Veja como instalar o ImCompressor 0.8.1 no Linux

ImCompressor Linux

Quando se trabalha com blogs, sites ou até mesmo quando é necessário enviar imagens pela internet, o tamanho do arquivo importa e muito, pois imagens pesadas podem fazer um site/blog demorar muito para carregar ou até mesmo dificultar seu envio pela internet. E o ImCompressor pode ajudar nestes e em outros cenários.

Um pouco sobre o ImCompressor

O ImCompressor é um aplicativo desenvolvido em Python e GTK, sendo projetado para o GNOME HIG (Human Interface Guidelines), fazendo com que a sua interface tenha uma aparência muito boa e bem integrada com a grande maioria das distros Linux, como Ubuntu e Fedora.

O design simples do programa, facilita e muito a utilização dele. Você pode simplesmente arrastar e soltar uma ou mais imagens “dentro dele”. Ele foi inspirado no Image-Optimizer (que foi projetado primeiro para o Elementary OS) e no Trimage, sendo produzidos pela mesmo equipe  que desenvolve o ImEditor.

Funcionalidades Principais do ImCompressor

Antes de começar a usar o ImCompressor de fato, você pode fazer alguns ajustes, para extrair o máximo do programa.

Na primeira aba, General, podemos fazer alguns ajustes básicos no ImCompressor, como manter os metadados da imagem, salvar a imagem comprimida como um novo arquivo, podemos também dar um sufixo para a imagem que for comprimida e assim diferenciar da imagem “original” (por padrão vem com o sufixo -min) e também podemos habilitar o tema dark.

Na segunda aba, Compression, podemos ajustar o quanto queremos de  perda (Lossy) na hora de comprimir as imagens, que no momento suporta arquivos nos formatos JPG e PNG

Na terceira aba, Advanced, onde temos a opção de configurar a compressão das imagens sem perda e podemos colocar qual o nível da compreensão, indo de 0 até 7. Sendo 0 com quase nenhuma compressão e 7 sendo o máximo.

Instalando o ImCompressor no Linux

Para instalar o ImCompressor no Linux é bem simples, pois o mesmo está disponibilizado via Flatpak. Se você não sabe o que é Flatpak e não tem ideia se o seu sistema está com ele habilitado, temos esse super artigo “destrinchando” esse tipo de empacotamento.

Depois de verificar se o seu sistema tem ou não o Flatpak habilitado , vamos para a instalação de fato.

Para as distros que tem que o flatpak já habilitado por padrão, basta procurar na loja de aplicativos por “imcompressor” e mandar instalar o aplicativo.

Agora se a loja da sua distro não tem o suporte ao flatpak, como o Ubuntu, você pode instalar via terminal, que é bem simples e requer somente um comando para isso, que é:

flatpak install flathub com.github.huluti.ImCompressor

Aí é só seguir as instruções no terminal e esperar o término do download e da instalação do ImCompressor no sistema.

Se você preferir baixar o código do ImCompressor e instalar manualmente na sua distro, você pode consultar o GitHub do projeto para maiores informações.

Em ambos os casos, depois de terminada a instalação, basta procurar no menu de aplicativos da sua distro e usá-lo. No exemplo abaixo é no Gnome do Ubuntu 20.04.

Eu gostei bastante do aplicativo, consegue fazer uma boa compressão nas imagens, deixando-as em uma tamanho bem reduzido. Aliviando o carregamento em sites/blogs que precisam ser ágeis na exibição de suas páginas. Também é uma ajuda e tanto para quem precisa mandar imagens pelos aplicativos de mensagens onde o tamanho da imagem pode ser um empecilho. Um dos pontos fortes do ImCompressor, é a facilidade em que ele tem, tanto na interface quanto nas ferramentas. O meu ponto negativo a ele, é não ter em pt-br.

Comente aí o que você achou do aplicativo e se vai utilizar ele no seu dia a dia.

Nos vemos no próximo artigo, forte abraço!

Talvez Você Também Goste