Sistemas operacionais

37 principais comandos do Linux: do básico ao avançado

Comandos de terminal podem parecer assustadores à primeira vista, principalmente para usuários que não possuem conhecimento técnico. Porém, após se familiarizar com o conceito, você poderá desfrutar de uma maior produtividade no seu cotidiano, conseguindo realizar as suas atividades com mais rapidez e eficiência.

Familiarizar-se com comandos de terminal é essencial para quem tem como intuito aprofundar-se no sistema do pinguim e, principalmente, para quem quer trabalhar com servidores.

Iremos apresentar alguns comandos do linux do básico ao avançado para ajudar você a se familiarizar com o conceito.

Comandos do Linux para encontrar ajuda e documentação

Começaremos com alguns comandos que auxiliarão o usuário quando houver necessidade de procurar por ajuda ou ler documentações:

man

O “man” se trata de um manual bastante completo, ele é capaz de pesquisar informação de todos os comandos que disponham de um manual instalado no sistema. Sempre que o usuário quiser saber mais sobre um determinado comando, basta utilizar o comando man seguido do nome do comando do qual se quer saber mais (man ls), ele é o comando de ajuda mais utilizado no sistema do pinguim.

A maioria dos comandos possuem parâmetros e opções, você pode utilizar o comando “man” para conhecê-los.

2022 03 16 15 50

info

O “info” possui o mesmo intuito do comando “man”, trata-se da tentativa de uma nova proposta de manual on-line com novos recursos.

2022 03 16 15 56

find

O comando “find” é utilizado para localizar arquivos. No exemplo abaixo, o “find” está sendo utilizado para procurar por todos os arquivos .html dentro do diretório atual:

2022 03 16 16 05

whatis

O comando “whatis” descreve o que outros comandos do Linux fazem, no exemplo abaixo, ele diz o que faz o comando “ls”:

2022 03 16 16 09

whereis

O “whereis” é utilizado para localizar a página de ajuda, código-fonte ou arquivos binários de um determinado programa.

2022 03 16 16 13

Comandos básicos de navegação e controle de arquivos no Linux

A seguir, alguns dos comandos básicos mais utilizados no sistema do pinguim, que poderão auxiliar o usuário numa manutenção de rotina ou no monitoramento do sistema operacional:

ls – list directory

O comando “ls” é utilizado para mostrar arquivos e diretórios existentes no seu disco, bem como suas propriedades.

2022 03 16 15 21

top

O comando “top” lista os processos e mostra o quanto eles estão consumindo de CPU e memória RAM. Trata-se de um comando excelente para realizar monitoramento do sistema.

2022 03 16 15 19

df – disk free

O “df” é um dos comandos do Linux que mostra a quantidade de espaço usada no seu disco.

2022 03 16 15 24

cd – change directory

O comando “cd” é utilizado para navegar entre diretórios.

mkdir

O “mkdir” se trata de um comando de terminal utilizado para criar um diretório/pasta.

rm – remove

O comando “rm” é utilizado para remover um arquivo ou um diretório. Para remover um diretório, o comando deve ser acompanhado do -r para ele realizar uma remoção recursiva (rm -r nomedodiretório).

Comandos como o “rm” podem ser perigosos, podendo fazer com que usuários inexperientes removam diretórios críticos da raíz do sistema, deixando-o inoperante. Por isso, sempre utilize o comando “rm” com cautela.

cat

O comando cat é utilizado para abrir arquivos.

2022 03 16 15 38

Comandos de informação de estado

A seguir, alguns comandos do Linux que auxiliarão os usuários com informações sobre o sistema operacional como o espaço livre em disco ou tempo de execução de um programa.

date

O comando “date” exibe a data e a hora, utilizando parâmetros é possível exibir formatos diferentes.

2022 03 16 16 26

du – disk usage

O comando “du” exibe um resumo do uso do espaço em disco.

env

O comando “env” mostra todas as variáveis de ambiente que estão sendo utilizadas no sistema.

2022 03 16 16 32

uptime

O comando uptime informa há quanto tempo o sistema está funcional, quando foi ligado e o seu uptime.

2022 03 16 16 35

who

O comando “who” é utilizado para exibir quem está logado no sistema.

