Publii: Crie um blog estático totalmente grátis

Tenha um blog gratuitamente

Uma tecnologia que está em ascensão dentro do mundo dos desenvolvedores atualmente são os geradores de sites estáticos. Também conhecidos como Jamstack, alguns dos principais nomes neste ramo são Jekyll, Gatsby e Hugo, porém existe uma infinidade de opções, desenvolvidas nas mais variadas linguagens.

Um ponto negativo desta tecnologia, é que não existe uma maneira fácil de criar um site utilizando um gerador de site estático sem colocar a mão no código. Porém, existe um software open source chamado Publii que pretende mudar esta questão.

Conheça o Publii

O Publii é um CMS (Sistema de Gerenciamento de Conteúdo) de código aberto que oferece uma interface fácil de utilizar para os criadores de conteúdo.

Disponível para Windows, MacOS e Linux, basta instalar um aplicativo para ter um site rodando de maneira simples diretamente na sua máquina. Através da própria interface, também é possível conectar a um servidor FTP, AWS, Netlify entre outras opções para disponibilizar o código na nuvem de maneira rápida e prática.

Como utilizar

Para começar a utilizar o Publii é bem simples: basta entrar na página de downloads, selecionar a versão adequada para o seu sistema e instalar como qualquer outro software. Este procedimento pode variar de acordo com o seu sistema e interface utilizada.

Ao iniciar o aplicativo pela primeira vez, você será guiado para criar o seu primeiro site. Basta escolher um ícone (utilizado para diferenciar os sites dentro do próprio aplicativo), definir o nome do site e do autor principal.

Pronto! O Publii já estará instalado e rodando diretamente na sua máquina.

Disponibilizando o site na internet

É possível utilizar qualquer servidor para hospedar o seu site, utilizando o protocolo FTP ou SFTP. O Publii também conta com suporte para AWS, GitHub Pages, GitLab, Netlify e Google Cloud. Utilizando um procedimento manual, é possível gerar um arquivo comprimido para que pode ser disponibilizado em qualquer plataforma.

Neste post, ensinaremos a utilizar o Netlify, uma plataforma para hospedagem de conteúdos estáticos que possui um plano gratuito.

Primeiramente, é necessário criar uma conta no Netlify. Para isto, é possível utilizar uma conta no GitHub, GitLab, Bitbucket ou utilizando um endereço de e-mail.

Feito isso, será exibida uma área com a seguinte mensagem: “Want to deploy a new site without connecting to Git? Drag and drop your site folder here”. Nesta área, para podermos criar um novo site, será necessário inserir um arquivo vazio chamado “index.html” comprimido dentro de um arquivo .zip.

Interface do Netlify

É possível realizar este procedimento manualmente ou baixar o arquivo .zip já criado pelo Publii e simplesmente realizar o upload.

Ao realizar o upload do arquivo, o Netlify criará um endereço para o seu site, sendo possível alterá-lo para algo mais amigável nas configurações ou até mesmo utilizar um domínio personalizado.

Dentro do Publii, no menu esquerdo, clique em “Server” e depois selecione a opção “Netlify”. Em “Domain”, informe o link gerado para o seu site. 

Já na opção “Site ID”, deve ser informado o ID gerado pelo Netlify. Para encontrar este ID, basta clicar em “Site Settings” dentro da dashboard do seu site, e a primeira informação exibida será os detalhes do seu site, onde é possível encontrar o código em “API ID”.

A última informação necessária é o “Netlify Token”. Para gerar este token, siga os seguintes passos: 

  • Clique na sua foto no canto superior direito da dashboard do Netlify;
  • Clique no seu nome de usuário; 
  • Na tela exibida, selecione Applications;
  • Agora selecione “Personal Access Tokens”;
  • Clique em “New Access Token”;
  • E finalmente dê uma descrição para o seu token. 

Feito isto, basta colar este código na opção Netlify Token dentro do Publii e salvar as configurações.

E pronto! Cada vez que você quiser fazer o upload dos arquivos para o site, basta clicar em “Sync your website”. 

Ajustando o seu site

Dentro do Publii, é possível adicionar tags e menus para organizar melhor o conteúdo, além de diversas outras configurações dentro de “Site settings”.

Ele conta com configurações de SEO por padrão, além de suporte para sitemaps, Open Graph e Twitter Cards, AMP e até GDPR (Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados).

Também é possível alterar o tema utilizado, escolhendo algum dos temas do Marketplace, que conta com opções gratuitas e pagas, ou desenvolvendo um tema próprio.

Tipos de editor de post

O Publii conta com 3 tipos de editor de posts: WISIWYG, Blocos ou Markdown.

O editor WISIWYG é um editor mais tradicional, onde diretamente do editor é possível verificar como ficará o resultado final do post.

O Publii tem suporte ao editor WISIWYG

O editor de blocos segue uma estratégia similar os novos blocos do WordPress, onde é possível adicionar blocos de título, parágrafo, imagens e até HTML customizado.

O editor de blocos do Publii é bem similar ao Gutenberg do WordPress

Já a última opção é o editor Markdown, onde é possível utilizar comandos de Markdown para formatar os textos usando apenas o teclado, ótimo para quem procura mais produtividade.

O Publii também suporta textos escritos em Markdown

Pontos negativos do Publii

O Publii pode ser uma ótima opção para quem é iniciante na área de blogs e quer uma alternativa boa e gratuita, mas ele pode se tornar um problema à medida em que o blog crescer.

Primeiramente, cada vez que o seu site é sincronizado, é feito o upload de todos os arquivos novamente para a nuvem. No caso de um site com muitos posts e imagens, este procedimento pode se tornar bem demorado.

Por ser uma alternativa pouco conhecida, ele também conta com poucos temas disponíveis, e caso nenhum dos existentes te agrade, será necessário colocar a mão no código, ou contratar alguém para fazer isto.

No caso de querer expandir o blog para abrir um e-commerce ou alguma funcionalidade diferenciada, o Publii não irá te atender. No roadmap do Publii é informado de que no futuro haverá suporte para plugins, mas nada garante que eventualmente será possível ter um plugin de e-commerce ou algo mais específico.

Se nenhum destes pontos negativos te impedirem, o Publii pode ser uma ótima opção.

O que acharam deste aplicativo? Deixe a sua opinião nos comentários!

Até a próxima!

Talvez Você Também Goste
Manjaro alcança o próximo nível e se torna uma empresa
Continue lendo

Manjaro alcança o próximo nível e se torna uma empresa

O Manjaro é uma distribuição baseada no Arch Linux, criada e mantida por três pessoas desde 2011. Com o tempo, o trabalho duro dessas três pessoas rendeu excelentes “frutos”, o quê chamou a atenção de toda a comunidade Linux. Como consequência disso o Manjaro passou a ter a sua própria comunidade, que até hoje é, com os três fundadores, o pilar que mantém todo o projeto vivo.
Tudo o que não te contaram sobre hospedagem de sites
Continue lendo

Tudo o que não te contaram sobre hospedagem de sites

É sempre muito satisfatório dar voz aos leitores do blog, especialmente quando o leitor tem tanto a acrescentar como o Nilton do canal LinuxPRO que preparou uma série de tutoriais com várias dicas sobre o segmento que ele mais tem conhecimento, servidores e hospedagem de sites e páginas, tenho certeza que você vai curtir, confira.