Embora seja a mais conhecida, a edição Workstation não é a única disponibilizada pelo projeto Fedora, que possui diversas spins, como o KDE, Xfce, Astronomy, Silver Blue (ostree) e o SOAS.

Hoje vamos falar um pouco sobre o Fedora SOAS, uma distribuição com foco educacional que roda diretamente em seu pendrive.

O que é o Fedora SOAS

O Fedora SOAS (Sugar On A Stick) é um sistema operacional para uso em escolas, que deixa de lado a metáfora do desktop “tradicional”, trazendo uma interface pensada em ser amigável para crianças.

O sistema pode ser utilizado através de um pendrive em qualquer computador, sem afetar os dados do HD principal ou do próprio pendrive, ideal para ambientes compartilhados, como laboratórios de informática em escolas.

Durante o primeiro boot, onde configuramos o Fedora SOAS, temos acesso a uma tela para selecionarmos a série em que o aluno está, personalizando o sistema para aquela idade.

image 47

Uma função interessante, é que todo o progresso do aluno é salvo em um diário, para que tanto os pais, quanto os professores possam ter acesso a informações, que vão desde as sessões que os alunos tiveram em uma semana, até o artigo escrito a uma hora atrás.

Uma revolução escolar

Há alguns anos, era comum ver algumas instituições de ensino (geralmente particulares) darem a seus alunos um pendrive, onde eles pudessem guardar seus trabalhos bimestrais, TCCs, conteúdos em PDF para estudo, etc.

Imagine se algumas instituições de ensino dessem um pendrive com o Fedora SOAS instalado para que os alunos pudessem realizar suas atividades e ao fim do bimestre ou do ano, o diário do aluno fosse considerado para auxiliar na nota final, ou simplesmente, para ver sua evolução nos estudos.

Além disso, como cada aluno teria um sistema operacional “próprio” em seu pendrive, computadores escolares estariam mais seguros, dispensando a necessidade de HDs, evitando downloads desnecessários.

Uma interface nada intuitiva

O Fedora SOAS possui alguns pontos positivos, como sua segurança e o recurso de diário escolar, ao menos para mim o principal contra é sua interface.

Sim, eu sei que a SOAS pretende fugir do tradicional visual Windows ou Mac, porém, isso acaba sendo pouco intuitivo para diversos usuários, sejam eles crianças, alunos e até mesmo professores.

Ao apresentar algumas imagens do sistema para alguns amigos, professores, secretários e alunos, muitos não sabiam me dizer o que era cada elemento na interface. Isso nos levaria de volta ao velho mito do “Linux é ruim” por conta de apresentar uma interface diferente.

image 46

Existem poucos elementos na interface e poucas opções de customização, como alterar o papel de parede, idioma e layout do teclado, procurar por atualizações e realizar backups do diário.

image 45

Embora o visual padrão seja o circular, é possível alterá-lo através do menu superior, selecionando o ícone de lista. Assim obtemos uma interface mais “comum”, além de podermos selecionar quais apps irão aparecer no layout circular.

image 44

Minha opinião sobre o Fedora SOAS

Embora a interface do sistema seja algo que não me agrada, não posso dizer que o Fedora SOAS é um péssimo sistema, muito pelo contrário, ele tem o seu valor e pode um dia se tornar o projeto adotado para escolas.

O projeto poderia pensar em uma atualização visual para suas próximas versões, adicionando ícones maiores e mais chamativos, uma interface mais colorida e quem sabe até mesmo adicionar a função de foto de perfil.

Você conhecia o Fedora SOAS? Pretende testá-lo? Deixe sua opinião nos comentários e até o próximo artigo!


Newsletter Diolinux
Talvez Você Também Goste