2022 03 16 16 41

w – whoami

Isso mesmo, simplesmente, a letra “w”. O comando é utilizado para nos mostrar quem está no sistema, ou que comando cada job está a executar.

2022 03 16 16 45

ps – process status

O comando “ps” é utilizado para mostrar os processos que estão ativos no momento.

2022 03 16 16 56

history

O “history” é um comando que lista os últimos comandos usados, muito útil para lembrar quais comandos foram usados para fazer determinada ação no passado ou o que foi feito em dada altura.

2022 03 16 17 05

pwd

O comando “pwd” exibe o caminho por inteiro do diretório em que nos encontramos em dado momento.

2022 03 16 17 18

Comandos de controle de processos

A seguir, comandos que auxiliarão o usuário no gerenciamento de processos do sistema:

jobs

O comando “jobs” exibe todos os jobs que estão em execução, quando corremos uma aplicação em background, poderemos ver esse job com este comando.

kill

O comando “kill” é utilizado para encerrar um programa que não esteja respondendo bem. Ele vai mandar um certo sinal ao aplicativo com mau funcionamento e instruir que ele seja encerrado logo na sequência.

bg – background

O comando “bg” coloca um processo suspenso em background.

fg – foreground

O comando “fg” faz o contrário do comando “bg”, trazendo de volta um processo ao foreground.

Comandos de rede

A seguir, alguns comandos que auxiliarão o usuário quando houver necessidade de lidar com a rede via linha de comando:

ping

O comando “ping”, é utilizado para “pingar” um determinado host, ou seja, enviar pacotes ICMP para um determinado host e medir tempos de resposta, entre outras coisas.

ifconfig

O comando “ifconfig” possui a função de visualizar os ips da nossa máquina, entre outras funções relacionadas com ips.

ssh

O comando “ssh”, nos permite logar em um servidor remoto através do protocolo ssh.

wget

O “wget” efetua o download completo de páginas web, com todos os arquivos, de forma fácil e não interativa, sem exigir, por isso, presença do utilizador.

Comandos de exibição e impressão de arquivos

head

O comando “head” mostra as primeiras linhas de um arquivo.

2022 03 16 18 03

tail

O comando “tail” funciona de forma inversa ao comando head, exibe as últimas linhas de um arquivo ou mesmo do output de outro comando, quando usado como filtro.

2022 03 16 18 05

more

O comando “more”, mostra o conteúdo de um arquivo, mas apenas uma tela de cada vez, ou mesmo output de outros comandos, como, por exemplo, ls | more.

2022 03 16 18 09

less

O comando “less” funciona de maneira semelhante ao comando “more”, a diferença é que o “less” é utilizado para leitura de arquivos que ocupam mais de uma tela.

lpr

O comando “lpr” é utilizado para imprimir arquivos.

Comando de controle de acesso

passwd

O comando “passwd” serve para mudar a senha do usuário com o qual você estiver logado no momento.

exit

O comando “exit” termina a sessão, ou seja, a shell.

logout

O comando logout é utilizado para deslogar o usuário da sessão.

É claro que se trata apenas de alguns dos principais comandos do vasto universo de comandos de terminal existentes, para que você comece a perder o medo do terminal e se familiarize com o conceito. 

Existem alguns guias que ajudarão você a se aprofundar ainda mais no assunto, conhecer de uma maneira ainda mais completa os comandos de terminal. Existem até formas divertidas de aprender sobre comandos de terminal, como a skill Dicas Linux para dispositivos Alexa.

Um abraço, meus amigos.
Até a próxima.

Diolinux Ofertas - Aproveite os melhores descontos em diversos produtos!
98 postagens

Sobre o autor
Opa! Fala, meus consagrados. Me chamo Durval Henrique, mais conhecido por aí como Lavrudinho. Apaixonado pelo conceito de tiling window manager, entusiasta da tecnologia em geral e um projeto de desenvolvedor web.
Artigos
Postagens relacionadas
VídeoSistemas operacionais

Conheça 7 recursos do novo COSMIC

Sistemas operacionaisVídeo

Parrot OS, um sistema Linux versátil para hackers

VídeoSistemas operacionais

Conheça as três distros Linux mais importantes (na nossa opinião)