Como instalar League of Legends no Linux usando o PlayOnLinux (Wine)

Como instalar League of Legends no Linux usando o PlayOnLinux (Wine)

Tutorial completo de instalação do LoL (League of Legends) no Linux usando o PlayOnLinux, uma popular interface para o Wine, confira:

Aprenda a instalar LoL no seu computador com Linux

League of Legends é um game muito popular, alguns listas o apontam como o jogo mais jogado do mundo atualmente, se isso é verdade ou não, não é o mais importante mas é fato que o game tem muitos adeptos que gostariam de poder jogá-lo no Linux. E foi pensando justamente nestas pessoas que nós criamos este tutorial para te ensinar  a instalar LoL no sistema do Pinguim, confira:

Descrição do vídeo:

Aprenda a instalar o popular League of Legends (LoL) no Linux utilizando o PlayOnLinux/Wine.

Aprenda a usar o PlayOnLinux: https://goo.gl/y7wT7U

Acesse a nossa loja: http://www.diostore.com.br

Conheça o nosso Patreon; https://www.patreon.com/Diolinux

Anuncie no Diolinux: http://goo.gl/BWsafD

– Acesse o site: http://www.diolinux.com.br

– Facebook: http://www.facebook.com/blogdiolinux

– Twitter: http://www.twitter.com/blogdiolinux

– Google Plus: https://plus.google.com/+DiolinuxBr/

– Android App: http://goo.gl/DTVt7I

– Assine o nosso Feed:http://goo.gl/w6418F

– Diolinux na Google Play Banca: http://goo.gl/qCJQqr

Contato:[email protected]

Happy Alley de Kevin MacLeod está licenciada sob uma licença Creative Commons Attribution (https://creativecommons.org/licenses/…)

Origem: http://incompetech.com/music/royalty-…

Artista: http://incompetech.com/


Newsletter Diolinux
Talvez Você Também Goste
Raspberry Pi 4 recebe suporte do Arch Linux através do RaspArch
Continue lendo

Raspberry Pi 4 recebe suporte do Arch Linux através do RaspArch

O Arch Linux agora pode ser rodado no novo Raspberry Pi 4, a versão renovada do projeto, que contéḿ um processador Quad-Core 1.5GHz 64-bit ARM Cortex-A72 CPU, com até 4GB RAM, e placas on-board dual-band 802.11 b/g/n/ac Wi-Fi e Bluetooth 5.0 (BLE), através do projeto RaspArch, além da versão tradicional para processadores ARM.