Canonical permite a mudança do SystemD para o Upstart para usuários do Ubuntu

Canonical permite a mudança do SystemD para o Upstart para usuários do Ubuntu

A nova versão do Ubuntu continua suportando os dois métodos de inicialização do sistema, fica a cargo do usuário decidir se deseja usar uma ou outra.

SystemD ainda causa polêmica

Sinceramente, se você for um usuário consideravelmente comum, do tipo que só se importa se o sistema funciona ou não, este assunto não tem a menor relevância para você! Mesmo assim, a discussão gerada por conta do SystemD foi tanta que chegou até os ouvidos de quem não tem interesse direto pelo assunto.

Resumidamente, o SystemD é a maneira com que o sistema operacional vai iniciar os seus processos, até o momento o Ubuntu utilizava o Upstart, criado pela própria Canonical (empresa que desenvolve o Ubuntu), porém, na versão que foi lançada recentemente o padrão adotado foi o mesmo que o Debian, também recém lançado, adotou, o SystemD.

Caso você não tenha entendido muito o que são esses dois “nomes estranhos” e esteja “boiando” completamente no assunto, sugiro que leia o artigo onde esclarecemos um pouco das diferenças entre ambos, basta clicar aqui.

Na mão do usuário

Mesmo seguindo os passos do “papai Debian” o Ubuntu manteve o Upstart como opção, dentre as notas de lançamentos do novo Ubuntu 15.04 encontramos um tutorial da própria Canonical com um material anexado explicando as diferenças entre ambos, permitindo a mudança de sistema de inicialização caso o usuário deseje.

O padrão do Ubuntu 15.04 Vivid Vervet continua sendo o SystemD, você pode ler o material disponibilizado pela Canonical (em inglês) neste link e mudar o seu sistema de inicialização se assim desejar.

Até a próxima!


Newsletter Diolinux
Talvez Você Também Goste
Padrão de Ethernet de 1Tbps
Continue lendo

Padrão de Ethernet de 1Tbps

Os padrões de transmissão de dados estão em constante evolução, algumas vezes pelas mãos de cientistas japoneses ou pelos próprios pesquisadores do IEEE, organização que padroniza tudo em torno dessa tecnologia.
Ubuntu dá um show de desempenho no Windows 10 em DOTA 2 Reborn
Continue lendo

Ubuntu dá um show de desempenho no Windows 10 em DOTA 2 Reborn

É mais do que natural esperar que os games ainda tenha um desempenho superior no Windows, generalizando é claro, pois existe casos e casos, mas a otimização dos games para Linux faz toda a diferença, como já comentei aqui outras vezes, hoje vamos ver o Ubuntu 15.04 e o Windows 10 PRO em um teste de benchmark no Dota 2 Reborn.