Como instalar o WordPress localmente no Linux utilizando o Bitnami

Instalando o Wordpress de maneira simplificada

O WordPress é o CMS (Content Management System, ou em português Sistema de Gerenciamento de Conteúdo) mais utilizado no mundo, presente em mais de 27 milhões de websites pelo mundo, o que representa cerca de 35% de toda a internet.  

Um dos maiores projetos open source existentes, pode ser utilizado desde um simples blog até e-commerces e grandes portais como BBC, The Next Web e Mozilla.  

Neste post, ensinarei como instalar o WordPress localmente para testes de uma maneira facilitada, utilizando um serviço chamado Bitnami.  

O Bitnami conta com instaladores pros principais sistemas operacionais como Linux, MacOS e Windows e também possui uma opção de máquina virtual, onde é possível fazer o download de um sistema Linux pré-configurado para rodar através do Virtual Box ou VMWare. Neste post, iremos utilizar a instalação para Linux.  

Primeiramente, entre no site do Bitnami, e na direita clique no botão “Win / Mac / Linux” dentro da opção “On my computer”.  

Logo abaixo será exibida opções para realizar o download para os três sistemas operacionais. Clique em “Download for Linux 64-bit” e o download de um arquivo .run será iniciado.  

Para poder executar o arquivo .run, primeiro temos que clicar com o botão direito no arquivo, selecionar Propriedades e permitir a execução do arquivo como um programa. Feito isso, será possível abrir o instalador.  

Caso o instalador acuse que a lib “libtinfo.so.5” não está instalada, será necessário abrir o terminal e instalar manualmente.  

No Ubuntu e derivados, digite:  

sudo apt install libncurses5

Para mais detalhes sobre esta lib, o Bitnami possui uma página de troubleshooting especificamente para esta questão.  

Feito isso, basta reabrir o instalador e seguir o procedimento normalmente. Primeiramente, o instalador exibirá as opções para instalação, que são: Varnish, WordPress e PhpMyAdmin.  

O Varnish é um acelerador de aplicações web e o PhpMyAdmin é uma interface gráfica em PHP para gerenciar bancos de dados em MySQL. Mantenha as 3 opções marcadas e clique em avançar.  

Na próxima etapa, você deve informar a pasta onde deseja que o WordPress seja instalado, e clique em avançar.   

Na opção seguinte, o instalador pede para informar um nome, e-mail, login e senha que será utilizado na criação do site WordPress. Clicando em próximo, será perguntado o nome do site.  

Logo após, uma opção de configurar o suporte para e-mail será exibida. No caso de uma instalação local não é obrigatório, mas caso queira realizar testes envolvendo envio de e-mails, esta opção pode ser marcada.  

Na opção seguinte, o instalador pergunta se você quer saber mais sobre o serviço de cloud hosting da Bitnami. É possível desmarcar e prosseguir com a instalação.  

Feito isso, a instalação será concluída e abrirá em seguida o painel do Bitnami, onde é possível ir para a aplicação WordPress, abrir o painel do PhpMyAdmin e abrir a pasta onde os arquivos do WordPress estão armazenados. O painel também conta com uma aba de gerenciamento de servidor, onde é possível parar ou reiniciar serviços específicos, como o MySQL e Apache.  

Pronto! Seu servidor local já está instalado e pronto para começar os testes.   Ficou com alguma dúvida? Deixe nos comentários!  

Se você tiver alguma dúvida sobre tecnologia, ou quiser compartilhar conhecimento com a comunidade, o Diolinux Plus é o espaço ideal para isso. Vem fazer parte da nossa comunidade!  

Até a próxima!


Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Newsletter Diolinux
Talvez Você Também Goste
Como sincronizar extensões do Gnome Shell entre vários computadores
Continue lendo

Como sincronizar extensões do Gnome Shell entre vários computadores

Se você está utilizando o Gnome Shell, é quase certo que também faça usa de extensões para personalizar e melhorar a sua experiência de uso, dependendo de quanto você personalize o seu sistema, é bem provável também que a quantidade de extensões seja grande, então hoje você vai aprender a sincronizá-las, para não ter que ficar instalando uma por uma em uma nova instalação ou em outro computador.