Depois do ocorrido causado no mundo pelas informações que Edward Snowden liberou, desta vês a NSA colabora com a comunidade com mais uma ferramenta open source.

NSA faz novo programa de segurança para Linux

Essa já não é a primeira ferramenta construída para o Linux pela Agência de Segurança Nacional. A ferramenta mais famosa já construída pela agencia foi o SELinux (Secure Enhanced Linux), uma ferramenta de segurança muito poderosa e vale a pena um bom estudo sobre o assunto.

Depois que Edward Snowden fez a sua denuncia, muita gente começou a especular sobre a agência. Teve gente que chegou a dizer que a NSA ameaçou a família de Linus para que o SELinux estivesse no kernel (ser humano é assim mesmo, gosta de especular as coisas). Mas há um artigo aqui no Diolinux muito interessante sobre o caso e que vale ser lido novamente: Linux Torvalds pode ter sido assediado pela NSA.

Desta vêz a NSA criou o SIMP (Systems Integrity Management Platform), uma ferramenta focada em segurança cibernética que visa ajudar os departamentos governamentais e organizações privadas a melhorar suas medidas de segurança.

A NSA afirmou que liberou a ferramenta para evitar duplicação depois que os departamentos do governo americano  e outros grupos tentaram replicar o produto para encontrar configurações de exigências de conformidade pela US Defence e corporações de inteligencia. “Ao liberar o SIMP, a agência visa reduzir duplicação de esforço e promover melhor colaboração com a comunidade: A roda não teria que ser reinventada para todas as organizações,” afirma a NSA em um lançamento.

A ferramenta está disponível para download no GitHub sob a licença Apache 2.0 e estará disponível para o Red Hat Enterprise Linux e o CentOS.


Newsletter Diolinux
Talvez Você Também Goste
Linux Lite OS 5.6 final recebe kernel 5.16
Continue lendo

Linux Lite OS 5.6 final recebe kernel 5.16

O Linux Lite OS 5.6 recebeu uma atualização e conta com diversas melhorias no sistema, que vão desde um visual mais refinado, até uma nova versão do kernel.