Elementary OS 6 Odin: Mudanças de plataforma

Elementary OS 6 Odin: Mudanças de plataforma

O Elementary OS é um dos sistemas operacionais mais bonitos e coesos que temos atualmente. A equipe de desenvolvimento tem bastante foco no design do sistema, trazendo uma experiência que agrada muitos usuários.

Recentemente, o fundador e CEO do Elementary OS Daniel Foré, adicionou uma postagem no blog do sistema operacional falando sobre algumas mudanças de plataforma que a versão 6 do sistema irá receber.

Estas mudanças irão deixar o Elementary OS com uma experiência mais estável e confiável para os usuários, além de trazer melhorias na compatibilidade com aplicativos de terceiros e aumentar a portabilidade do Pantheon Desktop para outras distribuições.

Vamos falar um pouco sobre mais algumas mudanças no Elementary OS 6.

Por quê a equipe focou no Elementary OS 6?

Uma pergunta que vários usuários já se fizeram alguma vez é: “Porque não atualizar a versão 5 ao invés de focar na 6”. A resposta para essa pergunta é bastante simples, existem várias mudanças nas tecnologias utilizadas por estes sistemas.

Uma das primeiras mudanças que podemos citar é a base do sistema (18.04 LTS para 20.04 LTS), além  da versão dos toolkits de desenvolvimento como GTK, que precisam de bibliotecas mais recentes, tornando um pouco mais complexo apenas atualizar o sistema.

Embora a equipe tenha lançado algumas atualizações que incluíram aprimoramentos para o Elementary OS 5, a versão 6 trará uma base de sistema bastante diferente, para que seja possível adicionar novos recursos para os usuários do sistema. 

Melhorias nas configurações do Elementary OS

O Elementary OS receberá várias mudanças nas configurações do sistema, adicionando novas funções e implementando soluções já existentes de forma nativa no sistema. Confira algumas das melhorias que as futuras versões do sistema irão trazer.

Nova daemon de configurações

O Elementary OS já utiliza o daemon de configurações do GNOME para fornecer uma interface de configurações mais simples para algumas funções do sistema, porém, a versão 6 incluirá um daemon próprio que fornecerá aos usuários recursos adicionais.

Este daemon tem como uma de suas principais funções, manter as configurações sincronizadas com o login, a tela de bloqueio e eventualmente oferecer suporte para manter outras configurações sincronizadas.

Outra função bastante interessante do novo daemon de configurações do Elementary, é a capacidade de lidar com um cronograma automático para o modo escuro do sistema, como acontece no Zorin OS e no Deepin.

Proteção de tela

Caso você já tenha utilizado a versão 5 do Elementary OS, deve ter percebido que havia alguns problemas com o bloqueio automático de tela. Enquanto assistia um vídeo em tela cheia ou realizava uma tarefa de longa duração a tela era bloqueada “do nada”.

A versão 6 do sistema trará uma solução de bloqueio de tela própria, para substituir o Light Locker. Essa implementação trará uma maior compatibilidade com aplicativos de terceiros, já que utiliza alguns recursos fornecidos pelo GNOME Settings Daemon.

Além de uma animação bastante agradável antes de bloquear o sistema, a nova proteção de tela permitirá que o usuário continue a ouvir suas músicas, mesmo com a tela bloqueada, uma função que está indisponível na versão 5.

Estas pequenas mudanças no sistema trarão benefícios não apenas para os usuários do Elementary OS, mas também fornecerá uma melhor portabilidade da interface para outros projetos, como Fedora e NixOS.

Melhorias de acessibilidade

O Elementary OS 5 trouxe novos recursos de acessibilidade, como Reveal Pointer e Dwell Click para seus usuários por meio de plugins no GNOME Settings Daemon. Já, a versão 6 do sistema irá trazer estes recursos de forma nativa em seu próprio gerenciador de janelas.

O objetivo disso, é entregar um maior controle criativo para a equipe sobre os recursos de acessibilidade que serão implementados. E, outro um motivo para essa mudança, é a preparação para uma eventual mudança do Xorg para o Wayland.

Elementary OS com Wayland? Me explica isso…

Acredito que antes de prosseguir com outras mudanças que o sistema pretende entregar, seja interessante falar sobre os planos de adotar o Wayland por padrão no Pantheon Desktop.

A mudança de Xorg para Wayland provavelmente será uma das maiores e mais trabalhosas transições que o sistema trará, uma vez que, o sistema ainda não está pronto para isso, ao menos por enquanto.

Enquanto a equipe trabalha nesta mudança, ela é capaz de trazer melhorias na arquitetura do sistema e preparar recursos para segurança e privacidade, mas ainda existe muito trabalho para que o Elementary OS possa receber o Wayland por padrão.

