Consiga um emprego pela internet com ajuda das redes sociais

Consiga um emprego pela internet com ajuda das redes sociais

Sua vida online pode servir como vitrine para demonstrar como você é offline. Por isso, muitas empresas passaram a observar o comportamento de seus candidatos nas redes sociais antes de contratá-los.

A Jobvite, empresa norte-americana de recrutamento online, criou um infográfico para analisar o que os profissionais de RH procuram nas mídias sociais. O infográfico foi feito com base em uma pesquisa da mesma empresa com dados coletados de 800 entrevistados norte-americanos entre maio e junho de 2012.

Os resultados trazem descobertas interessantes. Elas mostram que 73% das empresas nos Estados Unidos contrataram por meio das mídias sociais. Destas, 89% utilizaram o LinkedIn, 26% o Facebook e 15% o Twitter para analisar os pretendentes às vagas.

O que mais incomodou os recrutadores nas redes sociais dos candidatos é quando algum deles fazia menções a drogas ilegais, atingindo 78% de reprovação. Em seguida, na escala de impressões negativas, estão os posts com conteúdos sexuais (66%); textos com profanidades (61%); erros de português (54%); e fotos consumindo bebidas alcoólicas (47%).

Já 88% dos recrutadores afirmaram que gostariam de ver nas redes sociais dos candidatos fotos com empresas e organizações, enquanto 66% desejariam ver imagens de trabalhos voluntários.

E aí, você acha que está fazendo tudo certinho na internet? 


Newsletter Diolinux
Talvez Você Também Goste
Nexus 7 agora 3G
Continue lendo

Nexus 7 agora 3G

Com o sucesso de vendas do tablet Nexus 7, o Google já teria planos para colocar no mercado uma segunda versão do produto com conectividade 3G.
O elementary OS para 2018 - Novidades
Continue lendo

O elementary OS para 2018 – Novidades

Eu gosto muito do projeto elementary OS, a distribuição, além de um visual atrativo, vem criando várias coisas que beneficiam o mundo open source de forma geral, para mim, a Central de Aplicativos "pague o quanto quiser" foi um dos melhores projetos deste ano. Mas com 2017 chegando ao fim, está na hora de pensar no futuro.