Notícias

IBM e Meta fundam aliança aberta para o desenvolvimento de IA com responsabilidade

O rápido avanço das inteligências artificiais surpreenderam o mundo: não era esperado que, em tão pouco tempo, computadores já fossem capazes de escrever, falar e desenhar com tanta competência. Entretanto, a novidade impõe alguns desafios, a preocupação ressoa na mídia e na política, a coisa não pode sair do controle. 

Como bem sabe a comunidade Linux, manter um software com o código aberto pode ser uma forma de torná-lo mais confiável, afinal, o código-fonte responsável pelo seu funcionamento permanece acessível e verificável. No entanto, ferramentas de inteligência artificial populares como o ChatGPT, Dall-e e Bard, mantém-se fechados, a maneira como funcionam não é exatamente clara e há indícios de que mudam sem aviso.

Duas empresas responsáveis por importantes projetos de código aberto, Meta e IBM, se uniram para fundar uma aliança, não apenas para criar inteligências artificiais open source, como também ensinar pessoas a lidar com a novidade e orientar políticos em regulamentações mais assertivas.

Por mais IA com responsabilidade

A AI Alliance é uma comunidade internacional de desenvolvedores, pesquisadores e consumidores de inteligência artificial, colaborando para o avanço aberto, seguro e responsável da tecnologia. Uma resposta da indústria especializada aos anseios por IAs que promovam bem-estar e oportunidades econômicas para todos.

Para alcançar seus objetivos, a aliança conta com a colaboração de empresas importantes, além de Meta e IBM, há a Intel, AMD, Dell, Oracle, Hugging Face, CERN, NASA, Linux Foundation, universidades na Inglaterra, França, EUA, Japão, Índia, Israel e mais. Já no início, a iniciativa conta com mais de cem mil participantes e um fundo maior do que USD 80 bilhões.

Membros da AI Alliance. Imagem: AI Alliance
Membros da AI Alliance. Imagem: AI Alliance

IBM, uma das fundadoras do projeto, mantém em seu portfólio, a Red Hat, importante companhia no mundo Linux e open source, criadora do Fedora e do RHEL, sistema operacional padrão para a maioria dos servidores. Já a Meta, além de redes sociais, mantém projetos de código aberto, como as IAs Llama e AudioCraft.

Mas não apenas a segurança se beneficia com softwares de código aberto, segundo anúncio da iniciativa, esta forma de desenvolvimento pode acelerar a evolução tecnológica, graças a possibilidade de todos participarem do seu desenvolvimento, sem restrição. Isso ainda permite a quem tiver conhecimento, aplicar inteligências artificiais no mundo real, com baixo custo. Interessados em aprender, podem aproveitar a documentação aberta e consultar a comunidade.

Conforme o site oficial, a Open Alliance tem quatro objetivos principais:

  • Criar metodologias, ferramentas, padrões e métricas para garantir inteligências artificiais seguras e de qualidade;
  • Permitir um ecossistema de modelos abertos para diversas finalidades, em múltiplos idiomas. Para isso, apoiará desenvolvedores e hospedará eventos;
  • Aumentar a diversidade de hardware, em busca de escalabilidade e eficiência energética;
  • Apoiar estudantes e pesquisadores a aprenderem e contribuírem com modelos, plataformas e novas técnicas para IAs mais eficientes, além de orientar regulamentações adequadas.

Mantenha-se por dentro das últimas notícias da tecnologia e do Linux, acompanhe a sessão de notícias do nosso fórum Diolinux Plus!

Diolinux Ofertas - Aproveite os melhores descontos em diversos produtos!