Como escolher Driver da NVIDIA no Linux em 2020

NVIDIA driver Ubuntu Fedora Linux

Uma dúvida recorrente do pessoal que possui GPU’s NVIDIA e que está tendo seus primeiros contatos com distribuições  Linux, é qual driver utilizar para o seu modelo. E, se este driver é o mais indicado para extrair o melhor da sua GPU.

Explicação breve sobre a utilidade dos drivers

Quando você instala um dispositivo novo no seu PC, ele ainda não é reconhecido pelo sistema operacional, sendo Windows/Linux/macOS, assim precisando de uma espécie de “ponte” para que possa funcionar corretamente. O dispositivo pode ser uma placa de vídeo, um mouse, monitor e afins. Então, quando você for instalar algo novo no seu PC, sempre vai precisar de um driver para que ele funcione.

Como escolher o driver correto?

Atualmente, instalar os drivers da NVIDIA é bem mais fácil do que em anos “longínquos”, onde era necessário compilar por horas e depois, torcer para a instalação dar certo. Hoje, muitas distros trazem os drivers de vídeo já na ISO, como é o caso do Ubuntu ou as distros “que bebem da fonte dele”. Algumas trazem repositórios para isso, caso do Fedora e openSUSE, por exemplo. 

Neste artigo vamos mostrar como escolher o driver para uma GPU mais antiga (GT640m) e uma mais nova (GTX960m). A primeira é do notebook híbrido do Dio e a outra é do meu notebook, mas a lógica serve para as GPU’s no desktops também. 

Como dito no começo do texto algumas distros trazem o driver já incluso na ISO, facilitando a vida de quem tem uma GPU da NVIDIA. Pois com isso não são necessários PPAs ou baixar o arquivo “.run” do site da NVIDIA e “instalar ele na unha”. 

Para instalar de forma automática o driver proprietário da NVIDIA, por exemplo  no Ubuntu, basta que você durante a formatação, marque a opção “Instale software de terceiros para hardware gráfico e Wi-Fi e formatos de media adicionais”, que o Ubuntu irá instalar automaticamente o driver para você.

Lembrando que é necessário desabilitar o Secure Boot da BIOS, pois com ele ativado, podemos ter alguns problemas para instalar os componentes da NVIDIA.

Com os drivers instalados, vamos conferir se a instalação realmente deu certo.

Conferindo se os drivers foram corretamente instalados

Você vai me perguntar, “mas se a gente marcou aquela opção na formatação, não era pra instalar de primeira??”. Então pequeno padawan, sim e não 😅.

Quando marcamos aquela opção, o sistema deveria instalar o driver, mas, pode ser que alguma coisa dê errado no processo e aí, ao invés do driver proprietário quem fica habilitado é o driver open source, o nouveau. Que hoje em dia, serve basicamente para tarefas simples e leves.

Para sabermos se o driver foi corretamente instalado e habilitado, você abrir o gerenciador de atualizações, e depois clicar  em Drivers Adicionais. Então, confira se quem está marcado é o driver proprietário (destaque em vermelho) ou o driver open source nouveau (destaque em azul). Conforme a imagem abaixo mostra.

Como você pode ver, a minha GPU tem suporte para os drivers da série 390, 435 e 440 ( que é a mais recente até o momento). Agora vem a pergunta, qual escolher afinal? Para isso, vamos usar o site da NVIDIA para ver quais versões do driver estão disponíveis para serem usadas. No site podemos ver quais versões do driver a minha GPU suporta.

Como podemos ver, os driver destacados são os mais recentes dentro das suas séries (390.XX / 418.XX / 435.XX / 440.XX) e também vemos quais versões Beta estão disponíveis. No meu caso, tenho que escolher o driver acima do 435.21, pois é a partir dessa série dos drivers que se tem suporte ao offload para notebooks híbridos. 

Então, no meu caso vou escolher o 440 lá no gerenciador de drivers, e até o presente momento, o Ubuntu 20.04 e as distros baseadas nele, estão puxando o driver 440.100 por padrão. Se você quiser testar mais versões de drivers, temos este tutorial ensinando como habilitar o PPA específico para isso.

Tenho uma GPU antiga, qual versão usar?

Então pequeno gafanhoto, se você utiliza alguma GPU mais antiguinha, tipo a GeForce GT640m, você deve seguir a mesma lógica que apresentei acima e ver qual o último driver disponibilizado para ela. No caso da GT640m, o último driver é o 390.138, que não possui suporte ao offload da NVIDIA (por enquanto).

Se a sua GPU for ainda mais antiga, pode ser que ela funcione nos drivers da série 340.XX ou 304.XX, e nesse caso é mais recomendado tentar usar o driver open source Nouveau, pois nestes casos, ele consegue tirar melhor proveito das GPU’s.

Outro dúvida bastante comum aqui no blog, no canal do Diolinux, no meu canal (Canal O Cara Do TI) e na Twitch é se determinado hardware roda tal jogo. Bom, existem N fatores para considerar, mas um deles é o modelo da sua GPU.

Se ele for muito antiga, muito provavelmente ela não tem suporte ao Vulkan e assim não poderá usufruir de projetos como Próton e o DXVK/Wine, por exemplo. Agora, se a sua GPU for mais nova e suportar o Vulkan completamente, então você pode ter êxito em rodar os games na sua máquina. Temos um tutorial de como preparar a sua máquina pra jogatina, está bem legal ✌😀✌ .

A NVIDIA tem um site específico para você poder consultar se a sua GPU tem suporte ou não ao Vulkan, que é o https://developer.nvidia.com/vulkan-driver e lá constam todos os modelos suportados. Lembrando que a GPU precisa suportar o driver da série 435.XX no mínimo.

Este tutorial tem como finalidade ajudar você a escolher qual versão do driver da NVIDIA é a correta para sua GPU e não fazer a instalação,, pois cada distro tem seus procedimentos recomendados.Mas, se você quiser baixar o .run e instalar na “unha”, basta seguir as instruções na seção “Informações Adicionais”, conforme mostrado na imagem abaixo.

Se precisar tem um vídeo meu explicando também.

Espero ter ajudado ✌😀✌

Nos vemos no próximo artigo, forte abraço!

Talvez Você Também Goste
Emulador de Nintendo GBA no Linux
Continue lendo

Emulador de Nintendo GBA no Linux

Por muitos anos usar Linux era sinônimo de programação ou algo do gênero, entretanto com a popularização da plataforma, outros tipos de usuários começaram a utilizar o sistema para diferentes tarefas, seja para trabalho, desenho, edição de vídeo, etc.
Os BSD estão morrendo?
Continue lendo

Os BSD estão morrendo?

As versões Open Source da Berkeley Software Distribution (BSD) do UNIX sofrem com a falta de monitoria em seu código, e isso prejudica sua segurança, disse Ilja Van Sprundel, diretor de testes de invasão no IOActive no final de dezembro.