Se você leu o blog Diolinux ontem deve ter ficado sabendo sobre o caso da Apple com o FBI e sobre a resposta de Tim Cook sobre o assunto, se não não sabe do que se trata, saiba mais aqui.

O FBI e a justiça dos EUA estão pressionando a Apple para que a empresa de Cupertino crie um backdoor no iPhone (ou no iOS, mais precisamente) para que eles consigam acessar o conteúdo criptografado contido no aparelho por de um processo investigativo.

Tim Cook, CEO da Apple, manifestou-se sobre caso alegando que não faria isso em hipótese alguma porque isso seria quebrar a segurança do iPhone para milhões de usuários ao redor do mundo, segundo ele, abrindo precendentes para espionágens ainda mais profundas.

Por conta deste impasse, o fundador do antivírus que leva o seu sobrenome, se ofereceu para hackear o iPhone para o FBI sem interferência da Apple.

“Com todo o respeito a Tim Cook e à Apple, eu trabalho com uma equipe dos melhores hackers do planeta. Eles são todos os prodígios, com talentos que desafiam a compreensão humana normal. Eu aposto que podemos quebrar a criptografia no telefone [de] San Bernardino. Este é um fato puro e simples, explica. Então aqui está a minha oferta para o FBI. Vou, de forma gratuita, descriptografar as informações no telefone San Bernardino, com a minha equipe. Usaremos principalmente a engenharia social, o que levará três semanas. Se vocês aceitarem a minha oferta, então não vão precisar de pedir à Apple para colocar um backdoor no seu produto, o que será o começo do fim da América”, comenta.

Apesar de ser muito polêmico e de comportamento controverso, o John McAfee também é um hacker reconhecido no mundo da tecnologia, quem se lembra dele hackeando o Blackberry de um apresentador da Fox ao vivo?

Fonte


Newsletter Diolinux
Talvez Você Também Goste