KDE Plasma 5.20: um lançamento massivo

Conforme as palavras da própria equipe do KDE Plasma: um lançamento massivo! Esta semana foi anunciado o novo KDE Plasma 5.20. Um lançamento que traz dezenas de melhorias visuais e por debaixo do capô.

No vídeo a seguir, criado pela própria comunidade KDE, você confere um overview das principais novidades que estão sendo apresentadas nesta nova versão do KDE Plasma.

Mudanças visuais e de workflow no KDE Plasma 5.20

Ao testar uma interface como o Plasma pela primeira vez, normalmente as primeiras coisas que percebemos são os aspectos visuais dos painéis, botões das janelas na barra de tarefas, menus e janelas de configurações do sistema. Todos estes ítens receberam melhorias significativas visuais e de workflow.

kde plasma 5.20 desktop e wallpaper

Outra coisa que não passa despercebida é o novo wallpaper do KDE Plasma. É claro que isso pode variar dependendo do seu gosto, mas aos meus olhos o novo wallpaper padrão é simplesmente lindo. Os temas Breeze não sofreram nenhuma mudança radical, apenas alguns ajustes necessários para manter a coerência visual do sistema.

Gerenciador de tarefas

Nesta nova versão do Plasma, além de ter passado por polimentos visuais, o gerenciador de tarefas também está trabalhando com agrupamento de janelas por padrão. Semelhante ao que é visto no Windows 10, por exemplo. Além disso, ao rolar o scroll do mouse sobre um ícone com duas ou mais janelas agrupadas, o Plasma irá alternar qual delas está em primeiro plano. Assim você não precisará sequer clicar para trocar entre uma janela ou outra.

gerenciador de tarefas do kde plasma 5.20

É claro que os desenvolvedores do Plasma sabem que não é possível agradar a todos, e por mais que muitos usuários fiquem felizes com essas mudanças, provavelmente outros ficarão desapontados. Todavia, isso não costuma ser um problema quando se trata do KDE Plasma, já que tudo o que foi mencionado é configurável e pode voltar a ser como era antes.

Bandeja do sistema

Bandeja do sistema, também conhecida como usuários novos do GNOME puro nunca viram system tray, é aquela região que no KDE Plasma fica ao lado do relógio na barra de tarefas e contém ícones de aplicações que estão em execução em primeiro ou em segundo plano no sistema.

system tray

Os ícones dos aplicativos na janela da bandeja do sistema agora são organizados em layout de grade ao invés de lista. O tamanho dos ícones da bandeja exibidos no painel agora é ajustável de acordo com o tamanho do mesmo.

Um elemento do KDE Plasma que muitos não gostavam é o tamanho do relógio, que também recebeu ajustes ficando mais compacto.

Mudanças de funcionalidades e configurações

Notificações

Nas versões anteriores do Plasma, o sistema não exibia uma notificação de pouco espaço na partição raiz “/” se a pasta “/Home” estivesse em uma partição separada. Comportamento que agora foi corrigido e agora caso aja pouco espaço em disco, isso será notificado independente de onde esteja localizada a pasta “Home”.

Kwin

A exemplo de o que ocorre no GNOME, agora as janelas poderão ser ajustadas para ocupar exatamente a metade, ou um quarto do espaço em tela através de atalhos de teclado.

Configurações do sistema

A janela de configurações do KDE Plasma também ganhou algumas modificações muito interessantes. A que mais me chamou a atenção foi a nova funcionalidade que apenas com o clicar de um botão, realça todas as abas de configurações nas quais o usuário fez modificações.

janela de configurações do kde plasma

As páginas de configurações de atalhos, inicialização de aplicações e bluetooth foram completamente redesenhadas a fim de torná-las mais intuitivas, evitando que o usuário seja sobrecarregado com informações desnecessárias.

A aplicação “Discos” do Plasma agora é capaz de monitorar os dados S.M.A.R.T. da unidade em tempo real. Isto é, o sistema irá monitorar a saúde do seu dispositivo de armazenamento e notificá-lo caso algo esteja fora do normal. Assim evitando que você perca dados importantes por não ter conhecimento sobre um possível defeito no seu HD ou SSD.

Ainda no setor de configurações do sistema, temos uma adição às configurações de áudio, que agora possibilita alternar os níveis de volume dos canais de áudio separadamente.

Por fim, o ajuste de velocidade do cursor do mouse também recebeu melhorias para possibilitar um controle mais fino, tornando a utilização do mesmo muito mais confortável.

Wayland

Desde o ano passado a comunidade KDE decidiu que compatibilizar e otimizar o KDE Plasma para funcionar com o Wayland seria uma das suas prioridades. Já faz bastante tempo que o Plasma pode ser iniciado utilizando o Wayland, mas ao contrário do GNOME, de fato nunca foi muito viável utilizá-lo desta forma. Ao menos não para a maioria dos usuários.

Todavia, o trabalho que vem sendo dedicado à implementação do Wayland no KDE Plasma vem rendendo bons frutos. Algumas aplicações, como o assistente de área de transferência “Klipper” e o buscador “Krunner” já estão completamente operacionais na sessão com Wayland.

O suporte a mouses e touchpads já evoluiu a um nível em que pode se dizer que está de igual para igual com o X.org.

Caso você esteja meio perdido, sem saber do que se tratam as palavras “X.org” e “Wayland”, confira o vídeo abaixo onde o Dionatan explica detalhadamente o que é cada um deles.

A lista completa com todas as mudanças que estão chegando no KDE Plasma 5.20 você encontra no changelog oficial no site do projeto KDE.

O quê você achou das novidades trazidas pela versão 5.20 do KDE Plasma? Tem algo que você gostaria que fosse diferente na interface? Conte mais nos comentários abaixo!

Isso é tudo pessoal! 😉

Talvez Você Também Goste
Huawei e seu relacionamento complicado com os EUA
Continue lendo

Huawei e seu relacionamento complicado com os EUA

No dia 15 de Maio, o então presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assinou uma ordem executiva que diz que serviços e equipamentos de telecomunicações de empresas estrangeiras não podem ser importados, cabendo antes aprovação do governo.