Lançado nova versão do ReactOS, o “Windows Open Source”

Lançado nova versão do ReactOS, o "Windows Open Source"

O ReactOS é um projeto muito interessante, visto que ele não utiliza o Kernel Linux e sim um Kernel NT modificado. Assim podendo rodar alguns binários feitos para o Windows.    

O projeto agora conta com algumas implementações bem interessantes, como o encaixe das janelas, atalhos necessários para o teclado, renderização correta das fontes, temas Lunar e Mizu adicionados, e suporte para o driver Intel e1000 NIC, usado em VM, o que beneficia quem instala no VMWare e VirtualBox.  

As janelas do sistema, ganharam a possibilidade de se encaixar nas bordas da tela, como já acontece com o Ubuntu, por exemplo. Na versão 0.4.11 isso não era possível, já na 0.4.12 sim.  

Já as fontes, na versão anterior, tinham problemas de renderização, que as deixavam com falhas. Agora não mais.  

3L BpzJBNpiQb7I9tr dges rXD5zy97NB3w5cG21qQDJro6eNXWhqy7jBKiwmJD45CF6EvxU4pb94DBLTdo

Os novos temas chegaram para dar uma “embelezada” no sistema, que até pouco tempo, tinha o visual muito parecido com o Win98 e 2000 😂.  

Agora os temas padrões são: Lunar e Mizu. O Primeiro foi projetado para lembrar o Windows XP com os esquemas de cores do ReactOS. Já o segundo, é para quem gosta mais de um “ar mais moderno”, que é encontrado nas versões mais recentes do Windows.  

8EeE9E2l4tQKwXpvS8RWTYygAlal3bJXeYrA9HvS2qoz6vqF 03sdReF1n0mdpNiCkG6Pdf vuyyovBQQQfmIvf3A4pCzAiLSF4od9thBjfNjQeDkIfxuCt8o738 5Ffa5QonVcO

O ReactOS 0.4.12 traz várias melhorias no kernel para tornar os drivers do sistema de arquivos, o gerenciamento de energia dos dispositivos mais confiáveis, melhorado o driver CDFS e corrigido o suporte à inicialização para PXE. A funcionalidade de proteção contra gravação também foi reescrita e aprimorada, com a proteção de execução para melhorar a segurança geral do sistema operacional.  

Foram adicionadas fontes de terceiros ao ReactOS, que são:  

  • Wine-Staging 4.0 por Amine Khaldi;
  • btrfs v1.1 por Pierre Schweitzer;
  • uniata v0.47 por Thomas Faber;
  • ACPICA v20190405 por Thomas Faber;
  • libpng v1.6.35 por Thomas Faber;
  • mbedtls v2.7.10 por Thomas Faber;
  • mpg123 v1.25.10 por Thomas Faber;
  • libxml2 v2.9.9 por Thomas Faber;
  • libxslt v1.1.33 por Thomas Faber;
  • libtiff v4.0.10 por Thomas Faber;  

Vale lembrar que o ReactOS é um sistema ainda não acabado e não é recomendado usar na sua máquina de produção e sim em uma de testes. Se você quiser baixar ele e testar, basta acessar o link. Para a nota completa de lançamento, você pode acessar ela aqui.  

Este artigo não acaba aqui, continue trocando uma ideia lá no nosso fórum.  

Espero você até a próxima, um forte abraço.  


Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Newsletter Diolinux
Talvez Você Também Goste
Toyota lança carro com Linux
Continue lendo

Toyota lança carro com Linux

Recentemente eu publiquei um artigo e um vídeo tentando explicar melhor o que é exatamente o Linux como Kernel e qual é o seu potencial e quais são as suas responsabilidades. Um ótimo exemplo da aplicabilidade do Kernel Linux é o que você vai conhecer agora através do novo lançamento da Toyota.
Canonical entra para o conselho da GNOME Foundation
Continue lendo

Canonical entra para o conselho da GNOME Foundation

Agora que o Ubuntu voltou a usar o desktop "full GNOME", nas palavras de Mark Shuttleworth, criador da empresa por trás do sistema, a Canonical tem um maior interessante em se integrar a comunidade de forma mais ativa, assim como outras companhias, agora eles fazem parte do "GNOME Foundation Advisory Board".