Notícias

Asahi e Fedora se unem para levar o Linux aos Macs M1

O projeto Asahi Linux, mediante engenharia reversa, está levando o Linux a computadores com chip Apple Silicon. Até o momento, já alcançou um nível onde está bastante funcional, e graças a uma parceria com o projeto Fedora, em breve trará uma versão do Fedora Workstation para computadores Apple da nova geração.

A primeira distro que o Asahi apresentou, baseada no Arch Linux, foi feita principalmente para demonstrar o potencial do projeto, a fim de inspirar outros desenvolvedores. Mas a intenção deles não é manter uma distribuição Linux e sim permitir que outros projetos utilizem sua tecnologia para terem suas próprias versões de Linux no Mac M1.

Por que o Fedora?

Asahi Linux Arch Linux ARM, foi feito principalmente pela equipe do Asahi, com pouco envolvimento dos desenvolvedores Arch, ele basicamente sobrepõe um repositório de pacotes próprios, incluindo scripts, componentes para o bootloader, além, é claro, do fork do kernel e dos pacotes Mesa.

Ele mostrou ao mundo o projeto Asahi funcionando, mas está aquém do que querem entregar. Ao menos, chamou a atenção de mantenedores de outras distros. Ainda em 2021, Neal Gompa, desenvolvedor que contribui com o Fedora, fez a primeira oferta oficial de parceria com o Asahi para trazer a algum projeto consolidado, pouco depois, no início de 2022 já iniciou o desenvolvimento do código do Fedora Asahi.

A essa altura, os pacotes do Asahi já estão disponíveis no repositório do Fedora, apesar de não serem úteis a computadores não-Apple. A distro está sendo feita em conjunto com especialistas do Fedora, isso permite uma divisão de trabalho, onde equipe do Asahi pode seguir sua vocação de se aplicar à engenharia reversa e a criação de drivers.

Ao contrário do Asahi Linux Arch, este projeto é upstream, ou seja, um sistema construído sobre uma base fornecida pelo pessoal do Asahi, isso permite não apenas que seja melhor integrado, como também facilita a sua manutenção. Uma vez que sistemas ARM64 como esse, ainda tem um público reduzido, foram pouco testados e tem mais propensão a erros, então é muito importante uma manutenção ágil.

Ademais, a versão ARM do Fedora possui um contexto sólido, com uma base de usuários relativamente grande, conseguindo oferecer um bom fundamento ao Asahi.

Quando teremos um Fedora Linux no Mac M1?

Após mais de 1 ano e meio de desenvolvimento, o pessoal do Asahi relata que falta integrar alguns pacotes, principalmente relacionados ao suporte do hardware, mas os mais aventureiros já podem testar o sistema para ver como está ficando. Contudo, pode esperar vários bugs e congelamentos no sistema, eles inclusive pedem para aguardar o lançamento oficial antes de julgar o sistema.

De toda forma, isso não deve demorar, pois estão correndo para colocar tudo no lugar, sendo esperado que a primeira versão do Fedora para computadores Apple Silicon estará pronta até o final de agosto. Então, já vai se inscrevendo nos canais Diolinux e Diolinux Labs para não perder quando postarmos mais conteúdos sobre este sistema!

Diolinux Ofertas - Aproveite os melhores descontos em diversos produtos!