Linux

Linux 6.0: quais as principais novidades do kernel?

O kernel Linux 6.0 foi lançado no começo deste mês, dentro do cronograma previsto por Linus Torvalds, o seu principal desenvolvedor.

Considerado um dos maiores lançamentos em termos de alterações no código (mais de 15 mil), o lançamento também comemora os 31 anos do kernel.

Melhor suporte a hardware e outras novidades do kernel Linux 6.0

Dentre as novidades do kernel Linux 6.0 estão novos drivers de rede e um maior suporte a todas as arquiteturas (x86, loongarch, arm64, parisc, s390 and RISC-V) e sistemas de arquivos (especialmente no BTRFS e no CIFS), além disso, temos:

  • Novo driver i915 DRM que dá suporte experimental às GPU Intel Arc Graphics, por exemplo, A750 e A770;
  • Novo driver GPU AMD RDNA3 para as placas gráficas da série Radeon RX 7000;
  • Suporte ao Qualcomm Snapdragon 8xc Gen3 do notebook Lenovo ThinkPad X13s com a arquitetura ARM;
  • Suporte ao driver de áudio da plataforma AMD Ryzen 7000 Raphael;
  • Suporte ao driver de bloco de espaço do usuário IO_uring;
  • Suporte ao uso de espelhamento de memória (EFI Mirrored Memory) na arquitetura ARM64;
  • Suporte aos processadores chineses LoongArch;
  • Diversas melhorias nos drivers de áudio e vídeo das arquiteturas AMD e Intel;
  • Suporte para os processadores Xeon Sapphire Rapids de 4.ª geração da Intel para servidores;
  • Suporte aos processadores Intel de 13.ª geração Raptor Lake;
  • Suporte para autenticação in-band dos discos NVMe;
  • Suporte ao Raspberry Pi 4 V3D;
  • Suporte ao driver de bloco de espaço de usuário IO_uring;
  • Suporte ao tablet XP-PEN Deco L;
  • Suporte a novos sensores das placas-mãe AMD em notebooks com placas Ryzen;
  • Suporte a PCI buses nas arquiteturas OpenRISC e LoongArch;
  • Novos parâmetros de virtualização KVM para os processadores AMD e Intel permitem monitorar as máquinas virtuais e informar ao sistema host caso ela congele;
  • Duas novas operações ioctl (EXT4_IOC_GETFSUUID e EXT4_IC_SETFSUUID) no sistema de arquivos EXT4, o padrão do Ubuntu, permitindo configurar e armazenar a UUID em um superbloco do sistema de arquivos.

Melhorias de desempenho

Adicionando suporte a hardwares mais modernos, pequenas melhorias que somadas trazem mais velocidade ao kernel Linux 6.0, com destaque para a aceleração dos sistemas BTRFS em até 3 vezes com o melhor desempenho de leitura e escrita (I/O) do protocolo Send Stream v2 ao enviar grandes quantidades de dados comprimidos.

Além disso, a nova versão traz:

  • Suporte inicial aos aceleradores Intel Habana Labs Gaudi 2;
  • Várias melhorias nos schedulers e no balanceamento NUMA para as placas AMD Zen e CPUs AMD (usando MWAIT em vez de HALT);
  • Vários drivers para melhorias no desempenho das placas Intel Raptor Lake (driver de resfriamento TCC);
  • Melhorias no driver RAPL para as placas Raptor Lake P;
  • Melhorias para as portas USB4 e Thunderbolt nas placas Intel Raptor Lake;
  • Suporte inicial ao código de áudio das placas Meteor Lake;
  • Melhorias no suporte ao ACPI PRM (acelerando a inicialização do sistema);
  • Melhorias de desempenho e confiabilidade para os servidores ARM;
  • Suporte estável à API de mídia H.265/HEVC traz estabilidade a dispositivos 4K/8K;
  • Reorganização dos módulos do kernel e remoção de código desnecessário;
  • Melhoria do buffer de escrita em sistemas de arquivo XFS;
  • Melhorias na implementação TLS no kernel Linux 6.0;
  • Atualizações do driver do sistema de arquivos NTFS3.

Os testes já apontam melhorias no desempenho global de vários processadores Intel Xeon Ice Lake, AMD Ryzen Threadripper e AMD EPYC.

Melhorias de segurança e correções de bugs

Verificações de tempo de execução (run-time) trazem mais segurança e estabilidade a sistemas críticos usados na aviação ou no sistema médico de suporte à vida, monitorando o estado do kernel onde uma falha de sistema é intolerável. Além disso, entre várias outras novidades, tivemos:

  • A correção da falha crítica Retbleed;
  • A correção das falhas nos touchpads e teclados ao voltar do estado de suspensão nos notebooks da TUXEDO e da Clevo;
  • Melhorias nos dados de configuração do bootloader para os kernels x86 e m68k;
  • Suporte para o módulo de segurança SafeSetID no controle de alterações dos grupos;
  • Suporte para o algoritmo de criptografia ARIA.

As distribuições rolling release já estão recebendo a nova versão e acumulam uma série de melhorias desde o lançamento das versões 5.18 e 5.19. E já estão no forno melhorias no sub-sistema HID (Human Interface Devices) e correções de falhas nos Apple Touchbar dos T2 Macs, mas tudo isso deve ficar para a versão 6.1 do kernel.

O kernel 6.1 promete ainda mais mudanças

Com a adição do suporte à linguagem RUST confirmada no ciclo do kernel 6.1, devemos ver muitos recursos interessantes sendo incorporados, como o novo suporte a IP da GPU AMD, melhorias no driver Intel DG2/Alchemist e grandes melhorias no Btrfs.

Outro ponto que torna o 6.1 ainda mais interessante é que ele será uma versão LTS, a versão 6.1-rc1 já foi lançada e em breve poderemos acompanhar as análises de desempenho.

Gostou das melhorias de desempenho no kernel Linux 6.0? Qual das novidades é a mais importante para você? Assine a nossa newsletter e não perca nenhuma novidade do seu sistema operacional preferido!

Diolinux Ofertas - Aproveite os melhores descontos em diversos produtos!
64 postagens

Sobre o autor
Para mim, as melhores coisas da vida são gratuitas e não tem preço. Sou apaixonado por compartilhar conhecimento e experiências sobre tecnologia e software livre.
Artigos
    Postagens relacionadas
    VídeoLinux

    Qual o melhor Linux?

    VídeoLinux

    Por que tanta gente considera o Linux seguro?

    VídeoLinux

    Por que quem joga pelo PC não troca logo o Windows pelo Linux?