A espera acabou! Linux Mint 19.2 “Tina” é lançado!
Sistemas operacionaisLinux MintNotícias

A espera acabou! Linux Mint 19.2 “Tina” é lançado!

A espera acabou. Linux Mint 19.2 “Tina” finalmente é lançada de forma oficial e você já pode baixar a distro.    

Nesta Sexta-feira (2), foram liberadas para download as imagens ISO do Linux Mint, para que você possa baixar e instalar no seu PC. A nova edição focou em lapidar ainda mais as aplicações e recursos, isso traz para os usuários algumas novas facilidades e alguns softwares atualizado e otimizados.  

Principais novidades

  • Kernel Linux 4.15.0-54 com suporte até 2023, com suporte para atualização para o 5.x via Gerenciador de atualizações;   
  • Cinnamon 4.2, XFCE na 4.12 e MATE na 1.22;  
  • Wine na versão 4.0 por default;  
  • Boot-Repair incluso na ISO do sistema;  
  • Possibilidade de “Pinar” pastas no Gerenciador de Arquivos Nemo;  
  • Documentos recentes estão agora habilitados por padrão no Menu do Cinnamon.  
  • Nemo tem condições para executar ações, como um script ou comando externo quando o usuário clica com o botão direito do mouse sobre um arquivo;
  • Agora no Menu, haverá diferenciação dos programas, além de informar em qual formato está instalado, como por exemplo, se o programa for em Flatpak ou não;  

E quem tem placa híbrida?

Um ponto que vale salientar nessa versão, é a preocupação do pessoal do Mint em entregar a melhor experiência para quem tem Placas da NVIDIA, em especial os notebooks híbridos ou Optimus Card. A equipe do Mint demonstra alguns parâmetros se o método do “nomodeset”  não funcionar. Antes de tentar esses parâmetros, eles recomendam que na hora da instalação do sistema, você instale o driver proprietário da NVIDIA e que no reboot, informando que não será necessário se preocupar com “mais nada”. Depois do reboot, um ícone aparecerá na barra de tarefas, podendo assim trocar de GPU ali mesmo.  

Se você não conseguir “subir” o sistema, os parâmetros que eles recomendam são:  

nouveau.noaccel=1” no lugar do “nomodeset“.  

ou  “noapic noacpi nosplash irqpoll” no lugar do “quiet splash“.  

Outra possibilidade é usar o  “Compatibility mode” (modo de compatibilidade na hora de dar o boot e instalar o Mint).  

Depois da instalação, usar o “Advanced Options” -> “Recovery mode”  no menu de boot e escolher a opção de “resume”.   

Requisitos mínimos e download

vuPgB5jfL0rziWNyi91iV AdH70rx2hWeReJqYOidB 9f8a1yy3dR6xtGd muiikZf9cDmPqQhBEGTPZyKSG2mi1Awnt38TzLDuoKXaOhrBvzwtEb2pyQsH8IGUsvcqhkKh5M2lB

Os requisitos mínimos para rodar o Linux Mint Beta 19.2 são:  

  • 1GB de memória RAM ou 2GB para uma experiência mais confortável;  
  • 15GB de espaço em disco ou 20GB para ter uma “folga”;  
  • Resolução mínima da tela de 1024×768  

Fizemos um artigo no momento do último Beta do Linux Mint contendo todas as novidades do sistema, clique aqui para conferir.    

Se você estiver utilizando a versão BETA do Linux Mint 19.2, basta utilizar o Gerenciador de Atualizações e aplicar os updates ali presente. Em breve a equipe do Mint vai disponibilizar o procedimento de como migrar das versões 19 e 19.1, então fique de olho no blog.  

Para baixar a nova versão do Linux Mint, basta acessar este link e escolher a sua interface preferida.  

Este artigo não acaba aqui, continue trocando uma ideia lá no nosso fórum.   Espero você até a próxima, um forte abraço.  


Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Diolinux Ofertas - Aproveite os melhores descontos em diversos produtos!
402 postagens

Sobre o autor
Meu nome é Ricardo, sou formado em Tecnólogo em Redes de Computadores pelo IBTA Campinas, além de trabalhar com TI à quase 15 anos com suporte para usuários finais, empresas e servidores. Sou apaixonado por tecnologia, coisas Geek, jogos e do mundo Linux. Também tenho o canal "O Cara do TI".
Artigos
    Postagens relacionadas
    Notícias

    Winamp está abrindo seu código-fonte

    Notícias

    KDE quer seus aplicativos melhores em outras interfaces gráficas

    Notícias

    Ubuntu 24.10 utilizará Wayland com placas NVIDIA