A versão 5.15 do Kernel Linux foi anunciada trazendo melhorias significativas em relação ao sistema de arquivos NTFS, placas de vídeo Intel, chips M1 da Apple e aos novos processadores Alder Lake.

Melhorias importantes para o Kernel Linux 5.15

O Kernel Linux, e, consequentemente as distros Linux para desktop já possuem suporte ao sistema de arquivos NTFS há muitos anos, apesar do Windows não ser nativamente compatível com EXT4.

A existência de tal compatibilidade é muito importante, especialmente para pessoas que utilizam uma distro Linux com o Windows em dual boot e precisam compartilhar arquivos entre os sistemas, além de vários outros casos.

Suporte a NTFS mais rápido que nunca

A integração dos sistemas Linux com o formato de arquivos NTFS, atualmente, é realizada através de um software chamado NTFS-3G, criado em 2006 e amplamente utilizado.

Apesar de ter sido uma solução por bastante tempo, o NTFS-3G é um software “antigo” e considerado lento para os padrões atuais. Por isso, uma empresa da Alemanha chamada Paragon Software criou uma solução, inicialmente proprietária, chamada NTFS3.

O NTFS3 sempre foi conhecido por ser muito mais rápido do que o NTFS-3G, e, felizmente, há pouco mais de um ano a Paragon Software decidiu contribuir com o desenvolvimento do Kernel Linux fornecendo o código-fonte do seu produto gratuitamente.

A implementação do NTFS3

O código-fonte do NTFS3 foi disponibilizado, porém, ainda restava muito trabalho para torná-lo 100% funcional juntamente ao Kernel Linux.

Foi necessário mais de um ano de trabalho duro para que as mais de 27 mil linhas de código fossem ajustadas para cumprirem o seu novo papel. Felizmente, todo o trabalho duro deu um belo resultado.

Outras melhorias

Além do “novíssimo” suporte ao NTFS, outras melhorias importantes foram incluídas na nova versão do Kernel, como, por exemplo:

  • Adicionado suporte parcial aos chips M1 da Apple;
  • Suporte melhorado para a recém-lançada 12ª geração dos processadores Intel, denominada Alder Lake;
  • Adicionado o suporte ao monitoramento de temperatura de APUs da AMD que utilizam a arquitetura Zen 3;
  • Suporte inicial as placas de vídeo dedicadas Intel Arc (Alchemist).

A lista completa com todas as novidades presentes no Kernel Linux 5.15 pode ser encontrada no post oficial (em inglês), escrito por Linus Torvalds.

Isso é tudo pessoal! 😉


Newsletter Diolinux
Talvez Você Também Goste