Windows 10 trará suporte do DirectX 12 no Linux via WSL2

Windows 10 , WSL2 , WSL, Linux , DirectX 12

Em um passado não tão distante, se falássemos em rodar algum aplicativo Linux no Windows, muito provavelmente seríamos motivo de piada, nos taxariam de loucos ou qualquer coisa do tipo. Mas ainda bem que o tempo traz aquelas reviravoltas dignas dos filmes de ação hollywoodiana 😁😅. Os “atores” da vez são Windows 10, DirectX 12 e Linux (via WSL2).

O anúncio foi feito na conferência Build 2020, onde a Microsoft divulgou algumas novidades, dentre elas o DirectX 12 para o WSL2 e uma interface gráfica (GUI) para os aplicativos Linux dentro dele.

Novidades para o WSL2

A primeira novidade referente ao WSL2 (Windows Subsystem for Linux), foi feita no blog de desenvolvedores da Microsoft, por Steve Pronovost, Partner Development Lead, anunciando que agora o WSL2 terá um suporte melhorado para a utilização da GPU, isso quer dizer que os aplicativos poderão utilizar a aceleração via GPU se assim precisarem.

A aceleração será obtida através da integração das tecnologias WDDM (Windows Display Driver Model) e WDDM GPU Paravirtualization (GPU-PV), em sua versão 2.5 ou posterior, permitindo que as distros Linux no modo guest (convidado), possam “enxergar” as GPU’s.

O novo driver será o dxgkrnl (Linux Edition), ele será o driver virtual da GPU que irá fazer a comunicação com a  GPU física, para-virtualizada no /dev/dxg para o Linux, assim expondo um conjunto de chamadas do sistema IOCTL para o Kernel Linux, simulando uma camada de serviços do Kernel WDDM D3DKMT nativamente no Window 10.

Ainda comentou que “…Se o host tiver várias GPU’s, todas elas serão projetadas e disponibilizadas no ambiente Linux (supondo que todas essas GPUs estejam executando o driver WDDM v2.9)…” e complementou “…Os aplicativos em execução no ambiente Linux têm o mesmo acesso à GPU dos aplicativos nativos no Windows. Não há particionamento de recursos entre Linux e Windows ou limite imposto a aplicativos Linux.

Qual o público alvo do DirectX 12 (DxCore e D3D12) no Linux?

Você vai me perguntar: Agora teremos o DirectX 12 rodando nativamente no Linux?? Calma pequeno gafanhoto, ainda não chegamos nesse ponto da história 😅.

Para quem utiliza o Linux e quer rodar alguma aplicação que tenha o DirectX (9/10/11 ou o 12), você pode fazê-lo através do WINE, DXVK, Próton ou Vulkan. Mas entenda que esse novo DirectX não é exatamente planejado para o uso do público doméstico.

O “DirectX no Linux” vai servir para quem precisa desenvolver soluções em machine learning ou inteligência artificial e queira utilizar o Windows 10 para isso, o recurso será disponibilizado através do WSL2, que chegará no segundo semestre de 2020.

Se você é um desenvolvedor ou precisa usar um app Linux que utilize o DirectX 12, vai precisar de uma VM (Virtual Machine) no Windows 10 para isso. Vai ser possível utilizar o CUDA da Nvidia, OpenGL, OpenCL e o Mesa Driver. Vulkan será em uma fase posterior.

Mas, se você é um grande entusiasta do WSL2 e não gosta de fazer dual boot na sua máquina para essa finalidade, será possível utilizar a aceleração em GPU para executar trabalhos mais “hardcores” em VM’s com Linux no Windows 10.

Para ver o post original do Steve e conferir ele na íntegra, clique aqui.

Com isso estamos vendo a Microsoft dar mais um passo para abraçar o Linux por completo. Espero que esses passos possam trazer mais produtos para o mundo do Pinguim e que um deles seja o pacote Office.

Nos vemos no próximo artigo, forte abraço!

Talvez Você Também Goste
Como instalar o Kernel do Ubuntu no Deepin Linux
Continue lendo

Como instalar o Kernel do Ubuntu no Deepin Linux

O interessante de distribuições derivadas do Debian é que em linhas gerais elas são compatíveis entre si, com algumas pequenas exceções. Hoje você vai aprender a instalar o Kernel do Ubuntu no Deepin, a distro chinesa que chama tanto a atenção das pessoas pelo seu design aprimorado e usabilidade simples.