Versão com Vulkan do X-Plane 11 é disponibilizada em fase Beta

xplane-vulkan

Há alguns meses escrevi um artigo falando sobre as novidades que estavam sendo planejadas e trabalhadas para chegarem ao simulador de voo X-Plane nas próximas versões. Uma das principais novidades que foram relatadas naquele artigo foi o porte do X-Plane para a API Vulkan, o que deve causar um impacto positivo bastante significativo na performance do software.

Simuladores de vôo exigem mais do seu hardware do que jogos “triplo A”

Muitas pessoas cometem o erro de comparar simuladores de voo a jogos, mas a verdade é que a forma com que ambos trabalham é muito diferente. Ao mesmo tempo que os simuladores de voo utilizam os recursos da máquina para renderizar os efeitos gráficos, texturas e objetos do cenário, estes também tem que simular um número massivo de sistemas que estão presentes nas aeronaves. 

Isso faz com que a taxa de quadros alcançada pelos simuladores de voo geralmente seja mais baixa do que aquela atingida pem jogos. Todas essas complexidades fazem com que 30 FPS seja um valor excelente para se obter em um simulador de voo.

Utilize o X-Plane com Vulkan

Até o presente momento, a versão padrão do X-Plane para Linux ainda utiliza  OpenGL, todavia, há poucos dias a versão 11.50 Beta do software com o tão aguardado suporte a Vulkan foi disponibilizada para o público.

x-plane-11-flight-deck-vision

Segundo o que foi divulgado pelos desenvolvedores, no Linux o software deve rodar em qualquer distro que possua drivers AMD ou Nvidia atualizados. No caso da Nvidia, é recomendado o uso dos drivers proprietários na versão 440.26 ou superior. Para GPUs AMD é necessário o Mesa na versão 19.12.3 ou superior.

Quanto ao MacOS, é necessário que esteja na versão 10.13 ou superior. No sistema da Microsoft, a única exigência é que seja o Windows 10.

Quanto a exigências mínimas de hardware, você precisará de qualquer GPU AMD da microarquitetura GCN 1.0 ou superior (Radeon HD 7000 ou mais nova). E do lado Nvidia qualquer GPU da série GeForce 600 ou superior já é o suficiente para rodar o software nas suas configurações mínimas.

Onde encontrar a versão Beta do X-Plane?

Caso você possua o X-Plane na Steam, o procedimento é o mesmo para todos os três sistemas operacionais suportados.

Clique com o botão direito do mouse sobre o nome do jogo na lista de jogos, depois em “Propriedades”, e na aba “Betas” selecione “public_beta”. Clique em “FECHAR”, aguarde a Steam baixar e instalar as atualizações necessárias e pronto!

x-plane-11-public-beta-on-steam

Caso você não tenha adquirido o X-Plane 11 através da Steam, simplesmente rode o instalador do software certificando-se de marcar a caixa “get betas”.

Considerações finais

Considerando que trata-se de uma versão Beta, espere encontrar bugs. Versões de testes como esta são recomendadas apenas para usuários que estão dispostos a colaborar com o desenvolvimento do software encontrando e reportando bugs. Caso você deseje simplesmente obter a melhor experiência possível, recomendo que aguarde o lançamento da versão final do X-Plane 11.50.

Como o entusiasta apaixonado por aviação que sou, eu não via a hora de poder testar a versão com Vulkan desse excelente simulador de voo. Caso você também goste deste tipo de software, mas não tem condições financeiras para comprar, recomendo o FlightGear. Um simulador de voo gratuito e Open Source, disponível para Linux, MacOS e Windows sobre o qual já falei neste artigo super completo.

Você gosta de Linux e tecnologia? Tem alguma dúvida ou problema que não consegue resolver? Venha fazer parte da nossa comunidade no fórum Diolinux Plus!

Isso é tudo pessoal! 😉


Newsletter Diolinux
Talvez Você Também Goste
1 Tera Byte - Dropbox exagera na oferta de seu novo plano!
Continue lendo

1 Tera Byte – Dropbox exagera na oferta de seu novo plano!

Quando essa onda de armazenamento em nuvem começou eu fui um dos primeiros entre os meus amigos a aderir, hoje em dia não consigo trabalhar sem uma ou duas ferramentas de sincronização, dentre elas o nosso querido Dropbox, eu sempre acreditei e conforme o tempo fosse passando e esse tipo de serviço fosse se popularizando o custo para se poder armazenar grandes quantidades de dados online também diminuiria, prova disso é o novo plano do Dropbox; e fica a pergunta, qual a quantidade de dados que você precisa armazenar?