Melhorias na usabilidade do Elementary OS

O Elementary OS trará algumas mudanças significativas para os usuários tanto em design, quanto em funções já existentes. Isto afetará positivamente a usabilidade do sistema.

Confira algumas das melhorias que chegarão nas versões futuras do Elementary OS.

System Stylesheet baseada em CSS 

O Elementary OS 5 possui uma System Stylesheet (folha de estilo em tradução livre), que está em desenvolvimento há 7 anos. Durante esse tempo ela passou por várias mudanças significativas, por conta de versões de GTK e isso resultou em um pouco de “sujeira” em seu código, gerando alguns pequenos bugs de UI.

A versão 6 receberá uma System Stylesheet totalmente nova, escrita utilizando a linguagem Saas. Essa nova folha de estilos pode ser compilada em CSS e possui boa compatibilidade com GTK.

Essa mudança, traz alguns recursos à mais de personalização de design para o usuário, como por exemplo, agora as cores de destaque (accent color) do sistema podem ser alteradas. Além de tornar o modo escuro do sistema mais agradável para os usuários.

A equipe do Elementary OS também melhorou a compatibilidade com aplicações que utilizam a System Stylesheet “Adwaita” do projeto GNOME, trazendo uma aparência muito mais uniforme para o sistema.

Melhorias nas notificações do sistema

Na versão 5 do Elementary OS, o componente de “bolhas” de notificação foi integrado ao gerenciador de janelas, e deu a equipe um maior controle sobre como as notificações iriam interagir com o sistema. Porém, a equipe encontrou algumas desvantagens ao utilizar este método para apresentar as notificações aos usuários e optou por utilizar GTK, o mesmo kit de ferramentas que é utilizado para as aplicações do sistema.

Essa mudança irá manter a mesma aparência das notificações, porém, garante um melhor suporte ao dark mode, imagens em notificações e até mesmo emojis coloridos. A equipe planeja adicionar em breve alguns botões em notificações para que você não precise abrir aplicações para realizar alguma ação.

Caso você tenha um notebook, já deve ter utilizado ao menos uma vez a navegação por gestos no sistema, seja Windows, Linux ou MacOS. O Elementary OS 6 trará uma versão mais recente da biblioteca libhandy que trará os gestos do touchpad para várias aplicações do sistema.

A equipe está trabalhando em suportar gestos para gerenciar as notificações do sistema, além de aproveitar o fato que e as versões mais recentes do motor WebKit e o próprio navegador Epiphany, agora suportam a navegação por gestos, de forma muito semelhante ao navegador Safari no Mac OS.

Nova interface para captura de tela 

Outra mudança necessária para a adoção do Wayland no Elementary OS, é a implementação da interface de captura de tela no gerenciador de janelas. Isso simplifica bastante a funcionalidade e iguala os recursos da aplicação com a interface de captura (gerenciador de janelas).

Em um lançamento futuro do Elementary OS que trará Wayland, esta funcionalidade irá fornecer ao usuário a capacidade de exigir que as aplicações peçam permissão antes de realizar a captura de tela, melhorando o controle de privacidade do sistema.

Suporte a flatpak no Elementary OS

Desde o Elementary OS 5.1 temos suporte a flatpak integrado na própria AppCenter, porém, a equipe planeja trazer aplicações no formato flatpak instaladas diretamente no sistema e decidiram começar com o navegador Epiphany.

A equipe citou duas razões para trazer o Epiphany como um flatpak no sistema, sendo elas:

  • Por ser o navegador principal do sistema, confinar a navegação em sandbox é um motivo de segurança para o usuário.
  • Receber atualizações de forma simples, sem depender do upstream do Ubuntu, já que o WebKit recebe atualizações frequentes e nem sempre as mesmas chegam ao usuário rapidamente.

Essa mudança pode ser o pontapé inicial, abrindo precedentes para várias distribuições que pretendem utilizar aplicações Flatpak juntamente com aplicações de seu repositório, tornando o sistema principal cada vez mais seguro.

Considerações finais

O lançamento do Elementary OS 6 pode estar mais próximo do que imaginamos e já temos idéia de várias mudanças que o sistema trará. Caso você ainda não tenha lido, eu escrevi um artigo falando sobre as novidades da próxima versão do Elementary, que complementa este aqui. Vale a pena conferir!

Caso você esteja animado para testar o sistema e queira utilizar a versão beta antes de todo mundo, o Elementary OS possui um projeto de patrocinadores no GitHub. Onde todos os contribuintes à partir de US$10, ganham acesso as builds diárias do sistema, além de auxiliar o desenvolvimento do projeto.

Você utiliza o Elementary OS? O que acha das mudanças que o sistema trará na próxima versão? Deixe nos comentários e até o próximo artigo!

Talvez Você Também Goste