que pode acabar prejudicando a produtividade.

O PhotoGIMP é um patch para o editor de imagens que visa facilitar a migração destes usuários.

As melhorias do PhotoGIMP

O PhotoGIMP conta com diversas vantagens sob o GIMP tradicional. A principal delas é a organização das ferramentas no canvas que se assemelha ao workflow do Photoshop, passando uma sensação de familiaridade.

O patch, também altera os atalhos de teclado padrões para os utilizados pela Adobe, diminuindo ainda mais a dificuldade de migração.

Utilizamos o PhotoGIMP para criar todas as thumbnails do blog e Youtube
Utilizamos o PhotoGIMP para criar todas as thumbnails do blog e Youtube

O PhotoGIMP também traz milhares de novas fontes, todas gratuitas para utilização. Mas, na hora de utilizá-las para fins comerciais, não se esqueça de checar a licença individual de cada uma delas.

Também foram adicionados diversos novos filtros, como o “Heal Selection”, que remove partes indesejadas da sua imagem, como pessoas ao fundo, postes e outros objetos.

O PhotoGIMP também altera o ícone do aplicativo e a splash screen para uma melhor identificação. O idioma padrão foi ajustado para inglês, porém, é possível modificar para qualquer outro idioma caso prefira.

Como instalar

Esta versão do PhotoGIMP é focada na versão Flatpak do GIMP, versão esta, que recebe as novidades do GIMP em uma velocidade mais rápida que a versão do repositório tradicional, além de ser possível instalá-la em praticamente qualquer distribuição.

Primeiro, realize o download do GIMP e abra o aplicativo ao menos uma vez, para que todos os arquivos de configuração sejam criados.

Feito isso, basta realizar o download do patch, exibir as pastas ocultas através do atalho CTRL+H e colocar as pastas extraídas na “home” do sistema. O sistema informará que alguns arquivos precisam ser mesclados: aceite todos e aguarde a transferência dos arquivos. Pronto! O seu PhotoGIMP já está pronto para utilização.

Para instalar o patch em versões do GIMP instaladas de outras formas, como snap, repositório ou até mesmo a versão do Windows, basta copiar todo o conteúdo dentro de /.var/app/org.gimp.GIMP/config/GIMP/2.10 e colocar na pasta indicada abaixo, de acordo com a versão instalada:

Snap

/home/$USER/snap/gimp/47/.config/GIMP/2.10/

Repositório (APT, DNF)

/home/$USER/.config/GIMP/2.10/

Windows

C:/Users/SEU_USUARIO/AppData/Roaming/GIMP/2.10

Caso queira voltar para o GIMP padrão, basta deletar a pasta de configuração. E, na próxima vez que o aplicativo for aberto, será realizado o download dos arquivos padrão novamente.

GIMP versus Photoshop

Uma das vantagens que o GIMP possui é a possibilidade de modificação. Por se tratar de um software de código aberto, é possível criar patchs que modificam completamente a sua funcionalidade, além de criar e adicionar plugins para expandir ferramentas.

O Photoshop está disponível em planos a partir de R$43,00 por mês, enquanto o GIMP é disponibilizado de maneira gratuita, e sem nenhuma limitação para uso comercial.

Para os interessados em aprender mais sobre o GIMP, temos um curso disponível no Diolinux Play, e não é preciso nenhum conhecimento prévio sobre edição de imagens.

Até a próxima!


Newsletter Diolinux
Talvez Você Também Goste
Como iniciar o Telegram minimizado
Continue lendo

Como iniciar o Telegram minimizado

O Telegram é uma aplicação com “mil e uma utilidades”, você pode usá-lo como simples mensageiro, nuvem pessoal, fonte de notícias e muito mais através de seus inúmeros bots. Veja o post que o Ricardo fez sobre as novidades da nova versão.